Publicidade

Publicidade
23/02/2011 - 13:46

Parabéns, Stock

Compartilhe: Twitter

Reprodução/EPTV Campinas


Felipe Paranhos

Parabéns, Stock, pela grande ideia. Seu campeonato começa no dia 20 de março e foi marcado um teste coletivo para hoje, dia 23 de fevereiro, em Piracicaba. É o único treino de pré-temporada. Piracicaba tem um miniautódromo de 2.100 metros — 1,5 km menor, por exemplo, do que o circuito da abertura, em Curitiba.

A pista de Piracicaba, que soube ser até arrumadinha e destinada a provas regionais, não está no calendário da Stock — portanto, bastante apropriada para o único treino antes da abertura do campeonato. Este treino, inclusive, não é cronometrado. Que profissional, fazer do treino um shakedown de motores.

Ah, mas há outras coisas a testar. Os pneus, por exemp…Não. Os pneus usados nas duas sessões do dia são os do ano passado — os compostos de 2011 não estão disponíveis para o treino.  Além disso, cada equipe só pode colocar um carro na pista, até porque o circuito é pequeno. Só que vários times têm pilotos com patrocinadores diferentes, caso, por exemplo, da RCM, equipe de Rosinei Campos, que decidiu sequer viajar a Piracicaba.

Aí os carros vão para a pista. No fim da manhã, Xandinho Negrão sofre um acidente. Passou reto numa curva, subiu num BARRANCO e foi parar do outro lado da, digamos, proteção. As informações são as de que havia fotógrafos e cinegrafistas próximos ao local. Depois de quase o acidente ter proporções muito piores, aí, sim, foi convocado um briefing com os profissionais. Xandinho tem suspeita de fratura de clavícula. Ou seja, se ela for confirmada, ele não corre a etapa de abertura em Curitiba. O chassi ficou bastante danificado, possível que seja descartado pela equipe.

É triste ver tanta gente boa, equipes, pilotos, profissionais de imprensa, gente que rala submetido ao amadorismo, aos regulamentos feitos nas coxas, à gestão absurdamente leniente da CBA, que silencia a todos os absurdos denunciados no automobilismo brasileiro (Alô, entidade, alô, Vicar, vocês por acaso souberam que tem piloto da Stock incitando crimes de trânsito no Twitter, anunciando aos quatro ventos que coloca 300 km/h numa estrada? Não vão dizer nada?).

No meio desse texto, eu li um tweet do chefe Victor Martins. E ele tem toda a razão no questionamento, por isso vou reproduzi-lo aqui, reiterando que obviamente estão excluídos dele os profissionais que ralam pra colocar carro na pista: Por que a Stock Car gosta de ser este grande lixo?

Autor: - Categoria(s): Stock Car Tags: , , , , , , ,

Ver todas as notas

36 comentários para “Parabéns, Stock”

  1. Rodrigo Ruiz disse:

    Conheço bem Piracicaba. Fui um dos primeiros fotógrafos a testar os pontos “seguros” da “nova” pista em um evento normal com pista seca, pois a inauguração foi realizada com chuva e a lama impediu que o miolo fosse utilizado pelos fotógrafos.

    São poucos os pontos seguros da pista, e justamente o final da reta principal é um local proibido para se ficar, pois se um piloto perde o freio, o ponto de freada ou tem qualquer problema, é por ali que ele vai passar. A pouca área de escape que existe no final da reta fica exatamente ali. Então se existiam fotógrafos naquele ponto e realmente o Xandinho desviou deles, isso tirou ele da área de escape e o jogou para fora da pista.

    Culpa da organização que permitiu que tivessem pessoas naquela área. No final daquela área de escape tem uma barreira de pneus, e por menos segura que ela seja, o carro não iria sair das dependências do autódromo como aconteceu com o Xandinho desviando para o lado direito.

    Que a pista é pequena e não comporta muitos carros juntos e tão potentes, com certeza não comporta. Um Gol 1.6 do Marcas mal coloca a quarta marcha e já tem que reduzir porque acaba a pista.. imaginem então um Stock Car… mas enfim, o que comanda nesse meio é o $$$$, só nos resta subir na arquibancada e aplaudir o show!!!!

