Publicidade

Publicidade

Arquivo de julho, 2010

30/07/2010 - 13:26

O melhor [da GP2]

Compartilhe: Twitter

Felipe Paranhos

Há um ano, escrevi aqui que Pastor Maldonado era o “pior piloto das grandes categorias”. Justifiquei dizendo que o venezuelano era “até rápido às vezes”, mas era “capaz de idiotices indescritíveis”. O que era verdade. Pastor sempre foi o retrato do piloto veloz, ousado, mas irregular, que frequentemente acabava com a sua corrida e com a dos outros — como fez, naquele ano, com Diego Nunes em Nürburgring, só para citar um caso.

Em 2009, Pastor ficou à sombra do campeão Nico Hülkenberg na ótima ART. Enquanto o novato  — hoje na Williams — fez 100 pontos, o veterano fez apenas 36. E, para a temporada atual, foi parar na Rapax, antiga Piquet GP, que se mostrava como incógnita para 2010.

Deu certo. Maldonado se encaixou bem na equipe e se vale da experiência com o carro da categoria — que é fundamental, ou vocês acham que o Zuber era competitivo porque era bom piloto? — para dominar os mais novos. Mas o piloto parou de cometer erros bobos e alcançou uma consistência que me lembra os tempos de Timo Glock na iSport em 2007, quando o alemão levou o título.

Desta feita, Maldonado é o melhor da categoria. E eu, se sou dono de uma dessas equipes pequenas da F1, já fechava com ele — e com o dinheiro da PDVSA, petrolífera venezuelana — para 2011.

* Na minha pesquisa pelo post em que critiquei Pastor, notei que fiz duas apostas para o título de 2010: Jules Bianchi e Giedo van der Garde. Sou péssimo em palpites, percebi. Bianchi está sendo uma decepção e Van der Garde, depois de um excelente ano na mediana Arden, está ofuscado por Sergio Pérez (que pra mim é o maior valor da GP2 hoje).

Autor: - Categoria(s): GP2 Tags: , , , , , , ,
24/07/2010 - 23:34

Nada de Q1, Q2, Q3

Compartilhe: Twitter

A programação do Top Race para a primeira etapa do campeonato 2010/2011 neste final de semana, em Interlagos, foi bastante intensa, tanto na categoria principal quanto na Jr.. Foram nada menos que nove treinos, entre livres e classificatórios, além das duas baterias finais que definiram as posições de largada para cada uma das categorias. Aliás, essa última parte é que chama atenção nos procedimentos da categoria argentina, que trouxe 72 carros para a rodada paulistana.

A formação do grid é bastante curiosa. Na verdade, quase confusa. Primeiro, os pilotos disputam dois treinos classificatórios para definir quem que vai brigar pelas primeiras 18 posições. Aí, então, vem a decisão.

Na primeira corrida, que tem apenas seis voltas, os competidores vão à pista para definir as últimas 16 posições do grid. O pole aparece depois da segunda bateria. O vencedor da minicorrida de seis giros. Os demais colocados completam o restante do grid até a posição 18.

E as corridas são bem interessantes. Movimentadas, cheias de ultrapassagem e batidas. Mas não dá para imaginar o mesmo formato em categorias como F1, Indy ou até mesmo a Stock.

Autor: - Categoria(s): Top Race V6 Tags: , , ,
24/07/2010 - 23:11

O novo carro

Compartilhe: Twitter

Os organizadores do Top Race aproveitaram a abertura do campeonato, neste final de semana em Interlagos, para mostrar o novo carro para a temporada 2011/2012 neste sábado (24). Assim como na Stock Car, a categoria argentina também utiliza chassis tubulares e os motores são fornecidos por apenas um fabricante.

Mas a diferença para a divisão brasileira está no envolvimento das montadoras nas equipes. As marcas que participam do campeonato são: Ford, com o modelo Mondeo, Mercedes-Benz, Volkswagen, com o Passat, e a Mitsubishi, com o Lancer GT. No lançamento do carro, apenas os modelos da Mercedes e da Volkswagen foram mostrados.

