Publicidade

Publicidade
17/04/2010 - 17:58

A maior vitória

Compartilhe: Twitter

Mas foi em uma sexta-feira. A grande vitória de Helio Castroneves na vida aconteceu há exatamente um ano. Em 17 de abril de 2009, coincidentemente às vésperas da etapa de Long Beach da Indy, quando foi considerado inocente das acusações de evasão fiscal e conspiração fraudulenta nos EUA. O piloto da Penske ouviu o veredito do juiz Donald Graham, em Miami, na tarde daquela sexta com enorme alívio.

Ainda em Miami, o brasileiro recebeu o telefonema de Roger Penske, parabenizando pela conquista e alertando que um avião estava pronto para levá-lo para a Califórnia. O carro 12 do time o esperava.  Helio correu naquele final de semana depois de perder a primeira etapa do ano, disputada em São Petersburgo, por conta do julgamento.

Além de Castroneves, a irmã Katiucia e o advogado Alan Miller também foram inocentados dos seis crimes que respondiam na justiça norte-americana. Os três, se condenados, poderiam pegar até 35 anos de prisão.  Helio ainda terminaria o campeonato na quarta colocação. Mas o que mais impressionou mesmo foi a vitória nas 500 Milhas de Indianápolis, que praticamente sepultou de vez o fantasma do processo na justiça.

A assessoria de imprensa do piloto brasileiro também relembrou o fato. O texto a seguir é assinado por Américo Teixeira Jr, que teve também seu papel no processo de Castroneves.

Foram 47 dias de julgamento e a defesa dos Castroneves teve a condução dos advogados Roy Black e Howard Srebnick. Nesse período, enquanto Promotoria e Defesa se esmeravam para provar suas respectivas teses, diversas testemunhas passaram pelo plenário do júri, dentre eles muitos brasileiros que para Miami se deslocaram para prestar testemunho de idoneidade e correção do piloto e sua irmã.

Lá estiveram o ex-piloto e comentarista Eduardo Homem de Mello, o empresário Raul Seabra, o chefe de equipe Amir Nasr, a empresária Renata Pepe, a secretária Heloisa Azevedo, o perito em segurança José Salles, a advogada Marina Salles, o ex-juiz Dr. José Maria Costa e o jornalista Américo Teixeira Jr.

Ao final daquela tarde, Castroneves seguiu direto do tribunal para o aeroporto. Roger Penske, sem que o piloto tivesse tido tempo ainda de avisá-lo do veredito, já estava informado e ligou para ele já na saída da Corte e disse, após parabenizá-lo pela vitória. “O avião está te esperando aí no aeroporto e seu carro está aqui. Venha, pois estamos lhe esperando”.

E foi no dia 17 de abril de 2009, absolvido e voando para a Califórnia que Helio Castroneves “renasceu” para sua carreira e as ruas de Long Beach, local da prova deste domingo, transformaram-se nesse grande março de um recomeço.

De fato, não há dúvida sobre o recomeço.

Autor: - Categoria(s): 500 Milhas, F-Indy Tags:

Ver todas as notas

2 comentários para “A maior vitória”

  1. […] This post was mentioned on Twitter by Grande Prêmio. Grande Prêmio said: Há um ano, Helio Castroneves se livrava das acusações contra fraude e sonegação nos EUA. Relembre aqui: http://is.gd/bxp1m […]

  2. Felipe Antunis disse:

    Uma das poucas boas consequências disso tudo foi a contratação do Power pela Penske… anda pouco o cara…

Os comentários do texto estão encerrados.

Voltar ao topo