iG

Publicidade

Publicidade

Arquivo de janeiro, 2010

31/01/2010 - 19:11

GP2-F1 deve ser uma passagem inevitável?

Compartilhe: Twitter

GP2

Felipe Paranhos

A temporada da F1 já começou, amigos. Agora são quatro os carros apresentados e algumas as novidades. Pagante ou não — ele nega —, acho legal ter o Vitaly Petrov na F1. Até porque sua contratação é parte de algo bastante interessante: é a primeira vez que os três primeiros colocados da GP2 ganham uma vaga no grid do ano seguinte na F1.

Nico Hülkenberg, Petrov e Lucas Di Grassi chegam à categoria, inclusive, cada um numa equipe de qualidade proporcional à posição que terminaram a temporada 2009: Hülk, campeão, foi promovido na Williams; Petrov, vice, arranjou lugar na Renault; e Lucas, terceiro, conseguiu um posto na estreante e misteriosa Virgin.

A vantagem disso é o fato de que — provavelmente — não teremos ruínas como Pastor Maldonado na F1. Muito menos Maria de Villota, que é terrível. A desvantagem é o risco de que a GP2 se consolide como a única passagem para a F1.

A categoria de Bruno Michel tem sérios problemas de organização, não é vista em todo lugar e tem defeitos sérios na estrutura de seus finais de semana. Os treinos de 30 minutos com 26 carros na pista fazem com que a sorte seja algo absurdamente decisivo. Bandeiras vermelhas são muito comuns, até pelo número de pilotos e pelo pouco tempo disponível, o que resulta em coincidências estranhas e pilotos queimados no momento mais importante de suas carreiras.

Ainda assim, passaram os melhores, pelo menos desta vez. E aí? Vale a pena fazer da GP2 a única categoria-escola para a F1?

Autor: - Categoria(s): F1, GP2 Tags: , , , , ,
31/01/2010 - 14:00

O fim, agora de verdade

Compartilhe: Twitter

Já havia feito uma breve despedida quando confirmei que deixaria o Grande Prêmio, mas agora chegou o momento. E, bueno, foi ótimo demais. Não poderia ter começado a minha carreira no jornalismo em um lugar melhor, que fosse ao mesmo tempo tão exigente mas tão generoso em aceitar alguém para ensinar praticamente tudo sobre jornalismo. A excelência do trabalho dos meus colegas e companheiros de guerra neste período jamais vai ser esquecida, e fica aqui um abraço e um beijo a quem de direito – abraço para os caras, beijo para as gurias, que fique claro:

– Flavio Gomes
– Victor Martins
– Evelyn Guimarães
– Luana Marino
– Marcus Lellis
– Felipe Paranhos
– Marcelo Ferronato
– Bruno Terena
– Bruno Vicaria
– Paulo Lava
– Bruno Nakata
– Ivan Capelli
– Bruno Mantovani
– Marcel Marchesi

Além de tantos outros nomes. Cada um destes foi amigo, parceiro e chapa nas horas necessárias, e vou sentir (incrível, mas real) muita falta de acordar às 3h da manhã de uma sexta-feira para começar a cobrir os treinos coletivos na Turquia e falar merda com todo esse povo.

Mas vamos lá. Vida que segue.

Abraços,
Francisco Luz

Autor: - Categoria(s): Off-topic Tags: , ,
31/01/2010 - 10:04

Petrov e o joão-sem-braço

Compartilhe: Twitter

TRANSLITERADO por Francisco Luz em nome de MARCELO FERRONATO, de Valência

Se depender de um dos mecânicos da Renault, o nome de Vitaly Petrov já é certo na equipe francesa. Tentando descobrir quem fará dupla no time ao lado de Robert Kubica, fui ao motorhome da escuderia para conversar com alguém com a jaqueta da montadora gaulesa. E um integrante deu a entender que o piloto russo está prestes a chegar ao circuito valenciano para ser apresentado.

A Renault não confirmou nenhuma informação quanto ao segundo representante do time, então a conversa não tem nenhum teor oficial. Outro nome especulado pela imprensa européia é o de Andy Soucek, campeão da F2 em 2009. Mas segue na íntegra o meu diálogo com o mecânico.

“Você sabe que horas o Petrov chega aqui no autódromo?”, perguntei dando uma de ‘João-sem-braço’. “Deve ser antes das quatro [horas] né? O lançamento está marcado para às 16h30”, respondeu. “Então é o Petrov mesmo o segundo piloto da equipe?”, devolvi. “Não sei, não sei se é o segundo ou o terceiro”, falou.

