Publicidade

Publicidade
08/01/2011 - 13:59

El caballero

Compartilhe: Twitter


FERNANDO SILVA [@Fernando_Silva7]

CAMPINAS — Conheci Marc Coma durante a cobertura do Rali dos Sertões em 2010, prova em que o catalão faturou a vitória pela primeira vez. Além de ser reconhecido como um dos melhores pilotos de moto no off-road em todos os tempos, tendo como principais títulos o bicampeonato do Dacar e o tetracampeonato mundial de rali cross-country, o espanhol sempre foi muito humilde e bastante solícito com todos aqui no Brasil.

Pois bem. Durante a quinta especial do Dacar entre as cidades chilenas de Calama e Iquique, Coma deu mais uma prova de que além de ser competentíssimo no que faz — tanto que após seis estágios, lidera a edição de 2011 — é dono de grande espírito esportivo.

Marc sofrera uma queda no km 80 do trajeto, e o acidente danificou o radiador da moto KTM de número 1. A essa altura, a diferença para o rival Cyril Despres havia caído de dez para pouco mais de dois minutos. Mais à frente, Olivier Pain, que liderava a especial, bateu forte com sua Yamaha e caiu inconsciente, fraturando o pulso.

Coma, que passava pelo local, parou e prontamente ajudou o colega de profissão, deixando a competição em segundo plano. O espanhol acionou o alarme de emergência e improvisou uma sinalização com o capacete do francês. O bicampeão esperou a chegada de Paulo Gonçalves e Joan Pedrero Garcia, companheiros de Pain. Ambos acionaram a equipe de apoio da Yamaha, e assim, Marc seguiu rumo a Iquique, já com a liderança perdida para Despres.

Após chegar no destino final da quinta especial, Coma criticou os competidores que não socorreram Olivier. Como o francês era o líder da etapa, vários pilotos passaram por ele, que só foi socorrido pelo catalão e Gonçalves. O diário ‘El País’ reproduziu um diálogo em que Marc repreendeu a atitude de Frans Verhoeven, belga da BMW.

— Frans, por que não parou?
— Como?
— Só teria de parar e perguntar: “Você tem algum problema?”, “Você está bem?”, “Precisa de ajuda?”
— Não o vi, sinto muito.

Postura bem diferente do espanhol teve Despres, que já em Iquique, declarou: “Eu vi que Marc Coma estava fazendo reparos [em sua moto]. Eu nunca me alegro com os problemas das outras pessoas. O que é importante para mim é a corrida que disputo”.

Pedrero exaltou a atitude de Marc e também criticou os oponentes que não socorreram Pain. “Isso diz muito sobre o tipo de pessoa que é Marc. Ele não foi o primeiro a encontrar [Pain]. Houve alguns pilotos que não pararam”, lembrou o piloto da Yamaha, ao deixar claro que qualquer competidor está sujeito a viver uma situação como a de Olivier. “O companheirismo é importante. Isso pode acontecer com qualquer um”.

Apesar da organização da prova não obrigar o participante do Dacar a socorrer um colega de equipe, a postura de Coma retrata um código de ética, um acordo de cavalheiros, que alguns outros insistem em ignorar, colocando a vitória acima de tudo. Como prêmio, tanto ele quanto Gonçalves receberam um prêmio de bonificação da ASO — embora nada esteja previsto no regulamento — e recuperaram o tempo no atendimento a Olivier.

É por isso que Marc Coma é diferenciado. É por isso que Marc Coma é Marc Coma.

Autor: - Categoria(s): Rali Tags: , , , ,

Ver todas as notas

24 comentários para “El caballero”

  1. Gustavo Oliveira disse:

    Pô, que legal essa historia. Me lembrou o Button, que todos dizem ser, acima de tudo, um cavalheiro.

  2. Eduardo Kihara disse:

    Bem diferente de outro espanhol, Fernado Alonso. Em meio a tantos absurdos que presenciamos em nosso cotidiano, da gosto de ler noticias como essa! Parabens, Marc Coma!

