Publicidade

Publicidade
14/04/2011 - 14:26

Aí, sim

Compartilhe: Twitter


FERNANDO SILVA [@Fernando_Silva7]

SUMARÉ — Confesso que fiquei bastante satisfeito ao ver hoje no Facebook uma foto do carro do Daniel Oliveira em Amã, na Jordânia, com adesivos de patrocinadores brasileiros. Levando em conta que hoje em dia os pilotos tupiniquins encontram dificuldades até mesmo para completar orçamento visando a disputa do Mundial de F1 — como Lucas Di Grassi —, o feito de Oliveira, único nacional a disputar o Mundial de Rali em 2011, é algo notável.

Pelo menos no Rali da Jordânia, o piloto baiano será patrocinado pela Embraer, pela Keta, empresa do setor financeiro e também de seguros, além do próprio Governo da Bahia. É preciso destacar que o WRC, apesar de ser considerado uma categoria top, jamais teve no Brasil o mesmo status que tem na Argentina, por exemplo.

E se a maior divisão do rali de velocidade do planeta não é atraente aos olhos do torcedor, esta é ainda menos visível para empresários que desejam ver suas marcas divulgadas em nível mundial. Mas é bom ver que, bem aos poucos, alguns investidores dão atenção ao rali. Aí, sim.

Infelizmente, o rali não tem a visibilidade que merece por aqui. Já venho batendo nessa tecla há tempos. O Dacar foi um exemplo claro disso. Apenas uma emissora de TV, a SporTV — é preciso reconhecer —, deu certo destaque à prova em janeiro, ainda assim, exibindo boletins no fim da noite. As outras, nem isso. E claro, baixa exposição, menor quantidade de patrocínios. O que explica a queda brusca de brasileiros inscritos na competição.

Mas aos trancos e barrancos, o esporte vai sobrevivendo aqui por essas bandas, graças a alguns mecenas, empresários apaixonados pelo rali que investem dinheiro para organizar e promover competições por todo o Brasil como o Rali dos Sertões e a Mitsubishi Cup, por exemplo. E mesmo com pouco apoio, tanto o rali de velocidade, quanto o cross-country nacional revela gente do porte de Oliveira, Guilherme Spinelli (isso para ficar só entre os pilotos de carros).

A situação de Daniel é um pouco diferente. O piloto conta com maciço apoio da Prodrive, empresa preparadora de carros de propriedade de David Richards, que criou a Brazil (assim mesmo, com Z) World Rally Team justamente para desenvolver o novo Mini, visando não apenas a atual temporada, como 2012, ano em que a montadora vai disputar todas as provas do campeonato. O time conta com estrutura de primeira e já fala em vitórias no ano que vem. Mesmo assim, um patrocínio sempre cai bem.

A equipe que conta com Daniel e o navegador luso Carlos Magalhães no comando do Mini John Cooper Works, por enquanto, da categoria S2000, cuja estreia aconteceu em Portugal no fim de março. A ‘promoção’ de Oliveira à divisão principal do WRC deverá acontecer no Rali da Itália, daqui a duas semanas.

Autor: - Categoria(s): Rali Tags: , , , , , , , , ,

Ver todas as notas

30 comentários para “Aí, sim”

  1. Victor disse:

    Engraçado voce apontar o dedo para outroas midias sendo que o proprio site que voce trabalha da tanta atenção ao WRC quanto, sei la, a Globo.. Oportunismo e hipocrisia é tenso

    • Fernando Silva disse:

      Realmente. Basta olhar a aba dos assuntos relacionados ao rali no site. Hoje mesmo, quase nada de WRC. Nem uma notinha sequer…

  2. Herik disse:

    Tomara que o WRC – com ou sem participação brasileira – cresça bastante. Com piloto brasileiro, melhor ainda. Mas patrocínio com dinheiro público, não. Bola fora.

  3. Rafael disse:

    O Esporte Interativo também exibia diariamente um boletim do Dakar, assim como no Sport TV bem tarde.

    Gostei de ver tantos patrocínios de empresas brasileiras, principalmente o da Embraer. Torço para que o Daniel consiga bons resultados.

  4. Al Unser Jr. disse:

    Fernando, duas coisinhas, esse link do responder não tá “fungando” e esse Victor aí é o Martins???? hehehehe

    Bola pra frente e vamo que vamo que o blog tá bom.

