Publicidade

Publicidade
08/02/2010 - 13:08

Chama o Stefan

Compartilhe: Twitter

usf1-logo

Felipe Paranhos

A USF1 lançou site novo, um piloto e as desconfianças diminuíram um pouquinho. Até porque a Campos dá sinais bem mais claros de que já ajoelhou. Mas, segundo o jornalista Stéphane Samson, do “Le Parisien”, a equipe estadunidense tem problemas graves.

Citando um integrante da equipe, Samson avisa que o Type 1, carro do time, está [jornalista burro] a DOIS meses de ser concluído. Ou seja, só ficaria pronto no início de abril, depois de pelo menos dois GPs da temporada. Na melhor das hipóteses, chegaria à Malásia, para a prova do dia 4 de abril, sem fazer nenhum teste coletivo, sem fazer nenhuma volta em um circuito de F1.

O jornalista ainda menciona uma fala do funcionário do time. “Pechito [José María López, piloto contratado] veio à fábrica, mas ainda não há célula de sobrevivência.” Ou seja, não tem nem um cockpitzinho estilizado, nada.

Ô Stefan, não dá pra fazer uma equipe B?

Autor: - Categoria(s): F1 Tags: , ,

Ver todas as notas

46 comentários para “Chama o Stefan”

  1. Clenio A. Vilela disse:

    A Stefan vai levar os equipamentos, não para o primeiro GP, mas para o terceiro. Acho que uma das duas equipes não participará. A USF1 está com pendencias financeiras (2,5 mi de euros) com a Cosworth.

    • Felipe Paranhos disse:

      É, agora é Malásia. Mas eles disseram antes que iam mandar pro Bahrein, por isso a menção no post.

  2. Hurricane81 disse:

    SIMPLES.
    Pega os 7.5 milhoes que o Russo tem. Joga na campos.
    Tira a USF1 e coloca as Servios….

  3. Adriano Muha disse:

    Independente se vierem ou não, devem ser os últimos do grid. Já pensou a Stefan herdar a vaga da Campos ou da USF1 e fazer um carro estilo Brawn GP? heuiheuiheui

    • Felipe Paranhos disse:

      O projeto é o do TF110, que seria o da Toyota. Não é impossível.

  4. Olegário disse:

    Olha, quanto ás equipes eu acho que é válido citar que elas parecem pouco confiáveis (Uma sombria equipe sem infra-estrutura num país sem tradição na F1, Um governo asiático ressucitando um frankstein feito com uma equipe dos anos 70, uma nova investida de um bilionário malucão e uma equipe espanhola tentando “subir de categoria”).

    Não parecem confiáveis? Não.
    Mas lembrando de casos como a Super Aguri, Midland, Spyker… Quem tem grana pra erguer uma equipe COMPETITIVA em apenas um ano sem herdar toda a infra-estrutura de outra?

    Talvez grandes montadoras, grandes empresas… mas elas não se mostraram confiáveis, é só ver quantas tem saído dos grids nos ultimos anos sem se importar com o esporte (Honda, Toyota, BMW, Renault, Jaguar…).

    Provavelmente as novas equipes vão andar só atrás.
    Só farão volume.
    Alguma(s) até abandone antes do fim da temporada.
    Algumas podem levar anos até se acharem.

    Mas numa F1 que já teve só montadoras, depois uma debandada, rachas entre FIA-FOTA, equipes trapaceando, falindo, trocando de dono, sendo multadas, desclassificadas, espionando umas ás outras e outras tantas constantes mudanças, um “Bolsa Família” de automobilismo, com regras mais brandas (3 GPs de ausência) e tolerante não passa de mais uma tentativa de mudança na F1

    Se é bom, não sei… só resta ver e torcer para gostar do que se ver…

  5. Lucas Cangussu disse:

    o acordo da Stefan com a Dallara é pra uma equipe B hehhehehe

  6. Sajuuk disse:

    Jornalista? Um cara posta isso no forum da autosport e você assume o post do cara como verdade?

    • Felipe Paranhos disse:

      Não. O Samson é bom jornalista, costuma trazer informações interessantes sobre automobilismo. Ele confiou na informação dada no forum, e eu escrevi aqui que a notícia foi dada por Stéphane Samson… Não assumi nada como verdade. E é ridículo fazer insinuações do tipo.

  7. Victor Amaral disse:

    Não sei desde quando o pessoal está se aprontando, mas na minha opinião, se o “cabra safado” quer concorrer a uma vaga na F1, dever se preparar para isso, ou seja, deve ter além de um projeto consistênte, um orçamento condizente. Não é barato se manter na F1 ou mesmo entrar na F1, veja os orçamentos milionários das equipes. Veja, se eles estão demorando tanto assim para construir um carro, imagina quanto tempo ANTES eles DEVERIAM ter começado?
    Eu espero que sim, mas na minha opinião essas novas equipes diificilmente terão chances contra Ferrari, McLaren e agora Mercedes, Renault. Mas enfim, eu acho legal termos um grid maior, e mais legal ainda termos Michael Schumacher de volta, vai ser um campeonato espetacular, pode até ser que o alemão não ganhe devido ao equipamento, mas que vai deixar todos com os cabelos em pé, isso vai. Quero ver agora se o Lewis Chato Mala Hamilton vai ganhar do alemão… Na minha singela opinião, hoje, no grid apenas Fernando Alonso é um piloto à altura do alemão, e depois dele, vem Felipe Massa, Lewis Hamilton e talves Jenson Button.

    É esperar pra ver….
    Que venha o Bahrein

Os comentários do texto estão encerrados.

Voltar ao topo