Publicidade

Publicidade
05/05/2010 - 18:12

Os EUA nas mãos de Rossi

Compartilhe: Twitter

Felipe Paranhos

Não acredito na chegada de nenhum piloto norte-americano na F1 em 2011 ou 2012.  Não os já consolidados, ao menos. Primeiro porque os melhores da Indy são de fora: Franchitti, Dixon, Tony, Helio… Segundo porque não investem direito nas divisões de base. JR Hildebrand, que venceu a Indy Lights com todas as suas corridas ganhas em circuitos mistos, não tem onde correr.

O único cara que pode chegar à F1, ainda que no futuro, estreia neste fim de semana na GP3. É Alexander Rossi, de somente 18 anos, mas com o título da F-BMW Américas e a vitória da final mundial da F-BMW em 2008. Quarto colocado na última temporada da F-Master, correu a GP2 Ásia no início do ano pela Ocean e pela Meritus.

O menino parece bom. Trilha cedo um caminho ousado e estreia na GP3 com uma ótima equipe, a ART, que domina o automobilismo europeu de base. Além disso, foi bem nos treinos coletivos, mostrando rápida adaptação ao novo carro. Já pintou favorito para o campeonato.

Autor: - Categoria(s): F1, GP3 Tags: , , , , ,

Ver todas as notas

13 comentários para “Os EUA nas mãos de Rossi”

  1. O que pode atrapalhar o Rossi (para não dizer f****), é o fato de que ele não compete apenas contra os 29 pilotos da GP3, com efeito o Esteban Gutierrez, e sim também contra Pla, Bottas e Sims na F3 Euro Series.

    As duas vagas da ART na GP2 em 2011, são alvo de cobiça de todos os pilotos e quem não for campeão, deve ser carta fora do baralho.

  2. Roberto Neves disse:

    Eu vi esse” fenomeno “Rossi correr ao vivo preliminar GP Brasil
    Putz, de esperanças norte americanas eu estou cansado de ver, mas nada…
    O Scott Speed era o nome certo mas não se insistiu.
    O Marquinho Andretti levou sorte, pq se tivesse tentado a GP2 teria levando uma surra, basta ver a coisa que ele ficou nas ultimas temporadas da IRL. Eu esperava mais .
    Tinha também o itálo americano bom de monoposto chamado Richard Antinucci que foi por Japão tentar ganhar a vida e ver se a F-1 o convidava.
    Speed é um piloto pra IRL e bom pacas .
    A mesma coisa pode acontecer ao Rossi
    Muitas vezes eu fico puto com a F-1 pq tem poucos carros e pilotos dinossauros que ja tinham de ter pulado fora faz tempo .
    Nem preciso citar nomes e como Schumacheiro penso o mesmo do Schumy apesar deste ser uma lenda mas seu melhor ja foi .
    Um país que esta tentando F-1 e Euro é a Estônia com Petus e mais um da F-Renault que esqueci o nome e teve o Marco Asmer também .
    Não sei se alguem vai passar a GP3 mas tem tudo pra ser uma baita categoria disputada .

    Felipe eu fiz uma pasta da GP3 no Forum http://www.downforce.com.br
    Convido vc e leitoresa participar, vão gostar.
    Um abraço do downforce a todos deste espaço magnifico .
    []´s

    • Mílton Marques disse:

      Caro Roberto,
      texto muito bom. Parabéns. A cada dia que passa cada vez mais eu encontro bons textos, boas informações e muita falta de compromisso com a educação. Usar palavrões por si só é coisa de baixo nível. Usar palavrões em um site aberto e dirigido ao público é uma agressão desnecessária. Pense nisso. Você com certeza é melhor do que apresentou no texto acima.
      Mílton Marques

    • Rafael disse:

      Hj o Speed ta na Nascar…anda sempre no pelotão do meio…pelo menos não ta fazendo feio

  3. cilas disse:

    Tomara que as 12:20 de sábado algum canal transmita na Internet a primeira corrida da GP3. Parabens Paranhos pela dedicação em comentar as mais importantes categorias de base.

  4. Verde disse:

    Esse cara pode acabar tendo problemas de continuidade na carreira.

    Vejamos: qual foi a empresa que o ajudou a estar em voga no automobilismo base? A BMW. Sem a BMW, tanto o Rossi quanto o Gutierrez terão de sambar um pouco para encontrar patrocinadores o suficiente para a escalada à GP2 e, finalmente, à Fórmula 1. O Gutierrez, pelo menos, tem a Telmex, que está querendo muito levar um mexicano à categoria máxima. E sobra o quê para o Alexander?

    Vale lembrar: a intenção dele era competir na GP2 nessa temporada, tanto que ele fez várias corridas pela Ocean e pela Meritus na GP2 asiática. No fim das contas, a ART apareceu com uma boa proposta e ele ficará na GP3.

    Eu torço bastante por ele. Mas se não aparecer um apoio mais consistente, não consigo vê-lo na Fórmula 1 em um futuro próximo.

  5. felipe antunis disse:

    Sinceramente não acho que o Rossi seja um dos favoritos ao título… ele venceu a F-BMW America com um grid de baixissimo nível e só levou a World Final pq correu com a melhor equipe… Foi quarto na temporada passada da F-Master… outra que não se destaca pelo grid qualificado… sei lá… pode ser que o cara seja bom (não tô torcendo contra) e fique com o título… mas ainda aposto mais no Gutierrez que nele… e no Bortolotti também, se a Addax tiver uma boa estrutura…

  6. Renata disse:

    Só o Rossi?
    Eu não descartaria o Josef Newgarden, ainda…
    Ele vai estrear na mesma GP3 que o Rossi e vem da F-Ford UK, onde foi vice-campeão ano passado.
    Eu sei que a F-Ford não é a melhor categoria pra se avaliar o talento de um piloto, mas é por isso mesmo que acho cedo pra julgá-lo como carta fora do baralho.

  7. felipe antunis disse:

    Palhaçada o que a sport fez hoje com a GP2… é foda viver em um país controlado pela globo… Paranhos, onde vc assistiu a primeira corrida?

    • Felipe Paranhos disse:

      Streaming. Graças ao Twitter. Tem sempre uma galera que ajuda.

  8. R.CASAGRANDE disse:

    O problema que ele deve enfrentar mesmo é a falta de patrocínio. Em geral, os norte-americanos não se importam com a F1, basta ver o que aconteceu com a US F1. Mas eu ainda acredito mais no Jonathan Summerton do que no Rossi. Pelo menos esses dois são melhores que o Yuji Ide, se vierem não vão fazer feio.

Os comentários do texto estão encerrados.

Voltar ao topo