Publicidade

Publicidade
09/10/2010 - 14:52

F1 na segunda-feira?

Compartilhe: Twitter

FELIPE GIACOMELLI

Essa não foi a primeira vez que um treino da F1 foi cancelado por causa do mau tempo. Nos últimos anos, o mês de outubro tem sido cruel com a categoria. Em 2004, o próprio GP do Japão teve o treino classificatório adiado para o domingo em virtude do tufão Ma-on que atingiu as terras japonesas. No ano passado, foi a vez da chuva paulistana bagunçar o treino classificatório do GP do Brasil.

A previsão do tempo para o domingo aponta que as atividades deverão ser disputadas com pista seca, embora exista a possibilidade de chuva. E se novamente acontecer uma tempestade torrencial, estaria o GP do Japão fadado a acontecer em uma segunda-feira?

Corridas serem adiadas não é algo tão raro no automobilismo. Nos Estados Unidos é uma situação bem comum, já que provas em ovais não podem acontecer com a pista molhada por razões de segurança. Por isso, azar de quem trabalha, mas as competições acabam acontecendo em plena segunda-feira, diante de um público restrito.

Só que quando São Pedro não coopera e o temporal continua, o jeito é continuar adiando a prova e realizá-la, por exemplo, em uma terça-feira. Em 1997, apenas quinze voltas das 500 Milhas de Indianápolis foram disputadas no domingo. A chuva constante no restante do dia impediu que a corrida, que até então era liderada por Tony Stewart, continuasse.

O tempo não melhorou na segunda-feira e os carros sequer foram alinhados. Na terça-feira, o sol reapareceu e a corrida aconteceu normalmente com vitória de Arie Luyendyk, aproveitando que Stewart não teve o mesmo desempenho com o tempo bom.

Na Nascar, a situação foi parecida para a segunda etapa de Michigan de 2007. A chuva impediu a corrida de acontecer tanto no domingo quanto na segunda-feira e a previsão de tempo não garantia que o restante da semana tivesse tempo bom. Para piorar, os caminhões das equipes deveriam chegar no máximo até quinta-feira em Bristol para a realização da próxima etapa.

Em meio às especulações de uma transferência da corrida para o final da temporada, a prova aconteceu na terça-feira mesmo, entre uma pancada e outra de chuva. A vitória ficou com Kurt Busch, enquanto Tony Stewart foi o décimo, provando que não dá sorte em provas adiadas.

Nenhum caso, porém, é tão simbólico quanto as 500 Milhas de Indianápolis de 1986. A chuva impediu que a prova fosse realizada no domingo e o mau tempo continuou na segunda-feira. A direção de prova decidiu adiar a corrida, sem definir quando iria acontecer. Horas mais tarde veio a informação de que a corrida aconteceria no sábado seguinte – seis dias depois da data prevista.

A etapa de Milwaulkee, porém, estava marcada para o domingo e precisou também ser adiada em uma semana para que a tradicional prova da Indy acontecesse. Bobby Rahal venceu a corrida e se tornou o primeiro piloto a completar a corrida em menos de três horas. Sendo assim, ironicamente, a edição mais curta da prova até então.

Autor: - Categoria(s): F-Indy, F1 Tags: , , ,

Ver todas as notas

2 comentários para “F1 na segunda-feira?”

  1. Thomperson disse:

    O GP de Saint Petersburg da F-Indy deste ano, 2010, aconteceu em uma segunda-feira, e se trata de um circuito de rua, não um oval.

    O motivo foram fortes chuvas que caíram no litoral oeste da Flórida no domingo, impossibilitando que os carros fossem á pista, pois acumulavam-se poças imensas, que por vezes passavam dos 15cm de profundidade!

    A corrida aconteceu normalmente na segunda-feira, 29 de Março de 2010, e foi vencida por Will Power.

  2. Chris disse:

    Valentino não é flor que se cheira, ele já sacaneou com muitos pilotos, Lorenzo vai ser o novo campeão ele goste ou não…

Os comentários do texto estão encerrados.

Voltar ao topo