  2. Antônio disse:

    Não só o automobilismo brasileiro, mas o país inteiro precisa de pessoas que o amem e parem de reclamar tanto e trabalhem mais para desenvolvê-lo, sem interesses excusos por trás.
    A NASCAR começou a correr em pistas de terra, mas hoje é o que é graças ao comprometimento de organizadores, proprietários de pistas, pilotos e patrocinadores.
    No Brasil, parece que nos falta aquela vontade de melhorar continuamente que existe em outros povos…
    Reparem só a altura do mato ao redor da pista… Q custo seria aparar esse mato? Seria uma fortuna?
    Só isso já nos dá uma idéia de quão irresponsável é o proprietário desta pista.
    Será que só aparamos a grama quando tem corrida de F1 em Interlagos?
    Por isso que os caras (F1) chegam aqui mandando e desmandando.
    É simples, parece que nunca vamos aprender a andar com nossas própria pernas. Isso não é válido apenas para o automobilismo…

  3. John Barbosa disse:

    Infelizmente qualquer esporte no Brasil e muito fraco e sem estrutura.

    Como pode um pais com 190 milhoes de pessoas diversas fabricas multinacionais e ninguem faz nada. O proprio povo que e culpado.
    A Australia tem 20 milhoes de pessoas e tem o melhor turismo no mundo que e a V8 Supercar na qual ja trabalhei.

    Qualquer esporte aqui e bem organizado .

    Aqui existe respeito e profissionalismo o que nao existe ai no Brasil. So a equipe da Vodafone este ano tem patrocionio de $20milhoes de dolares para dois carros.

    Como todo esporte, tambem tem sues problemas,
    mas e muito organizado e da prazer em assistir.

    A stock brasileira e uma categoria sem vergonha ou melhor cadeiras eletricas.

    O proprio povo e o culpado.

    Abracos

    John

  4. Leandro Giannetti Duarte disse:

    Me pergunto se este pessoal mais sério que está na Stock não tem interesse em migrar para o Troféu Linea, não seria melhor para o esporte? Eles saindo da Stock, automaticamente a mídia iria atrás deles também.

  5. HUMBERTO disse:

    O acidente sofrido pelo Xandinho Negrão, que é um ótimo piloto, não sirva de lição aos donos de equipe e principalmente aos pilotos. Acordem antes que aconteça coisa pior.

  6. eduardo furlanetto disse:

    No Brasil ninguem quer fazer um automobilismo decente e sim um automobilismo “bonitinho” pra ganhar dinheiro… muuuuuuuito dinheiro!!! E só!!!

  7. fanho disse:

    è realmente ridiculo o que a Stock car faz hoje!
    Tantos acidentes sérios com vitimas e não estão nem aí!

  8. Gabriel Souza disse:

    Quanto ao acidente, acredito que já disseram tudo por aqui.

    Mas se analisarmos bem, o que vai bem neste país em relação ao esporte como um todo?

    Essa “categoria” que, juro, não tenho a mínima vontade de assistir… Essa CBA que é um lixo, a situação do futebol brasileiro com esse Teixeira no poder, as “obras” para a Copa e para a Olimpíada…

    O nosso esporte vai mal, definitivamente.

    Abraço!!

    • Felipe Paranhos disse:

      Pois é. O que entristece é que é tudo junto. A Copa e a Olimpíada vão ser a farra desses caras.

  9. Davi Ribeiro disse:

    Sou amante de tudo que cerca o automobilismo. Os carros, os autódromos, todo o ambiente. Exatamente por isso fiquei curioso por conhecer o novo autódromo de Piracicaba.
    É claro que a gente sempre torce pela criação de novos autódromos, mas, neste caso, fica a questão: alguma entidade – para mim seria a CBA – homologa estes autódromos? Eles não tem um padrão mínimo de segurança – tamanho das áreas de escape a depender do trecho de reta que e velocidade a que se chega naquele ponto? Alguém compra um terreno enorme, faz uma pista e pronto? É assim?
    Vi alguns vídeos da inalguração do autódromo e achei simplesmente temerário correr de qualquer coisa ali.
    Aqui em Salvador tem uma pista de rua – a do CAB (Centro Administrativo da Bahia), que é 1000 vezes mais segura que aquilo ali.
    Simplesmente lastimável!

Os comentários do texto estão encerrados.

Voltar ao topo