  5. André disse:

    Eu vi alguns programas no Bandsports dando destaque à prova, também. Mas não era uma cobertura, até porque Rali é duro de fazer imagens filmadas. Talvez por isso não chame tanto a atenção do público.

  6. Alex disse:

    A SporTV não foi a unica a dar destaque ao Dakar. A TV Esporte Interativo também passava boletins diários da prova, em dois horários, e o que é melhor, em tv aberta (embora UHF não seja tão aberta assim, mas vale).

    De todo jeito, a mídia realmente dá muito pouco destaque ao rally. Me lembro que nos anos 90 a divulgação era bem maior…

  7. mario disse:

    e melhor usar o dinheiro, publico no esporte. bola fora e politico colocar dinheiro na cueca ,meia ,cinta liga .

  8. Marcos disse:

    Realmente o Grande Prêmio não pode falar dos outros veículos de comunicação, quando o assunto é WRC. Vocês nem têm um link na home para o assunto. o Link é apenas para rali e é só!!! O WRC é sem dúvida muito melhor e daria mais audiência que Superliga, A1GP e Fórmula Renault (que vocês mantém links na Home), Deveriam ter Fórmula Truck e WRC com toda a certeza……

    • Felipe Paranhos disse:

      Respondo eu: é que o site foi feito numa época em que a gente não dava tanta atenção ao rali, por ter uma equipe reduzida. Desde o nascimento desta versão do site, a equipe cresceu 50% e permitiu que a gente fizesse coberturas melhores de categorias como o WRC. O mesmo pra Truck. Mas é extremamente reducionista dizer que a gente não pode fazer nada porque não tem um link pro WRC na home. Nenhum outro site especializado tem uma cobertura tão extensa como a nossa, não só no site, mas na revista também.

    • Luiz Ronaldo disse:

      Se você me disser quantas outras competições grandes de rally de nível mundial acontecem paralelamente ao WRC, sua resposta até tem um pingo de credibilidade, do contrário…

      Resposta do Felipe Paranhos:

      Não entendi seu raciocínio.

  9. Bernard Fonseca disse:

    Que desculpa mal contada essa aí … para justificar da pouca importância que vocês dão ao WRC.
    Falar mal da Globo vocês adoram mas quando falam mal de vocês……….
    E olha, que se o WRC tem pouca inormação no GP, o que falar então do Campeonato Brasileiro de Rally, do Cross Country, Bajas??????? Aí sim é ridículo como vocês tratam o Rally Brasileiro.
    Não falo de link, falo de matérias, informações, mostrar os carros dos pilotos, fazer entrevistas, resultados on line das principais provas, dar visibilidade para até mesmo vocês colherem retorno.
    Se vocês tem poucas pessoas, recrutem pessoas ligadas ao Rally que possam de forma gratuíta, passarem informações, fazer boas parcerias e vocês terem algo interativo, dinâmico e de ótimo conteúdo.
    Já fui piloto de rally e organizei vários rallys e será muito gratificante ver o esporte ganhando espaço.
    Pelo menos vejo vocês, falando um pouco mais do rally e isso também temos que reconhecer.

    • Felipe Paranhos disse:

      Não é desculpa. É só ver como a gente tem dado muito mais atenção ao rali nos últimos tempos. O GP sempre se concentrou em coberturas nas competições de monopostos e turismo, exatamente porque somos poucos e temos prioritariamente de atender à maioria da audiência. Estamos ampliando esse leque, é só ver. Sobre a contribuição de gente de fora, entendo seu raciocínio, mas não é tão fácil assim. Obrigado pela audiência, a gente trabalha dia e noite pra evoluir sempre, acredite.

  10. André Micheloto disse:

    Sim, é notável.

    Mas o destinamento de dinheiro público para estes fins é lamentável e revoltante.

  11. Antonio disse:

    Vi o Daniel correr aqui em Curitiba no ano passado do IRC. Sou ralizeiro a mais de 30 anos e posso falar com absoluta certeza. O menino é muito braço duro e só está no WRC porque papai sempre bancou a brincadeira. Posso relacionar uns 20 (pra não exagerar muito) pilotos nacionais que com metade desta grana e oportinidades certas estariam fazendo bonito lá na Europa.

