Publicidade

Publicidade
25/07/2011 - 13:28

Batidas históricas

Compartilhe: Twitter

FELIPE PARANHOS [@felipeparanhos]
de Salvador

De hoje em diante, vamos relembrar aqui alguns acidentes do passado, recente ou mais distante. Alguns menos conhecidos, outros mais. Só uma regra: não pode ser fatal. Para estrear a seção, vamos lembrar a batida de Katherine Legge na etapa de Rockingham da F3 Inglesa, em 2003, pela equipe SYR. Coisa rara de se ver.

Autor: - Categoria(s): F3 Tags: , , , ,

Ver todas as notas

7 comentários para “Batidas históricas”

  1. Danilo Candido disse:

    Pelo visto a moça é chegada à um acidente forte:
    http://www.youtube.com/watch?v=ZCI-QSt0hpE

  2. Vitor Saiki Scarpinetti disse:

    Se colocou esse aí, tem que por o vôo do Porsche em Road Atlanta na Petit Le Mans (acho que 1998).

    http://youtu.be/8snP33Ga3X4

  3. Nei disse:

    O “flip” do Cristian Fittipaldi na F1 foi mais impressionante ainda.

  4. Felipão! Boa noite…

    Posso recomendar 2 para um futuro tópico?

    Esse aqui até q é conhecido…Kevin Cogan nas 500 milhas em 89…pelo sobrou do carro…foi um milagre sair vivo…
    http://www.youtube.com/watch?v=ZQBPH5C644k

    (Sem querer achei esse aki do Mark Dismore…achei pior que o de cima…
    http://www.youtube.com/watch?v=O64RxTc4OxU&NR=1)

    Agora…acho q esse aki eh difícil de alguem superar…Tom Sneva em 75
    http://www.youtube.com/watch?v=m4DjDS3y1LE

    Abs!

  5. Carlos Jr disse:

    Rapaz, essa batida até que foi tranquila, lembro da batida do Zonta pilotandoem 1999 uma BAR em SPA, esse do Zanardi: http://www.youtube.com/watch?v=O_fSxOaILSA

    A do Kenny Brack no Texas : http://www.youtube.com/watch?v=_2ORmCDb_sM

    E a do Mario Andretti em Indianapolis: http://www.youtube.com/watch?v=kMeE9NAh60I

    • Felipe Paranhos disse:

      Mas é isso, não são batidas necessariamente fortes. Mas essas entram, sem dúvida!

  6. Danilo Candido disse:

    Manfred Winckelhock, F2 em Nurburgring, 1980:

    http://www.youtube.com/watch?v=WarahOS2GJ0

    Sair andando depois dessa…

Os comentários do texto estão encerrados.

Voltar ao topo