Publicidade

Publicidade
26/01/2010 - 14:05

Acabou

Compartilhe: Twitter

56567793

Felipe Paranhos

Não tem história. Conforme dito por Victor Martins em seu blog, citando o Las Provincias, Tony Teixeira deve ser anunciado como o novo parceiro de Adrián Campos na equipe deste último na F1. O português substituirá José Ramon Carabante — e o “Meta” vai sair do nome da Campos.

Acontecendo isso, acabou a A1GP — no caminho do que eu tinha palpitado aqui. A menos que algo muito surpreendente aconteça, a categoria morreu na falta de grana para se manter. Convencer a Ferrari a fazer os carros foi ótima ideia; se filiar à IMG Sports Media, importante empresa de marketing esportivo, também. Mas nada disso parece ter sido suficiente para sustentar o conceito de Copa do Mundo do automobilismo.

Em novembro, já não havia mais área de mídia no site da A1GP — as fotos de divulgação ficavam por parte de uma agência de notícias, o que inclui pagamento, claro. Hoje, notei que o site da categoria está fora do ar.

É, acho que teremos Campos A1.

Mas ele levaria € 20 milhões. E tiraria de onde, afinal?

Autor: - Categoria(s): A1GP, F1 Tags: , , ,

Ver todas as notas

17 comentários para “Acabou”

  1. […] um xeique de Dubai, e iria correr por aqueles lados, foi definitivamente para o saco, como conta o Felipe Paranhos no BloGP. Suas quatro temporadas completas não deixam nenhum legado, exceto um rastro de suspeitas sobre a […]

  2. Julio Cesar Ruthes disse:

    Felipe, a idéia da A1GP era ótima. Mas estava nas mãos erradas, assim como algumas coisas que acontecem aqui no Brasil em diversas esferas.
    Bom, aproveito para pedir então que o Grande Prêmio retire o link “A1 GP” em “Outras Categorias”.

    • Felipe Paranhos disse:

      Vamos esperar, né? Apesar de todos os indícios, o fim da A1GP não foi anunciado.

  3. Rafael Vieira disse:

    Bem, isso é uma pena mesmo, pois esse ano, segundo um comercial no Speed Channel, a Ferrari seria a fornecedora de carro para A1GP esse ano, que apoiaria em dados para desenvolvimento da F1, já que ninguem pode testar nada. Ninguém da uma resposta oficial?

    • francisco disse:

      A Ferrari forneceu carro e motor neste ano. Como se viu, não serviu para muita coisa.

  4. Racer-X disse:

    Se o cara tivesse dinheiro suficiente, ele certamente manteria a A1 e teria a Campos.
    Infelizmente, tendo que escolher, a chance de ter a própria equipe na mais top das categorias é irrecusável.
    Acho que deverá dar certo, porque espanhóis e portugueses sempre foram ótimos parceiros. Chegaram a lotear o mundo na época dos Descobrimentos.
    Uma categoria como a A1gp terá que esperar o fim da Crise. : /

  5. Pablo Habibe disse:

    Se foi o caso, a FIAT bem que podia pegar aquelas “pequenas Ferraris” e criar uma categoria própria da mesma maneira que a Renaut fez a sua “Word Series”. Podia até ser aqui na America do Sul, ninguem vai reclamar…Vamos falar com Massa?

  6. […] This post was mentioned on Twitter by Lucas Quedevez, Felipe Paranhos. Felipe Paranhos said: 2) A A1GP não tem mais razão para existir. Acabou. http://bit.ly/8jfe8A e 3) As cores da Fazzt, equipe novata da Indy: http://bit.ly/5seC6S […]

  7. Fábio da Silva Aguilar disse:

    Será que foi um negocio para Adrián Campos ??????
    Sobre a A1GP de onde veio o dinheiro para brancar essa cartetoria parace que tá me cheirando lavagem de dinheiro

  8. Ricardo disse:

    A A1GP nunca convenceu com seu conceito de Copa do Mundo motorizada, mesmo porque nunca reuniu os melhores pilotos dos países nela representados(salvo raras exceções) e desde a temporada passada já aaprentava passar por bastante aperto, era questão de tempo que acabasse.
    Agora, é curioso como o Tony Teixeira sempre aparece em barcos furados, saiu da naufragada A1GP para entrar na Campos, a maior incógnita entre as equipes novatas.