    • Eduardo Kihara disse:

      Desculpe, “Fernando” Alonso, apesar desse anti desportista nao merecer tal respeito!

  3. Gustavo Cheche disse:

    Puta que pariu…….mandem o Marc Coma pra Formula 1…lá precisa de muita gente assim…e isso não é só etica…é companherismo, solidariedade……uma hora pode ser ele…torcida pra esse espanhol agora..faz esse frances comer poeira agora…..

  4. […] This post was mentioned on Twitter by gutz, fernando silva7. fernando silva7 said: 'El caballero' Marc Coma mostra o real espírito esportivo no Rali Dacar. Leia no BloGP: http://bit.ly/e4uz03 […]

  5. Rafael disse:

    Parabéns, o Senna ja salvou um cara na F1, em 92 na Bélgica.

  6. Daniel disse:

    Daqui a pouco vão falar do Senna blabla socorreu Comas mimimi.. socorre quem quer, sou mais a visão do Despres.

    • PHILIPE SPEED disse:

      Talves um dia em que vc esteja no chão inconsciente alguém ao invés de para e te ajudar passe em cima de vc de uma vez, afinal é meno um “BOSTA” no mu mundo!!!

      “É MELHOR FICAR DE BOCA FECHADA E PASSAR POR TOLO, DO QUE ABRIR A BOCA E ACABAR COM A DÚVIDA”

    • Ricardo disse:

      Pessoas como vc. e Depres não são necessárias neste mundo. Espero que vc. nunca tenha a ajuda de ninguém quando estiver em uma situação crítica…Que tal rever seus conceitos como homem, competidor, cidadão e ser humano ?!?!?!?!

  7. Ari disse:

    Bela história.

  8. Arildo disse:

    Realmente a decisão sobre ajudar ou não é de cada um, mas com atitudes como esta vindo de um campeão enobrecem o esporte e demonstrão o carater pessoal.

  9. Paulo disse:

    Realmente esta notícia e muito relevante em se tratando de uma competição onde não existe este tipo de esportista ou é pouco divulgado por isso parabéns ao Coma e a todos esportista que tem este tipo de atitude principalmente dentre aqueles que já são tão premiados e não precisa mostrar mais nada dentro daquilo do que faz a não se mostrar o lado humano tão dificil em determinados esportistas “mascarados” como Fernando Alonso e muitos outros.

  10. PHILIPE SPEED disse:

    Sem comentários, uma atitude dessas merecia o prêmio nobel. Essa cara passa a ter minha admiração não só pelo fato de ser uma espetacular piloto mas também pelo profissionalismo e pelo lado humano.

    O cara para para ajudar um amigo de esporte, imagina os pais deste piloto socorrido o quão agradecido eles devem estar?

    Deposi dessa, o resto é o resto e vou torcer pra Coma levar mais esta. Deus ajuda a quem merece ajuda!!!

    O babaca do “ALONSO” poderia aprender umas coisas assim, pois, é completamente diferente do conterrâneo.. esqueci, não passa de um alonso medíocre mesmo…

    GO COMA GO!!!!

  11. Pois é, na vela o socorro é obrigatório, o barco mais próximo TEM QUE interromper sua prova para ajudar quem precise. Assim como estão previstas as reparações quando necessário.

    Aí pode aparecer um fanfarrão pra dizer que no mar o cara pode morrer afogado ou algo assim. E aí eu pergunto: e sobre rodas ninguém pode morrer?

    Se em autódromos há uma enorme estrutura que torna socorro algo mais relativamente mais fácil, nas provas offroad (qualquer uma) socorro e reparação deveriam constar dos regulamentos. E pra conferiu se alguém não cumpriu quando necessário, bastaria olhar o GPS.

  12. Luiz disse:

    é por isso que vai ser campeão novamente. Me fez lembrar a atitude do Senna num GP da Bélgica em que um piloto, não lembro quem, teve uma forte batida no treino e Senna, que disputava a liderança no treino, parou o carro na pista e correu para socorrer o acidentado. Coma e Senna, dois cavalheiros que merecem ter o reconhecimento e os títulos que têm

  13. Daniel disse:

    Philipe Speed, já acabou de chorar? Ninguém vai ler esses seus textos enormes querendo dar um prêmio nobel – ou algo mais – para um piloto que paga de herói.

