Publicidade

Publicidade
18/10/2009 - 13:06

Não consigo acreditar

Compartilhe: Twitter

button_seco
Retrato da falência do jornalismo brasileiro

É normal, e até esperado, que qualquer emissora, em qualquer lugar do mundo, demonstre simpatia e torça pelos atletas do seu país em uma disputa internacional. Mesmo que, muitas vezes, estes atletas não representem nada para alguns torcedores, o fato de usar as cores do seu país tornam algo comum este tipo de sentimento. É o que acontece na F1: a imprensa inglesa baba por Hamilton e Button, os espanhois são tresloucados com Fernando Alonso e os italianos gostam de qualquer um que esteja na Ferrari.

Portanto, não seria diferente aqui, ainda mais com Barrichello na briga pelo título. Mas a foto acima representa, ao menos para mim, um total NONSENSE com relação a este assunto. Não consigo acreditar que uma emissora séria como a Globo realmente se propôs a colocar uma repórter/apresentadora como a Glenda Kloslowski a correr atrás do Button com uma toalha para secá-lo. Isso aí foge da questão “brincadeira” e vira puro desrespeito.

Secando o Button, o que a Globo pretende? Mostrar que torce por uma batida dele? Talvez uma que o tire da disputa do GP de Abu Dhabi? A linha que divide bom jornalismo com pachecada descontrol não é nem um pouco tênue — na verdade, é um muro de Berlim — e, ainda assim, eles conseguiram passar de um lado ao outro sem nenhuma vergonha.

Esse tipo de coisa é deprimente. Convidar outras pessoas a secar um boneco do inglês, mais ainda. Fico feliz apenas de ver que algumas pessoas se recusaram a participar desse tipo de patacoada.

Enxugando gelo,
Francisco Luz

Autor: - Categoria(s): F1 Tags: , , ,

Ver todas as notas

118 comentários para “Não consigo acreditar”

  1. João Samuel Batista disse:

    Concordo, mas desestimular a torcida por brasileiros seria um tiro no pé. A imprensa esportiva sobrevive de torcedores comuns, quem torce pelo esporte, como eu, não daria audiência suficiente para sustentar todos vocês.

    • francisco disse:

      Cara, mas olha o primeiro parágrafo do que eu escrevi. Disse que é normal ter torcida por quem representa o seu país.

      Anormal, para mim, é fazer uma campanha contra outro piloto. Acho isso inaceitável quando vejo aqui, assim como foi inaceitável ver a campanha espanhola contra o Hamilton e a inglesa contra o Alonso em 2007, por exemplo. Foge do que eu considero jornalismo, e até mesmo do que eu considero respeitoso para com outros pilotos.

  2. Paulo disse:

    Apoio totalmente este texto, e digo mais, demorei a acreditar que estava vendo a transmissao do Esporte Espetacular e não o Panico na tv! De um mau gosto e falta de sensibilidade total, sem contar a falta de graça. Espero que os Diretores da Globo leiam alguns destes comentarios(que não estão só neste site/blog) espalhados pela internet e tomem alguma atitude. Reporteres da Globo com uma toalhinha ridicula passando na imagem do Button???!!!!! Precisava disso…e outra, se o pilotinho que eles(Equipe Globo) estavam endeusando desde sabado fosse bom, não seria necessario secagens, macumbas e demais artificios! R I D I C U L O S !!!!!

  3. Guilty disse:

    o pessoal….respeitem tb a opinião do francisco…naum concordo com o q ele diz mas nem por isso eh motivo pra desrespeita-lo….gosto do blog….francisco sou contra o q vc disse mas respeito sua opinião….espero q todos tenham respeito ….se ele foi grosso eh pq deram motivo….abraço…

  4. Marcos Soares disse:

    Bah, o Button e o Barrichelo ganharam tanto mas tanto dinheiro, quem uma brincadeira é apenas isso uma brincadeira, incapaz de ofender alguém. Só ficaria um pouco ruim, se o button morresse na pista, como não deu nada, saiu campeão, foi apenas uma brincadeira. Gostei bastante, gosto de humor, não tem nada demais, faz parte do folclore secar.

  5. Celso Silva disse:

    Esse é um dos grandes problemas do Brasil, torcemos pela desgraça dos outros para que tenhamos sucesso, ao invés de buscarmos aperfeiçoamento para alcançar nossos objetivos sem depender dos outros ou ter que torcer para a desgraça acontecer com nossos adversários. Parabéns por ser um cara diferenciado, como diria os bons – voçe esta salvo.

    • Garrincha disse:

      Muito bom! Assino embaixo!
      Resumindo: Inveja é fogo! Mais fácil querer ficar na mamata do que se esforçar pra melhorar. E ai de quem mudar isso…

  6. Davi Canto disse:

    Discordo totalmente… Não passou de uma brincadeira e eu juro que eu ri muito, e gostei muito do novo jornalismo esportivo da Globo que mistura com humor. E falar que a Globo queria secar pra que ele batesse e se machucasse é querer achar pelo em ovo, não to te acusando disso, mas falando isso vc passa a imagem de um jornalista invejoso que queria ganhar o que esses da Globo ganham…

    • Felipe Paranhos disse:

      Bem, vou responder no lugar do Francisco, que já trabalhou demais por hoje. Você pode gostar do jornalismo da Globo, e é possível adicionar doses de humor ao normalmente sisudo papel de repórteres e apresentadores. Mas torcida e jornalismo não combinam, meu caro. Não se misturam. Isso é uma questão básica. A obrigação do jornalista é informar você, não pintar a informação com as cores verde e amarela (ou azul, branca e vermelha, ou qualquer combinação). E, sobre ser “invejoso”, não é possível ter princípios nesse mundo? É só discordar de certas coisas que surge isso de “você queria ganhar o que tal pessoa ganha”. Eu e qualquer pessoa queremos ganhar mais, milhões e milhões de dinheiros talvez, mas isso não tem nada a ver com o assunto, sinto muito. Um abraço, continue por aqui.

Os comentários do texto estão encerrados.

Voltar ao topo