Publicidade

Publicidade
10/11/2009 - 00:20

O harakiri que ninguém lamenta

Compartilhe: Twitter

(KNOCK KNOCK)

Fala sério: alguém acha graça nessas piadas de KNOCK KNOCK que sempre aparecem em filmes? Tentei encontrar algum paralelo brasileiro para elas, mas falhei miseravelmente.

Enfim, era a maneira mais engraçadinha que eu encontrei para perder a vergonha e voltar a escrever aqui. Problemas com o meu empresário impediram atualizações mais recentes e, neste meio tempo, o Felipe segurou a barra. Mas sigamos, que a Norteña já está brilhando e as ideias estão fluindo.

Seguinte é este: a Toyota saiu, e grandes merdas que saiu (tomei cevas, vão ler alguns palavrões. Não sejam PUDICOS). Nunca, mas nunca mesmo, vi em toda a minha vida uma equipe de QUALQUER ESPORTE que fosse TÃO, mas TÃO insignificante. O São Caetano era CAMARÕES EM 1990 perto dos nipônicos.

Não sei explicar o por que disso, e nem é o que o eu pretendo. Só quero mesmo é criticar quem comanda e quem aprova uma MERDA que consome um dinheiro que, de boa, o que eles gastaram em uma temporada dava para resolver a minha vida com ALGUMA tranquilidade. Ao menos o sonho de ter os GIPSY KINGS tocando no meu CASÓRIO seria realizado.

A Toyota passou pela F1 com a impressionante marca de ter sido o time mais GASTÃO da história e o que menos produziu resultados. Sou péssimo em matemática, mas o sempre prestativo Forix me informa que tiveram cerca de 34,8 pontos por temporada — e isso inflacionado pelos bons números dos dois últimos anos. De boa: quem gasta 300 MILHAS por ano e não consegue marcar mais de 35 pontos tem mais é que sair mesmo. Não vai fazer falta alguma.

É diferente, por exemplo, se uma Renault da vida decide sair. Pode acontecer, e tudo indica que vai, mesmo. Aí, sim, se lamenta: é um time com história, com SUSTÂNCIA.

Da Toyota, as únicas lembranças vão ser os LAMENTÁVEIS releases com as choradeiras do Trulli e o fato de que todo mundo vai sempre falar bem do Kamui Kobayashi até o fim.

Relevem a lombra.

E ouçam a MAIOR MÚSICA DE TODOS OS TEMPOS, que não está com o seu clipe original porque o youtube é uma PUTARIA quando não permite que façamos um EMBED MAROTO:

TEARS ARE FALLING FOR THE LOSS OF TOYOTA

NOT

Francisco Luz

Autor: - Categoria(s): F1 Tags: , ,

Ver todas as notas

15 comentários para “O harakiri que ninguém lamenta”

  1. […] This post was mentioned on Twitter by Flavio Gomes, Francisco Luz. Francisco Luz said: E aqui um BREVE ENSAIO sobre a falta que a Toyota NÃO FARÁ à F1: http://tinyurl.com/yek7rrk […]

  2. Danilo Araujo disse:

    TOC! TOC!

    Mulher: Quem é?

    “O vampiro”

    Mulher: “O q vc quer?”

    Vampiro: “Sangue!”

    Mulher: “Volte no final do mês”.

  3. Paulo disse:

    Eu sei um paralelo para elas. Lembra da época do colégio que tinha o famoso:
    – Apresento meu Amigo!!!
    ai o outro responte:
    – De onde que ele vem!!!!
    – Da terra da maçã.
    – O que ele merece!!!!
    – A pic_ do Tarzã.

    Faz sentido não acha?

    • francisco disse:

      Não conhecia essa. Lamentável – o que quer dizer que é muito boa.

  4. Conrado Andrade disse:

    É… engraçado é que justamente nesse ano, a Toyota começava a dar um ar de que “agora vai” e, que estavam entrando em uma ascenção (que em uma utopia, começava a escrever alguma coisa positiva). Somava isso aos anos frustrados e teríamos uma forte Toyota na F1, criando coragem, história, tradição… isso, claro, se ela continuasse.

    Mas não continuou, foi fraca e agora, os (sei lá) 8 anos, ficam pra trás sem dizer nada, no dia que voltar.

    A BMW Sauber que foi embora com muito menos tempo, faz muito mais falta. Engraçado isso. Isso pq tambem foram covardes e saíram sem nem pedir desculpas aos torcedores.

    Se eles não aparecerem ano que vem, vou sentir falta de Nick Heidfeld, que SEMPRE foi um excelente piloto, rápido, constante, regular e muito bom em duelos. Na minha opinião, se der um carro vencedor pra ele, ele seria campeão.

    E Kamuy Kobaiashi, que acho que dispensa comentários, visto suas duas corridas!

    abraços

  5. REALISTA disse:

    Queria saber a marca da birita que você tomou. Nota-se que é da boa.

  6. Simão disse:

    Agora vamos á pergunta capiciosa do dia: QUANTAS cevas você tinha tomado até a hora de escrever isso?

    • francisco disse:

      Perdi as contas depois da terceira garrafa de 1 litro. Norteña é o canal.

  7. [GREMIO]Mutcha disse:

    FRANCISCO LUZ HEROI NACIONAL DPS DE REIROM

  8. Joel Gayeski disse:

    Rest in Pain Toyota.

    Equipezinha miserável.

  9. Raphael disse:

    Mais ou menos 11 milhões de dólares por ponto. E nenhuma vitória… Que vergonha de equipe…

  10. Douglas Amorim disse:

    “É… engraçado é que justamente nesse ano, a Toyota começava a dar um ar de que “agora vai” e, que estavam entrando em uma ascenção (que em uma utopia, começava a escrever alguma coisa positiva). Somava isso aos anos frustrados e teríamos uma forte Toyota na F1, criando coragem, história, tradição…”
    Será que os japoneses desistem quando acham que vai ficar fácil? Vide a Honda/Brawn.
    Eu imaginei que a Toyota fosse virar time grande. Uma pena que tenham abandonado. Faz falta sim.

  11. Rodrigo Monassa disse:

    Pensem no lado positivo: vai voltar a ser como nos românticos anos 70, equipes independentes, com traadição ou novatas, dependendo apenas de sua propria competencia pra serem vencedoras.

  12. Rodrigo disse:

    Paulinho Kobayashi foi o melhor que a Toyota proporcionou para nós, meros mortais espectadores do show do capitalismo em forma corrida de automóvel…
    PS: Bebi um Jose Cuervo antes de escrever aqui…rs

Os comentários do texto estão encerrados.

Voltar ao topo