Publicidade

Publicidade

Arquivo de dezembro, 2010

14/12/2010 - 15:27

Senna e a imprensa

Compartilhe: Twitter

FERNANDO SILVA

A partir desta terça-feira (14), chega às livrarias a obra ‘Ayrton Senna e a Mídia Esportiva’, da Editora AutoMotor, escrita pelo jornalista Rodrigo França, que buscou relatar um pouco da relação nem sempre pacífica entre o tricampeão mundial de F1 e a imprensa.

De acordo com o autor, “é a cobertura jornalística da carreira de Ayrton Senna que representa o melhor exemplo da estreita relação entre a mídia esportiva e sua necessidade de ídolos”. França reporta nas 220 páginas do livro depoimentos de profissionais do jornalismo, além de fazer uma análise de mídia nas décadas de 80 e 90 e também na atualidade.

O valor do livro, com prefácio assinado por Reginaldo Leme,que também é dono da AutoMotor, é de R$ 29,90. Barato demais! O lançamento oficial de ‘Ayrton Senna e a Mídia Esportiva’ será no dia 20 em São Paulo. As fotos de Senna, muitas delas inéditas, são de Miguel Costa Junior, que cobre a F1 há mais de três décadas.

Reproduzo aqui o comentário do Bruno, da AutoMotor, para os que querem saber quando será o lançamento:

Olá, amigos. Obrigado pelo interesse: nós, da AutoMotor Editora, faremos o lançamento na próxima segunda-feira, dia 20.12, no Garage Burger, em SP (av. Prof. Luiz Ignacio Anhaia Mello, 1.501, Vila Prudente).

Além da venda no lançamento, o interessado pode adquirir a obra nas principais livrarias (a distribuição foi iniciada ontem) ou diretamente com a editora. Neste caso, pode entrar em contato comigo mesmo, no email bruno arroba rleme ponto com br”

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags: , , , , , ,
12/12/2010 - 12:29

Lotus serve pra tudo

Compartilhe: Twitter

JOÃO PAULO BORGONOVE

Recentemente pudemos acompanhar todo esse imbróglio envolvendo a(s) Lotus. Ou melhor, o nome Lotus.  A Lotus do ano passado segue viva e a ela trataremos nesse post como Lotus de Fernandes. E tem a Lotus da Proton, que comprou parte da Renault, que agora é chamada de Lotus Renault.

Essa briga toda pelo nome também está na justiça. E, por enquanto, seguimos com duas Lotus na F1.

A revista inglesa ‘Autosport’ se posicionou recentemente a favor da Lotus da Proton, que hoje é a Lotus Renault, dizendo (via e-mail, que Mike Gascoyne tornou público) que a Lotus de Fernandes é artificial e oportuinista, enquanto a Lotus da Proton carrega o espírito de Colin Chapman.

Briguinha boba, mas que faz a diferença no trato de veículo e público sobre a equipe, ou as equipes.

E pra você? Qual é a Lotus verdadeira? A Lotus de Fernandes, a Lotus da Proton ou nenhuma das duas?

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
07/12/2010 - 17:47

Corre, Milka, Corre! (not)

Compartilhe: Twitter

JOÃO PAULO BORGONOVE

E a bela Milka Duno, lembra dela?, vai promover sua primeira tarde de autógrafos no próximo sábado (11), na cidade de Porlamar. A venezuelana lançou sua biografia, chamada – e sem ironias – de ‘Corre, Milka, Corre!’, que conta detalhes de sua vitoriosa (?) carreira como pilota profissional já há algum tempo, mas só agora vem ao público para canetar as páginas escritas em inglês e espanhol.

A publicação foi premiada na Venezuela como um dos principais livros para jovens e adolescentes latino-americanos, que, segundo Milka, são inspirados por sua história de “superação e felicidade”. Pois é. E Milka já teve série de TV. Quem não se lembra do mítico ‘Milka a 1.00 km/h’, que passa nas madrugadas do Discovery Turbo.

Mas as bios estão aí. Recentemente, Mark Webber também lançou biografia, e com ela a revelação de que correu com o ombro quebrado nas quatro últimas corridas de 2010.

Helio Castroneves também já tem a sua.

E você? Gostaria de ver a biografia de qual piloto? Vale qualquer um, do mundo todo.

Autor: - Categoria(s): F-Indy, F1 Tags:
06/12/2010 - 16:05

Traquinagens e serelepices

Compartilhe: Twitter

Felipe Paranhos

Não vou me aprofundar tanto no assunto quanto fez o chefe Victor Martins, até porque ele falou exatamente o que eu pensava. Mas resolvi sair do breve descanso das férias (descanso nada, só faço estudar) para comentar a babaquice suprema de Mark Alan, o menino que, líder do campeonato de F1 com 11 pontos de vantagem, foi passear de bicicleta numa montanhinha com o amiguinho e se espatifou.

