Publicidade

Publicidade
31/10/2009 - 11:44

Uma década

Compartilhe: Twitter

0101646P CART MEMORIAL
Gonzalo Rodriguez e Greg Moore foram homenageados ao fim de 1999

Felipe Paranhos

O Jackson Lopes, do Blog da Indy, ótima página para fãs da categoria, me alerta: neste dia 31 de outubro, completa-se dez anos da morte de Greg Moore. O piloto, que fez quase toda sua carreira pela Forsythe, era a cara do carro azul e branco da equipe, que tinha patrocínio da Player’s. (lembram?)

O canadense foi um dos meus primeiros ídolos. Conhecido pela pilotagem agressiva, Moore ganhou a temporada 1995 da Indy Lights, e quase completou quatro anos seguidos na Indy, não fosse o acidente fatal em Fontana, última etapa do campeonato de 1999.

Greg já tinha contrato assinado com a Penske. Foi talvez o acidente mais terrível que já vi em uma grande categoria de monopostos. Em seu lugar, acabou indo Helio Castroneves.

O piloto havia sofrido um acidente com sua moto na sexta anterior à corrida. Passeava pelo autódromo quando foi atingido por um carro. Levou mais de dez pontos na mão. Não deveria correr, mas acabou indo para a prova. Foi a segunda morte na Cart naquele ano. A outra foi de Gonzalo Rodríguez. Em meu blog, o Zeroforce, escrevi um texto falando sobre ele.

No fim do ano passado, Roberto Pupo Moreno contou a Victor Martins sua experiência daquele fim de semana, quando foi convocado para o lugar do canadense. Veja:

GP: Um fato curioso, se assim a gente pode dizer, é que em 1999 você foi chamado para disputar as 500 Milhas de Fontana no lugar do Greg Moore.
RM: É, mas o Greg, na última hora, quis correr. Falou que ia aplicar uma injeção. Aí ele se acidentou.

GP: Sim, morreu instantaneamente.
RM: Fiquei com pena. Se eu tivesse corrido no lugar dele, não teria acontecido com ele nem comigo.

Hoje, o site oficial do piloto, que sediou uma fundação no passado, exibe apenas um agradecimento de seu pai e a seguinte mensagem: “Para Greg, em amável memória. Vemos você lá na frente”.

Você se lembra de Greg? É só falar aí embaixo.

P.S.: Hoje, o canadense James Hinchcliffe, piloto da Indy Lights, declarou que Greg foi “um herói”. “Penso em Greg sempre que entro no carro. Minhas luvas vermelhas são iguais [às dele]. É uma homenagem sutil e um delicado lembrete. Ninguém passava melhor por fora.”

Autor: - Categoria(s): F-Indy Tags: , , ,

Ver todas as notas

41 comentários para “Uma década”

  1. Seu comentário está aguardando moderação.

    I cannot thank you enough for the blog post.Really thank you! Cool.

  2. Seu comentário está aguardando moderação.

    I value the blog post.Thanks Again.

  3. Seu comentário está aguardando moderação.

    Really appreciate you sharing this blog post.Really looking forward to read more. Really Great.

  4. Seu comentário está aguardando moderação.

    Very good post.Really thank you! Much obliged.

  5. Seu comentário está aguardando moderação.

    I am so grateful for your article.Much thanks again. Cool.

  6. Seu comentário está aguardando moderação.

    Im thankful for the article post.Really thank you! Awesome.

  7. Seu comentário está aguardando moderação.

    Thanks a lot for the blog.Much thanks again. Cool.

  8. imperior disse:
    Seu comentário está aguardando moderação.

    Great, thanks for sharing this blog post.Really looking forward to read more. Great.

  9. official site disse:
    Seu comentário está aguardando moderação.

    Say, you got a nice blog. Will read on…

  10. Seu comentário está aguardando moderação.

    Really informative blog post.Really thank you! Keep writing.

  11. read more disse:
    Seu comentário está aguardando moderação.

    wow, awesome blog.Thanks Again. Keep writing.

Os comentários do texto estão encerrados.

Voltar ao topo