Publicidade

Publicidade
21/09/2009 - 01:35

Não tão longe assim

Compartilhe: Twitter

Felipe Paranhos

Os caríssimos leitores muito certamente se lembram do meu texto elogiando a administração de Vijay Mallya no comando da Force India. Boas decisões, parcerias interessantes e distância dos pilotos pagantes. Opa!

Não tem distância. Hoje, o principal piloto da equipe indiana é pagante. Posso confirmar — e retificar minha opinião anterior — que Adrian Sutil paga, por meio de seu patrocinador, para correr.

Via Medion, fabricante e distribuidora alemã de eletroeletrônicos, Sutil está pagando € 25 milhões — o equivalente a R$ 66,2 milhões — por três anos de contrato.

Autor: - Categoria(s): F1 Tags: , ,

Ver todas as notas

14 comentários para “Não tão longe assim”

  1. Sanzio disse:

    Ah… Pelo menos ele está pagando e fazendo bonito nas últimas corridas. Complicado é quando o cara paga e só atrapalha o resto do grid.

    Resposta do Felipe Paranhos

    É até meio clichê dizer isso, mas dinheiro é fundamental pra quem quer chegar à F1, não tem jeito. Aí acaba que ser pagante nem fica depreciativo.

  2. Teríamos os pagantes em sentido amplo, já que todos (ou quase) pagam, mesmo que indiretamente, e os em sentido estrito, que estão lá só mais por pagar ou por apadrinhamento de fábrica do que por mérito. Sutil não parece ser o novo Schumacher, nem o Vettel, mas não pode ser comparado com o Alex Yoong, Nakajimas pai e filho, Yuji Ide…

    Resposta do Felipe Paranhos

    Isso, boa. É por aí.

  3. Raphael Carvalho disse:

    Como o Sanzio disse, ao menos paga e corre bem. Antigamente, tinha uns q pagavam e iam tão mal q so fazia atrapalhar todo mundo.

    Resposta do Felipe Paranhos

    Isso. Quase todo mundo entra pagando de alguma forma, na verdade. E, pro piloto, em casos assim, não é algo depreciativo, com certeza.

  4. Eduardo Azeredo disse:

    Piloto que não tem grana não chega nem na GP2.

    Resposta do Felipe Paranhos

    Justo.

  5. Rafael disse:

    Infelizmente a f1 entrou num caminho sem volta e, ao meu ver, só pagando mesmo pra entrar lá! Ou alguem aqui espera que pilotos como o di grassi, de talento inquestionavel, porem sem sobrenome, tem lugar garantido na F1? Mesmo pilotos consagrados, como o Proprio Rubinho, que teve de aceitar diminuição drastica na seu salario para correr nesta temporada!
    Mas, como já dito anteriormente, desde que este piloto desempenhe um bom papel, nao vejo com maus olhos o fato dele ser pagante.

    Resposta do Felipe Paranhos

    É, o que é lamentável é o fato de ser difícil entrar sem pagar. Os pilotos que pagam e as equipes que precisam de grana não devem necessariamente ser criticados por isso.

  6. É muito comum patrocinador exigir/contratar um piloto numa equipe. Equipe: mecanicos, executivoos, manager ,engenheiros, acessores e……………………………………………..patrocinadores, que colocam dinheiro na equipe e portanto é normal que tenham algum poder, em maior ou menor grau na equipe, inclusive escolha de pilotos.
    Alguém ou alguma empresa que paga para piloto correr e paga seu salário não torna o piloto pagante.
    A force India e seu chefe continuam surpreendentes e tomandoi decisôes interessantes.

    Resposta do Felipe Paranhos

    Você sabe ler? Escrever eu já vi que não. Não disse que não é comum que patrocinadores garantam presença de pilotos em equipes, nem que estas empresas não tenham poder, muito menos que a Force India e o Mallya devem ser criticados por isso. Mas, se não é o caso do Sutil, o que torna um piloto pagante? Ele ter bilhões de dólares na conta bancária e comprar seu lugar? Hum… Vou procurar a Paris Hilton. Quem sabe ela não quer correr na F1.

    • vc viaja disse:

      Vc conhece filologia, semântica, coerencia? Não.
      Piloto- quem dirige o carro
      Pagante_ alguém que paga

      Associando as duas palavras e atribuindo tal qualidade a Sutil vc viaja.

      Sutil- piloto
      Pagante- patrocinador

      Portanto, Sutil não é pagante e seu texto é sem pé nem cabeça.

      Procure o Diniz e esqueça Paris.

      Resposta do Felipe Paranhos

      “Piloto pagante” é uma expressão. Não quer dizer que o piloto faça uma transferência bancária da sua conta para a da equipe. Já expliquei isso. Ah, da próxima vez não posta 10 comentários iguais, senão vai pra pasta de Spam. Já que eu tenho que ler você me chamando de censor de mensagens — sendo que tenho paciência até para pessoas como você — me deixa ler só uma vez. Obrigado.

  7. Tiago S. disse:

    Olha então o Vijay é um gênio, porque o Sutil é um piloto que merece lugar no grid. Se o Vj está recebendo por isso, o cara é bom mesmo. Soube unir um jovem promissor com o Fisichella, acho que formaram uma boa dupla, confesso que me surpreendeu essa informação.

  8. Carlos disse:

    Gostaria realmente que houvesse outro jeito. No caso do Sutil em particular é um piloto rápido e promissor ou seja o Vijay é esperto excelente custo/beneficio. Já o Naka por exemplo chega a ser um absurdo ainda mas partindo do Frank. Um cara destes no grid a 3 temporadas e sequer marcou 1 ponto o pai no tempo em que so os 6 primeiros marcavam correu 5 temporadas, pontuou em todas, e já marcou em sua segunda prova. Enquanto isso um Di Grassi e um Paul Di Resta aguardam vez. Deixa qualquer um p.. uma situação destas. Será que esta redução de custos altera este quadro?

  9. não aceita críticas
    censura mensagens
    procure outra profissão ou quem sabe outro país vá trabalhar para um ditador

    imprensa e jornalistas também merecem crítica.ou vc não sabia?

    seu texto é fraco, sem sentido, sem pé nem cabeça.

    Resposta do Felipe Paranhos

    Tá maluco? Não deletei nenhum comentário. Você é o que não sabe ler? Se é, seu comentário tá lá, respondido.

  10. Luís Vasconcellos disse:

    66,2 milhões de reais?!

    Absolutamente caríssimo!!!

    Para isso, precisaremos ganhar 67 vezes o Show do Milhão para chegar até isso e poder pilotar um F1….

    Confessem… somos todos “pobres” em relação ao este pagamente à Force índia, quem dera…

  11. Flavio disse:

    Todos são praticamente pilotos pagantes, até o Alonso leva dinheiro com a Mutua Madrileña e alguns outros patrocinadores.

    Resposta do Felipe Paranhos

    Verdade. A diferença é que o Alonso não precisa mais disso pra arranjar um bom emprego, né? Um iniciante ou um cara sem o tamanho do asturiano precisa.

  12. Roberto Zimmerman disse:

    Nossa, que novidade… E você, jornalista “especializado” soube disso AGORA?? Quando eu digo que o nível é muito baixo…

    Resposta do Felipe Paranhos

    É. E parabéns, seu nível deve ser muito alto.

  13. Flavio disse:

    É uma pena que a escolha dos pilotos hoje em dia seja influenciada diretamente pelo patrocinador por tras(sem trocadilhos) hehehe.

Os comentários do texto estão encerrados.

Voltar ao topo