No caso do novo carro, projetado pelo argentino José Luis Denari, as principais mudanças estão na potência do motor e nas soluções aerodinâmicas. O motor V6 passa de 350 cavalos para 435. A preparação é da Oreste Berta da Argentina. Os carros da categoria usam pneus Pirelli. O câmbio terá seis marchas, ao contrário das cinco utilizadas atualmente. E os amortecedores são os Penske com dois tipos de regulagem externa. Antes da apresentação, o modelo passou por 2.000 km de testes.

Para a etapa de São Paulo, o Top Race trouxe 72 carros, sendo 38 são da categoria principal e 34 da Jr.  Agora é com vocês. O que acharam do novo modelo?

Autor: - Categoria(s): Top Race V6 Tags: , , ,
16/07/2010 - 12:09

Dennis, o Pimentinha

Compartilhe: Twitter

JOÃO PAULO BORGONOVE

Eddie Jordan, ex-chefe de equipe e dono da Jordan, hoje trabalha na BBC, rede de TV britânica que cobre a F1. Jordan, todo pimpão, foi entrevistar Christian Horner, chefe de equipe da Red Bull, durante o GP da Inglaterra, em Silverstone, ao vivo, quando sua comunicação falha e, com isso, atrapalha a entrevista.

Ao fundo, sorridente, aparece Ron Dennis, mandatário da McLaren, mexendo em algo pouco antes da falha que atrapalhou Jordan. O dirigente cortou o cabo de comunicação. Resultado: Jordan pretende processar Dennis pelos danos causados pela traquinagem, segundo o tablóide inglês “The Sun”.

Ron Dennis teria procurado a direção da BBC, mas nenhum pedido de desculpas formal foi emitido.

Não sei qual é a relação de ambos – se são amigos ou não -, mas acho que brincadeira tem hora, principalmente se isso prejudica o trabalho de alguém. Ok, reclamamos que a F1 está chata e tal, mas tudo tem limite, creio. Mas uma coisa fica: eu não sabia desse lado “brincalhão” de Ron Dennis.

Autor: - Categoria(s): F1 Tags: , , , ,
13/07/2010 - 12:23

Castigo de Creche

Compartilhe: Twitter

 

JOÃO PAULO BORGONOVE [@Borgo_]

Bruno Senna ficou de fora do GP da Inglaterra, disputado no último final de semana em Silverstone. Isso todos sabem. O que é um mistério até o presente momento é o motivo disso tudo.

Muitas especulações rondaram os sites e revistas especializados em automobilismo pelo mundo, mas um deles chamou a atenção. O alemão “Sport Bild”, tablóide famoso por seu sensacionalismo, “comprou a versão” de que Senna foi trocado por Sakon Yamamoto em Silverstone por ter enviado um e-mail por engano para Colin Kolles, chefe de equipe da Hispania.

Segundo a publicação, Senna fazia duras críticas ao romeno e sua forma de gerir a equipe. E Senna teria enviado, em um ato falho, uma cópia para Kolles. Resultado? O brasileiro teria sido punido pelas palavras, tendo sua vaga privada na Inglaterra.

Senna foi substituído de última hora, na quinta-feira anterior ao GP. O piloto já havia dado voltas na pista para reconhecer o novo traçado inglês, inclusive. Também participou de todos os eventos promocionais da equipe, que disse que o piloto volta ao carro na próxima etapa, em Hockenheim, na Alemanha.

Difícil de engolir uma história dessas, heim. Principalmente por haver um contrato entre as partes. Não é assim que as coisas funcionam. Uma equipe de F1 não é uma creche, onde castigos são aplicados como punição por mau comportamento. Se for, a coisa está realmente muito feia na Hispania.

Autor: - Categoria(s): F1 Tags: , , , , ,
08/07/2010 - 12:46

Escolha

Compartilhe: Twitter

Felipe Paranhos

No automobilismo, como no jornalismo esportivo em geral, misturar torcida e profissão é um equívoco grave. Cada um, entretanto, tem suas preferências e simpatias, já que se trata de um esporte individual na essência, embora coletivo na prática.

Eu espero o sucesso do conterrâneo Luiz Razia. Grande cara, muitíssimo gente boa e talentoso pacas. Mas agora eu queria saber de vocês, que são livres para torcer com a paixão que convier: há algum piloto — F1 não vale — pelo qual vocês vibrem?

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags: , , , , ,
Voltar ao topo