Publicidade

Publicidade
12/08/2009 - 11:59

Caos, corrida e carnaval

Compartilhe: Twitter

Não queria escrever sobre a Stock em Salvador. Depois de tanto tempo falando sobre o assunto, vivendo tudo ‘in loco’ — sou soteropolitano, para quem não sabe —, enchi um pouco o saco. Mas ouvi e li tanta barbaridade sobre a (argh) “etapa do axé” que decidi comentar.

É proibido fazer festa em evento automobilístico? Não. Sobretudo quando se sabe que, em uma cidade provinciana como a capital baiana, qualquer grande novidade ganha contornos carnavalescos. Achei até estranho não terem colocado alguma tosqueira abominável como, sei lá, Todo Enfiado, para tocar na pista e mostrar “a cara da Bahia”.

Para a categoria, foi ótimo: 47 mil pessoas no CAB, quase todas pagando ingressos caros, na quase ausência de cambistas. Embora seja difícil precisar, o baiano gostou do evento, para o qual foram gastos, segundo estimativas feitas em abril, R$ 8 milhões. A maioria nem percebeu que a corrida foi um lixo — em parte porque muita gente que lá estava não costuma ver provas nem pela TV.

Vi coisas inacreditáveis e bastante interessantes, como o Pedro Boesel, da Stock Jr., dando autógrafos e tirando fotos com centenas e centenas de pessoas em um shopping daqui. Alguém dali sabia quem era o simpático gordinho? Quase ninguém. Da mesma forma, presenciei gritinhos de fãs à Beatles quando Dino Altmann entrava no Medical Car. Fui perguntar qual o caso às meninas que se descabelavam . “É piloto, né?”, ouvi.

Justamente por isso, contudo, ainda é cedo para dizer que todo o envolvimento da cidade com a corrida é um sinal de que o soteropolitano abraçou a Stock. Até porque, como efêmera, a paixão pode se esgotar até o ano seguinte.

Feita a análise sobre a festa, falo da corrida. Vi muita gente — jornalistas, inclusive — no deslumbre da imensa promoção que a etapa teve na Bahia. A divulgação foi excelente: mil carros em postos de gasolina, shoppings, contagem regressiva em outdoors… Como disse semana passada, a cidade respirou Stock Car — o que é legal, repito.

Alguns dos que aqui chegaram até defenderam que, diante de acalorada recepção, fosse esquecido o caos do final de semana na pista. Reclamaram, inclusive, de críticas feitas por quem não estava na cidade e ignoraram que quem aqui estava disse a mesma coisa — só que muitos não publicamente. Jornalista não é promoter, como brilhantemente falou o colega Ivan Capelli em seu twitter (@ivancapelli).

No sábado, ouvi nos bastidores a mais sensata das análises: “Primeira vez que a Stock vem a Salvador, primeira vez em corrida de rua, primeira vez que o treino de sexta-feira não termina, primeira vez que um treino tem oitenta bandeiras vermelhas…”

O fato de a etapa ter sido ridícula em pista não tem nada a ver com o parco número de ultrapassagens. Até porque, quem o fez, conseguiu isso com trabalho de boxe, como em tantas outras categorias — a TV exibiu apenas uma troca de posição em pista: Paulo Salustiano em Felipe Maluhy, pelo 13º posto.

Lamentável é ver pilotos serem excluídos de treinos por tocarem em barreiras de pneus improvisadas e mal colocadas numa chicane ordinária [foto]. É ignorar o “toda corrida é uma palhaçada” de Antonio Pizzonia, um cara que já correu nas principais categorias do mundo. Sinceramente, já tem muita gente para só falar bem e fingir que não há defeitos no automobilismo brasileiro…

Felipe Paranhos

Autor: - Categoria(s): Stock Car Tags: , , ,

Ver todas as notas

32 comentários para “Caos, corrida e carnaval”

  1. Seu comentário está aguardando moderação.

    Between me and my husband we’ve owned more MP3 players over the years than I can count, including Sansas, iRivers, iPods (classic & touch), the Ibiza Rhapsody, etc. But, the last few years I’ve settled down to one line of players. Why? Because I was happy to discover how well-designed and fun to use the underappreciated (and widely mocked) Zunes are.

  2. Beth Hadley disse:
    Seu comentário está aguardando moderação.

    I could not refrain from commenting. Exceptionally well written!

  3. alopobtriapab disse:
    Seu comentário está aguardando moderação.

    http://www.maps.google1.comhttp://www.wikipedia.org/ – wiki1
    mail1

  4. Roxie Lechner disse:
    Seu comentário está aguardando moderação.

    Hi there! I simply wish to give you a huge thumbs up for your great information you have got right here on this post. I will be returning to your website for more soon.

  5. Seu comentário está aguardando moderação.

    You’ve made some decent points there. I looked on the web for additional information about the issue and found most people will go along with your views on this web site.

Os comentários do texto estão encerrados.

Voltar ao topo