Continuei cavando: “Então ele já foi mesmo contratado pela Renault?”. “Não sei. Na verdade, ninguém da direção da equipe me disse nada. Eu estou te dizendo isso somente com base nas minhas opiniões. Pelo que tenho visto ultimamente, deve ser ele. Mas repito que isso não é oficial. Pode ser outro também. Vamos ver às 16h30”, finalizou.

Podem esperar por mais nos próximos dias. O matuto manda bem, e vai continuar enviando matérias FRESQUITAS dos testes coletivos. Aguardemmm.

Autor: - Categoria(s): F1 Tags: , ,
29/01/2010 - 11:38

La Rossa e The (old) Silver Arrow

Compartilhe: Twitter


Eis aí acima os dois primeiros carros da temporada 2010. Para quem não sabe, o vermelho é a Ferrari F10, e o prateado é o MP4-25 da McLaren.

Ainda não tenho uma opinião formada sobre o desenho dos carros – que é, por enquanto, tudo que pode ser analisado. Sou favorável à proibição do reabastecimento, mas ainda estou achando tudo muito ABRUTALHADO, como os radiadores e a traseira, que contam com o espaço maior dos tanques de combustível.

Claro que o grande destaque é o SHARK FIN ou BIGORNA da McLaren. Parece bem maior do que os utilizados até hoje, e ele efetivamente é ligado à asa traseira – no geral, o final deste APÊNDICE era no AR, sem tocar no aerofólio. Vamos ver o que vai dar.

Nenhum dos dois carros me agradou muito. A Ferrari assim branca até é legalzinha, mas sei lá, sou fã do vermelhão total. A McLaren não mudou nada. E, perto da Mercedes, as duas EMPALIDECEM.

Opinem.

E curtam um RATT bem PEGADO:

Abraços,
Francisco Luz

Autor: - Categoria(s): F1 Tags: , , ,
28/01/2010 - 11:21

Passado e futuro

Compartilhe: Twitter

LulinhaNico

Felipe Paranhos

Foi assim: o garoto arrebentava nas divisões de base, aí seu empresário, que adora aparecer, começou a dizer que ele tinha propostas do Tottenham, do Chelsea e do Barcelona, que iria para a Seleção em breve, que cedo ou tarde estaria na Europa… Arrancou aumentos de salário. Fez surgir uma multa rescisória de R$ 97 milhões. E o menino, cercado de pressão e marra, cercado de críticas pelo insucesso depois de tanta expectativa, foi parar no Estoril.

Da Segunda Divisão de Portugal. É Lulinha, revelado pelo Corinthians.

Nico Hülkenberg vem de dois títulos fortes em dois anos: F3 Europeia e GP2. Hoje, Willi Weber declarou que estará, “dentro de três anos”, na Ferrari. Fez um 2009 primoroso, quando já era piloto de testes da Williams. Foi promovido. Mas ainda nem estreou e já vê seu nome ligado à Ferrari. Aliás, do mesmo jeito de quando  Felipe Massa se lesionou no GP da Hungria — e a entrada do germânico seria um erro gigantesco.

Hulk tem tudo para se tornar um dos pontas-de-lança do automobilismo mundial. Mas elevá-lo à condição de futuro piloto da Ferrari é pirotecnia. Nome, passado e declarações pomposas não garantem grandes lugares na F1. Até porque, jovem por jovem, a Scuderia já tem Jules Bianchi, outro nome forte na base.

A busca por um novo Schumacher pode fazer de Nico o mesmo que Lulinha virou nas mãos de Wagner Ribeiro.

Autor: - Categoria(s): F1 Tags: , , ,
26/01/2010 - 14:40

Ainda as cores

Compartilhe: Twitter

Felipe Paranhos

Não tinha visto, mas acho que muitos de vocês também não: a Fazzt, equipe que Alex Tagliani defenderá na temporada 2010 da Indy, lançou semana passada a pintura de seu carro, no Montreal International Auto Show. O toque de laranja-marrom (sei lá que cor é essa) quebra um pouco a sobriedade alvinegra.