    • PHILIPE SPEED disse:

      Primeiro “SR DANIEL” se ninguém lê os meus textos e esse “ninguém” é vc para mim não faz diferença, afinal vc é ninguém entende?

      Segundo não estou chorando não, mas um “mané” como vc pra entender mais de automobilismo do que eu vc vai ter que aprender muuuuuiiito, afinal vc não é ninguém.

      é simples assim, vc escreveu pouco e escreveu merda!!! Vc que tá pagando de babaca enquanto os outros pagam de herói, vc é só no meio de um monte de ninguém.

      As pessoas sensatas escrevem suas opiniões sendo pequenas ou não, mas engrandecem este fórum. Mas vc é fraquim demais.

      Continua assim, um dia desses vc senta no colo do capeta, e vc deve adorar!!!

      “VOLTO A FALA PRA VC “DANIEL” – É MELHOR FICAR DE BOCA FECHADA E PASSAR POR TOLO DO QUE ABRIR A BOCA E ACABAR COM A DÚVIDA”

  14. Fernando disse:

    Isso é um ser humano e um campeão. Um fato como esses não deveria ser notícia, pois devia ser corriqueiro. Mas Infelizmente no mundo de hoje, um troféu, uma medalha, algumas doletas, valem mais do que uma vida…

  15. fernando amaral disse:

    o piloto ajudado por Senna em Spa-Francorchamps se chama, por coincidência, Eric Comas e também é francês.

  16. Ricardo Veloso disse:

    É mais fácil agir assim quando se é bem resolvido, um experiente multi-campeão.

    Coma foi nobre, mas o texto não precisa polarizar, dando a entender que “Coma é um cavalheiro e quem não ajudou o outro competidor é um egoiísta sem caráter!”. Não é por aí! Não precisa ser por aí!

    Coma é um nobre cavalheiro. E basta.

    • Emmanuel disse:

      O texto está em um blog, e representa uma análise e opinião do jornalista, não tendo obrigação de apenas relatar o ocorrido. No mais, torcida pra esse espanhol que realmente parece ser gente boa e muito bom nas motos.

    • Ricardo Veloso disse:

      Emmanuel, ele pode e deve dar sua opinião. E eu tb dei a minha. O autor disse ao longo do seu texto que Coma é um indivíduo de carárer, com o qual eu concordo, e tb disse que quem não age como o Coma é um egoísta obstinado (…que alguns outros insistem em ignorar, colocando a vitória acima de tudo…), com o qual eu não concordo.
      E todo o mundo opinou, porque o divertido aqui é poder dar pitaco!

  17. Raphael disse:

    Sinceramente espero que o tal do Daniel nunca precise de ajuda em caso de emergência.

    Ou será que ele vai recusar ajuda numa situação de vida ou morte??

    Pessoas assim são desnecessárias e não mereciam nem estar vivas (quanto mais vomitar pela boca, melhor dizendo pelos dedos, como o sujeito fez).

    Lamentável ver que ainda existem pessoas com esse tipo de pensamento pré histórico.

  18. Daniel disse:

    Primeiro isso aqui não é fórum, é blog. Segundo, cada um opina do jeito que quiser. Competição é competição, se eu não quiser ajudar um cara arrebentado no chão, é minha opção, criticar isso é burrice, ou aquele “politicamente correto” excessivo, como tem sido praxe na atualidade. Um monte de chorões politicamente corretos demais. Tá virando modinha até na redação do GP.

    Eu não irei precisar de socorros de ninguém, pois eu não me coloco em risco como estes motociclistas. Simples assim, você compete, assume um risco, e é totalmente responsável por isso. Não tem que ter peninha de ninguém com a cara na terra, porque este alguém topou correr o risco.

    Usem mais a cabeça, quem sabe vocês evoluam na vida. Porque aqui já vi que não vão conseguir.

Os comentários do texto estão encerrados.

Voltar ao topo