  9. Roberto Zimmerman disse:

    Eu não sei mais se é desinformação ou é ma-fé dos nossos pseudo-jornalistas “especializados”, naquelas de “é mais simples escrever assim, ninguém vai saber a real mesmo, então vai a informação errada de uma vez”. A Ferrari forneceu motores mas NUNCA fez ou forneceu carros pra A1GP. Ela cedeu algumas informações da IP do F2004 para que a A1GP TECHNOLOGIES, uma empresa da holding A1GP, essa sim, desenhasse, construísse e fornecesse os carros para a categoria. Os carros, então, eram levemente inspirados em uma Ferrari de F1, mas nunca foram carros dela. Mas estou certo de que a informação jamais será corrigida, já que nossos “especialistas” estão sempre pouco se lixando.

    • francisco disse:

      Você está certo, campeão. Em TUDO: somos desinformados, agimos com má-fé e somos mesmo pseudo-jornalistas. Nem precisa do “especializados”.

      Afinal, uma empresa ceder dados de um projeto de um carro seu para alguém fazer não quer dizer PORRA NENHUMA mesmo, não é?

      Tem gente que lê tanta wikipedia e se acha inteligente que dá pena. Puta que me lambeu.

  10. Roberto disse:

    vamos falar o que é verdade, gostar de corridas é uma coisa, mas esta porcaria de A1GP já nasceu completamente morta, sem atrativo nenhum, os caras querendo ganhar em cima e fica somente uma questão de promover nada com coisa nenhum, uns pilotos muito ruins e a administração então nem se fale…vamos acordar pessoal, nada d puxa o saco d qualquer corridinha…além do mais a ferrari so entraria nesta porcaria para fazer graça…porque o resto é uma droga total…a lógica é simples, se tiver retorno funciona, não existe idéia boa q dê certo sem retorno, isso é ilusão…acordem

    • Felipe Paranhos disse:

      Eu gostava da A1GP. A ideia é legal, e gosto de ver o automobilismo dos pilotos que erram, estragam corridas, se atrapalham, enfim.

  11. Roberto Zimmerman disse:

    Eu não escrevi que ela não fez porra nenhuma. Forneceu motores e deixou que o carro fosse inspirado em um Ferrari de F1. Mas que a informação que sempre aparece, que a Ferrari fez e forneceu carros pra categoria, é completamente errada. E ela é constante em alguns sites. Quanto a Wikipedia, não, obrigado. É fonte de informação tão pouco confiável quanto a imensa maioria dos sites de automobilismo, por exemplo.

    • Felipe Paranhos disse:

      Roberto, você, como todos os outros, tem todo o direito de criticar e discordar. O que me enoja é o jeito pedante com que faz isso. Como se já não tivesse, aqui e em outros lugares, falado besteira e sido desancado. O Rory Byrne ajustou, desenvolveu e foi consultor do projeto para a A1GP. O que dá no mesmo. Abraço.

  12. Roberto Zimmerman disse:

    Eu fui desancado onde? Sinceramente, não vi em lugar nenhum. Alguns se desesperaram quando confrontados com sua incompetência e parco conhecimento. Um deles foi tão patético que quando teve o curriculo desmascarado e e sua mentira foi exposta para seus leitores, fez um “ataque” a mim e praticamente acabou com seu blog… Normal, é o que ele deveria fazer mesmo, depois de ser pego na mentira e de não aceitar ser contariado. Outros se esconderam. Mas o mais engraçado é sempre aquele que começa a escrever diferente e tentar justificar os erros anteriores como “brincadeira”, “lógico que eu sabia” etc. Pobre “jornalismo”.

Os comentários do texto estão encerrados.

Voltar ao topo