Publicidade

Publicidade
14/06/2011 - 16:25

A Lotus e a Lotus

Compartilhe: Twitter

Felipe Paranhos

A Lotus iniciou o ano criando problema com a Lotus, que queria ser Lotus, fez até concurso para escolher nova pintura, mas acabou sendo Lotus mesmo. A Lotus entrou na F1 fazendo festa e afirmando ser a verdadeira, mesmo a Lotus tendo aparecido primeiro.

Veio o acidente de Robert Kubica, e a Lotus foi atrás de um piloto experiente, mas sem equipe e ritmo de corrida, apesar de ela mesma ter 83 reservas. A Lotus, por sua vez, manteve os pilotos do ano passado, ambos experientes, tarimbados e aparentemente ainda com saco de pilotar um carro do fim do pelotão. Foi a única das pequenas a realmente crescer entre 2010 e 2011, como era esperado.

E, neste ano, a Lotus já avançou em diversas frentes: fundou uma equipe competitiva na GP2 — que, apesar de estar apenas na primeira temporada, já está dando uma lavada no time que já existia e era muito forte antes de a Lotus se associar. Além disso, a Lotus fechou contrato para usar o túnel de vento da Williams, um passo importante depois de formar, no início do ano, uma parceria com a Red Bull para o recebimento da caixa de câmbio e do sistema hidráulico do time dos energéticos.

E tem mais: a Lotus comprou a pequena montadora inglesa Caterham, fechou patrocínio com a gigante da tecnologia GE, além de acertar parceria técnica com a Dell e fundar um programa de desenvolvimento de jovens pilotos asiáticos. Enquanto isso, a Lotus vive às voltas com os rumores de que Nick Heidfeld, escolhido para o lugar de Robert Kubica, está desagradando a equipe, vê o desempenho de seu carro em queda depois dos pódios nas primeiras duas provas e, além de tudo, perdeu o processo que acionava contra a Lotus pelo uso do lendário nome.

Não dou três anos pra Lotus passar a Lotus

Autor: - Categoria(s): F1 Tags: , , , , ,

Ver todas as notas

21 comentários para “A Lotus e a Lotus”

  1. Gustavo Oliveira disse:

    Que três anos o que! Um ano e olhe lá! Do jeito que as coisas vão daqui a pouco o Fernandes compra a Lotus Cars da Proton e manda tacar fogo nas Renault Lotus!

  2. Felipe disse:

    Sem contar que a Verde é mais simpática que a Amarela.

  3. Gustavo Lucena disse:

    A Lotus verde vai comprar a Proton/Lotus Cars e, se tiver uns cobres, comprará a equipe de Enstone também, que se chamará Caterham ou outro nome que o Tony Fernandes melhor entender

  4. Eric TK disse:

    Acho que leva menos tempo. Mas infelizmente, eu acho que a Verde não vai evoluir muito, e vai passar porque a outra que vai despencar no grid.

  5. Victor Serrão disse:

    Acho na verdade que a Lotus preta dura é pouco. Duvido que os planos do Bahar tenham fôlego para ir longe.

  6. André disse:

    Todo mundo já sabe que você é um fã louco da Lotus verde, não precisa fazer outro texto pra explicar isso hehehehe.
    Abraço!!!

    • Felipe Paranhos disse:

      hahaha, sou não. Não torço por equipe nenhuma. Mas fiquei do lado dos verdes na disputa sobre o nome. Acho uma picaretagem essa entrada da Lotus Cars no automobilismo.

  7. Dr. Edison Milford Goodson III disse:

    Respondendo ao Gustavo: não seria mais sensato, já que os carros da Renault são anos-luz mais velozes, comprá-los e apenas MUDAR A PINTURA?
    :

  8. Eduardo Azeredo disse:

    A Lotus Amarela foi um ótimo subterfúgio pra dar uma escondida no nome Renault que, em termos de investimento, vai caindo ladeira abaixo.

    Eu lamento muito que a Lotus Cars tenha feito essa associação com a Renault porque é um bando de gente sem o mínimo senso esportivo se juntando a uma equipe que vinha batalhando depois de dispensar seus medalhões – Briatore, Alonso e Symmonds. É gente que vem fazendo um bom trabalho apesar de todos o revés de 2008 pra cá e que eu não consigo antipatizar.

  9. Dr. Edison Milford Goodson III disse:

    Não haveria nada de errado se a L-Renault mudasse o nome para PROTON. É um nome bem forte, vocês não acham?
    ; )

    • Eduardo Azeredo disse:

      Renault-Proton seria algo bem confuso. A menos que a montadora francesa pique a mula de vez.

  10. Andre Duek disse:

    Parabéns pela análise Felipe , das equipes novas que surgiram no ano passado o Team Lotus com certeza é a mais promissora e já provou isto nas duas últimas etapas se aproximando muito dos tempos de classificação da Toro Rosso.

    Abs

  11. jbchaves disse:

    O bom disso tudo é que o TFernades parece os Franks e Tyrrels do passado: tá lá por que gosta e se diverte…e em breve será servido pela anta loira da Virgin! LOTUS VERDE na frente!!!

  12. gian_racer disse:

    aquele bonezinho senhor collin chapman….guardado em uma caixa de vidro….nao esta ali por nada…boa coisa ainda vira….

  13. Dr. Edison Milford Goodson III disse:

    O Heidfeld é que parece estar VIAJANDO NA MAIONESE.
    Ele acha mesmo que terá lugar na equipe com KUBICA recuperado e PETROV que tem os PETRODÓLARES RUSSOS?
    É mais fácil o entrar BRUNO SENNA e até aquele falecido tio famoso dele voltar do túmulo do que o Heidfeld pegar esse cockpit…
    Está faltando ao cara um pouco de SENSO DE REALIDADE…
    ; )

  14. Fernando C disse:

    3 anos contando a partir do ano retrasado?

  15. Ferreira disse:

    Essa história tá parecendo aquelas tirinhas do spy vs spy.

  16. Anderson Ramos disse:

    Olá Felipe, acho que essa equipe do Tony não vai muito longe se continuar com esse nome da Lotus.

    A outra que é dona do nome…daqui a pouco vence o direito de uso do nome que ela tem que eua cho que é no fim de 2013…e ponto final.

    O que o Tony está querendo é somente morder dinheiro da outra, isso que disse foi o Livio Orichi no Linha de chegada, eu acho que é isso mesmo.

    Estou na torcida para o Bruno estréia logo na equipe no lugar deste alemão, que está mais para o Sr. Barrichello europeu…

    • Felipe Paranhos disse:

      Capitalizar é importante! Quem mandou dar autorização para usar o nome? Agora é tarde…

Os comentários do texto estão encerrados.

Voltar ao topo