Só que Mark Alan é tão traquinas que ele já tinha se espatifado no início do ano brincando da mesma coisa. Daquela vez, quebrou a perna; desta, o ombro. Apesar de ser reincidente, o inteligente ser humano queria ser privilegiado por sua equipe de F1, que, aliás, não foi informada da singela lesão — num lugar que, afinal, nem é tão importante para um piloto, não é mesmo?

Aí dá pra entender porque Alanzinho era quem mais reclamava da falta de visibilidade na chuva que atrasou o início do GP da Coreia do Sul, por exemplo. Dá pra entender porque Alanzinho começou a chorar no GP do Brasil dizendo que era “óbvio” que a Red Bull privilegiava Vettel. Se privilegiava sem saber, imagina se soubesse que seu piloto mais experiente fraturou o ombro fazendo estripulias em duas rodas.

A Red Bull só errou em uma coisa: não colocar no contrato de Alanzinho uma cláusula de rescisão automática por burrice cometida fora do ambiente de trabalho.

Autor: - Categoria(s): F1 Tags: , , , , , , , ,
05/12/2010 - 18:50

Notas, notas (2)

Compartilhe: Twitter

CURITIBA | Ainda sobre a formação das equipes para 2011.

– A Itaipava continua no ano que vem com David Muffato e Luciano Burti. A equipe ainda é que não está definida. Muffato, inclusive, também conversa para fazer o GT Brasil para conciliar os dois campeonatos, especialmente por conta do apoio da cervejaria.

– Nonô Figueiredo vai permanecer na Cosan Mobil Super.

– Allam Khodair deve anunciar nesta semana a equipe que vai defender no ano que vem, mas a Blausiegel vai junto com ele.

– Na equipe de Amir Nasr tudo ainda é incerto. O time tem a preferência da Crystal e espera para ver a definição do grid em 2011.

Autor: - Categoria(s): Stock Car Tags: , , ,
04/12/2010 - 19:20

Notas, notas

Compartilhe: Twitter

CURITIBA |  A Stock Car encerra a temporada em Curitiba neste final de semana ainda em meio a uma decisão de título que envolve quatro pilotos. Apesar de toda a expectativa para a definição do campeão, a categoria também vive os rumores das tradicionais mudanças nas duplas de pilotos das equipes. As duas grandes estão definidas: Red Bull permanece com Cacá Bueno e Daniel Serra, assim como a RC, que vai de Ricardo Maurício e Max Wilson em 2011.

A outra equipe de Andreas Mattheis também já está fechada, mesmo com a perda do patrocínio de anos da Medley. Alceu Feldmann e Popó Bueno serão os pilotos do time, que terá um forte patrocinador nos dois carros.  A Full Time, para onde foi a gigante farmacêutica, já oficializou Xandinho Negrão e Marcos Gomes. Quem sobrou foi Allam Khodair, que ainda não definiu o futuro, apesar do apoio de tempos da Blausiegel. Outro que ainda não fechou contrato para 2011 é Thiago Camilo.

O pole da etapa de Curitiba ainda não sabe se continua na Vogel, equipe que defende há sete temporadas. Thiago ficou fora do playoff neste ano e já estuda proposta de outras escuderia.  A própria equipe, nas palavras de Camilo, também mantém conversas com outros pilotos. Ainda entre as equipes de ponta, Átila Abreu parece garantido na AMG.

Outra notícia do fim de semana é de Ricardo Zonta. Mesmo sem a definição do recurso que impôs da punição em Campo Grande, assegurou participação na temporada do ano que vem. O julgamento do recurso acontece no dia 20 de dezembro. Mas há vagas interessantes em aberto. Na RCM, o outro time de Rosinei Campos, existe o lugar deixado por Feldmann. Amanhã tem mais!

Autor: - Categoria(s): Stock Car Tags: , ,
01/12/2010 - 14:10

Moral

Compartilhe: Twitter

Felipe Paranhos

Ser esportista de ponta é poder falar o que quiser. Robert Kubica passou aquele lubrificante antes, mas disse com todas as letras que preferia ter a seu lado um piloto mais experiente em 2011. Ou seja, se pudesse escolher, mandaria Vitaly Petrov se consolar com o Putin.

A vaga na Renault continua vaga — sempre quis escrever isso. Mas parece mesmo que Vitaly deve continuar, pelo que se vê na imprensa europeia. Ainda assim, Kubica fala o que pensa. É difícil ver isso hoje em dia, vocês sabem.

O que mais me chamou a atenção, entretanto, não foi a sinceridade, mas o desprendimento de Robert. Pergunta ao Alonso se ele prefere ter um Nelsinho ou um Massa como companheiro. Ao Schumacher se ele prefere ter um Sam Bird ou um Rosberg do lado. Kubica chegou à F1 ao lado de um piloto mais forte — Nick Heidfeld. Perdeu duas  vezes, 2007 e 2009, ganhou na mais importante, 2008.

Eu não acho que Kubica realmente fez muito até 2010. Mas, neste ano, ficou claro que ele precisa de um carro melhor no futuro.

Autor: - Categoria(s): F1 Tags: , , , , ,
Voltar ao topo