    • Jean disse:

      Assino embaixo, Antonio. O Daniel está nessa situação devido a grana, não a competência. Mas ai é sorte dele, que tem que paga para correr.

  12. André Micheloto disse:

    Concordo ser um exagero reduzir a cobertura da agência à patamares tão miseráveis quanto os citados acima. E apóio Felipe quando este exalta os esforços de sua equipe.

    Mas, convenhamos, da crítica do colega Marcos aproveita-se uma respeitável sugestão.

    Abraço.

  13. Victor disse:

    Desculpa mas seu argumento de ‘nenhum site especializado cobre mais do que a gente’ é furada…as meninas do Octeto racing team dão de 1000x em voces em cobertura do WRC. E é um blog. Feito por fãs;

    • Felipe Paranhos disse:

      Conheço o trabalho das meninas. Mas discordo de você. A gente cobre os principais ralis nacionais ‘in loco’ sempre que pode, mesmo com uma equipe pequena em relação ao tamanho da nossa cobertura. E a cobertura em geral está crescendo dia a dia. Além disso, é só ver que o trabalho das garotas do Octeto é bem diferente do nosso.

  14. Fernando disse:

    entao eh melhor se informar… a ESPN sempre teve cobertura das etapas com um programa de 1h que contava com Klever Kolberg… realmente esse ano não sei se ainda continua… mas eles sempre deram visibilidade a categoria.

    • Fernando Silva disse:

      Tem razão, xará. Bem lembrado. Mas só não sei se eles estão transmitindo nesse ano. Mas sei que eles transmitem a Mitsubishi Cup e o Sertões Series, por exemplo. E isso é muito bom.

  15. Jean disse:

    Eu concordo com o que a maioria diz. O GP não cobre o WRC, pinga uma ou outra nota, mas é verdade que este pinga-pinga têm aumentado, sem dúvidas, mas a nós, fãs do WRC, sempre vai parecer pouco, porque vamos querer cada vez mais… A propósito, vai alguém do GP à Argentina, cobrir a etapa?

  16. Anônimo disse:

    Caro Felipe, sugiro informar-se melhor. Digite no Google, GDK (patrocinadora principal de Daniel OLIVEIRA) (de propriedade de César OLIVEIRA) land rover. Grato.

    • Felipe Paranhos disse:

      Primeiro: que que eu tenho a ver com isso? O texto é do Fernando. Segundo: isso contrasta com o quê? É claro que tem dinheiro dele no meio, como tem com qualquer piloto de monopostos, por exemplo. Mas o cara tem patrocinadores, é disso que foi falado.

  17. Anônimo disse:

    Desculpe-me pelo equívoco caro Felipe, acreditei que o Blog fosse exclusivo seu. Então gostaria de ouvir a opnião do autor, Fernando Silva, acerca do caso.
    Quanto à sua resposta, apenas queria chamar atenção para o nome de outra empresa com participação acionária da união estar envolvida com a família Oliveira. Grato.

    • Felipe Paranhos disse:

      Eu não tinha entendido, mesmo, caro anônimo. Não foi ironia. Aqui o espaço é pra discutir, mesmo. Sendo com respeito, a gente quebra o pau e depois fica tudo bem. Abraço! Vou avisar ao Fernando pra ele postar um comentário aqui dando a opinião dele.

  18. Anônimo disse:

    Ok, ok!!! Também não fui irônico, peço desculpas por algum mal entendido! Então vamos aproveitar o espaço para isso, discutir um futuro melhor para este esporte tão bacana que é o Rally!!!
    Bom final de semana! Abs!!
    P.S.: fico aguardando a posição do Fernando!!! (sem ambiguidades, rs)

  19. Jean disse:

    Felipe, só para validar oq a galera falou no início dos comentários, de que o GP não cobre o WRC. Fazem 4 horas que encerrou a etapa na Jordânia e temos zero notícias no Grande Premio, nenhuma.

    • Felipe Paranhos disse:

      Peço a compreensão: estamos com duas pessoas a menos no fim de semana, por motivos de força maior. Como a prioridade é a F1 e a Indy, o notíciário das demais categorias ficou em segundo plano.

Os comentários do texto estão encerrados.

Voltar ao topo