Publicidade

Publicidade
24/07/2010 - 23:34

Nada de Q1, Q2, Q3

Compartilhe: Twitter

A programação do Top Race para a primeira etapa do campeonato 2010/2011 neste final de semana, em Interlagos, foi bastante intensa, tanto na categoria principal quanto na Jr.. Foram nada menos que nove treinos, entre livres e classificatórios, além das duas baterias finais que definiram as posições de largada para cada uma das categorias. Aliás, essa última parte é que chama atenção nos procedimentos da categoria argentina, que trouxe 72 carros para a rodada paulistana.

A formação do grid é bastante curiosa. Na verdade, quase confusa. Primeiro, os pilotos disputam dois treinos classificatórios para definir quem que vai brigar pelas primeiras 18 posições. Aí, então, vem a decisão.

Na primeira corrida, que tem apenas seis voltas, os competidores vão à pista para definir as últimas 16 posições do grid. O pole aparece depois da segunda bateria. O vencedor da minicorrida de seis giros. Os demais colocados completam o restante do grid até a posição 18.

E as corridas são bem interessantes. Movimentadas, cheias de ultrapassagem e batidas. Mas não dá para imaginar o mesmo formato em categorias como F1, Indy ou até mesmo a Stock.

Autor: - Categoria(s): Top Race V6 Tags: , , ,

Ver todas as notas

5 comentários para “Nada de Q1, Q2, Q3”

  1. Vitor disse:

    Trabalhei ano passado na corrida em Interlagos, recebi a mesma explicação sobre a classificação e não entendi nada.

    Depois de ler o texto, continuo sem entender haha.

  2. Vitor disse:

    Aliás, o campeonato continua com aquele playoff confuso dividido em n partes?

  3. JFN disse:

    Quanto vira um carro desse em interlagos?

    Vi outro dia aqui no Grande Prêmio que o melhor tempo em um treino livre tinha sido na casa de 1’50”, mas achei alto. É isso mesmo, ou nesse dia a pista estava molhada?

  4. Premier disse:

    Boa tarde, eu estive em Interlagos nesse fim de semana e valeu a pena, essa top race é muito bacana, espero que os dirigentes babacas da stock car tenham aprendido algo com os hermanos argentinos, pois corridas eles sabem fazer….

  5. E foram duas corridaças… bem melhor do que as procissões que estamos acostumados por aí…

Os comentários do texto estão encerrados.

Voltar ao topo