Fazzt

E aí eu descobri que o capacete do Tagliani também tem esse maldito padrão tribal-espermatozóide. Acho confuso pacas. E de mau gosto. Eis:

Fazzt2

A propósito, para quem não sabe, os donos da Fazzt são os empresários Jim Freudenberg, Andre Azzi e… O ator e ex-piloto Jason Priestley, conhecido no Brasil por trabalhar no seriado Barrados no Baile, nos anos 1990. Não lembra? Olha a foto dele aqui.

Seu ápice nas pistas foi a participação na temporada 2002 da Indy Pro Series, hoje Indy Lights. O norte-americano abandonou as pistas no ano seguinte, com a morte do amigo Tony Renna durante treinos de pós-temporada em Indianápolis.

Autor: - Categoria(s): F-Indy Tags: , , , , ,
26/01/2010 - 14:05

Acabou

Compartilhe: Twitter

56567793

Felipe Paranhos

Não tem história. Conforme dito por Victor Martins em seu blog, citando o Las Provincias, Tony Teixeira deve ser anunciado como o novo parceiro de Adrián Campos na equipe deste último na F1. O português substituirá José Ramon Carabante — e o “Meta” vai sair do nome da Campos.

Acontecendo isso, acabou a A1GP — no caminho do que eu tinha palpitado aqui. A menos que algo muito surpreendente aconteça, a categoria morreu na falta de grana para se manter. Convencer a Ferrari a fazer os carros foi ótima ideia; se filiar à IMG Sports Media, importante empresa de marketing esportivo, também. Mas nada disso parece ter sido suficiente para sustentar o conceito de Copa do Mundo do automobilismo.

Em novembro, já não havia mais área de mídia no site da A1GP — as fotos de divulgação ficavam por parte de uma agência de notícias, o que inclui pagamento, claro. Hoje, notei que o site da categoria está fora do ar.

É, acho que teremos Campos A1.

Mas ele levaria € 20 milhões. E tiraria de onde, afinal?

Autor: - Categoria(s): A1GP, F1 Tags: , , ,
26/01/2010 - 12:18

Os destinos de Heidfeld e Kubica

Compartilhe: Twitter

56540573

Felipe Paranhos

Vejo no Victal, o blog do chefe, que Nick Heidfeld desistiu de tentar um lugar no grid em 2010. Nesse momento, eu vejo que ele tem razão no que disse um tempo atrás: realmente, marketing e carisma contam muito na F1. Grosso modo, porque não encontrei o link, o alemão havia declarado não saber o porquê de tantas especulações em torno do futuro de Robert Kubica, sendo que ele havia ficado à frente do polonês em dois dos últimos três anos.

E é verdade. Heidfeld não é mau piloto, definitivamente. Só pra ficar em alguns que já tiveram algumas chances na F1, Trulli, Kova, Glock… Vejo todos como inferiores. Kubica fez ótimo 2008, é verdade, convenceu. Mas, quando o carro não foi bom, como em 2007 e 2009, penou muito. E o carro da Renault não deve ser nenhuma maravilha neste ano.

Mas aí alguém poderá dizer: “Ah, mas no carro que realmente poderia conquistar resultados, ele brilhou”. E quem garante que o desempenho daquela temporada vai se repetir? Acho Kubica extremamente talentoso, mas ainda precisa mostrar mais. Sobretudo nas dificuldades. Terá suas chances, afinal tem apenas 25 anos contra 32 de Nick, mas corre o risco de ficar marcado como um cara de brilhos efêmeros na F1.

E Nick deve ficar como reserva dalguma equipe. Poderia mudar de categoria — não seria má ideia.

Autor: - Categoria(s): F1 Tags: , ,
25/01/2010 - 21:40

Tudo igual

Compartilhe: Twitter

Felipe Paranhos

A pedidos, o capacete do Nico, que não mudou nada, só patrocinadores.

CapaceteNico

Autor: - Categoria(s): F1 Tags: , , ,
25/01/2010 - 14:36

Mantido

Compartilhe: Twitter

Felipe Paranhos [de volta das férias]

Junto com as cores do novo carro da Mercedes — ainda no BGP 001 —, foi revelado também o capacete de Michael Schumacher para 2010. E foi mantido o tom de vermelho. Ainda bem. Vai ficar ótimo no contraste com o carro prateado. Parece menos vermelho-Ferrari, dá a impressão de estar mais alaranjado. Mas pode ser a luz. Veremos.

CapaceteSchumacher

Autor: - Categoria(s): F1 Tags: , , ,
Voltar ao topo