Publicidade

Publicidade
16/08/2011 - 14:00

Promessa de diversão pura

Compartilhe: Twitter

Felipe Paranhos [@felipeparanhos]

Cá estou eu de volta após curtir curtas férias. E com boa notícia. A F1 anunciou hoje que vai lançar nos primeiros meses do ano que vem o F1 Online: The Game, jogo do tipo browser game, aqueles que você não precisa instalar nada e brinca no próprio navegador de internet — no estilo, tecnicamente falando, desses jogos que fazem sucesso no Facebook.

O joguinho será feito pela Codemasters, a mesma produtora que assina a série F1 para consoles e PCs — o F1 2011, inclusive, já está disponível para pré-venda no Brasil. Voltando a F1 Online, a proposta do jogo é obviamente diferente do F1 2011, que é totalmente baseado no realismo.

Pelo que se vê, F1 Online será um jogo bem mais casual, para aproveitar. E aqui vai uma crítica minha aos jogos atuais: muito do que se produz é a sério demais, no sentido de que cada vez mais eu vejoa exaltação pura da simulação, dos efeitos virtuais das mudanças de acerto e tal. Nem todo mundo se diverte com isso, nem sempre se está disposto a perder horas fuçando na suspensão para reduzir um tempo — e isso serve para jogos de outras modalidades também, não só de automobilismo.

Digo isso porque sou um fã dos jogos top-view, como o agora reformulado para tablets Death Rally, o mais ou menos antigo Mini Racing Online e o recente New Star GP. No caso do Death Rally, aliás, você pode baixar a versão antiga do jogo no site da produtora Remedy Games.

A diferença para estes todos é que F1 Online deve trazer uma interface mais moderna e gráficos melhores. A Codemasters sabe fazer jogo, isso é fato. E a diversão provavelmente será garantida, com todos os circuitos, carros, equipes e pilotos da temporada 2011 da categoria. Além de tudo, haverá também aspectos de managing, com o jogador podendo criar sua equipe, sua pintura, cuidar do time como um todo e gerir a parte esportiva antes de colocar o carro na pista. E, claro, o jogo será grátis, a menos que seja criada uma assinatura premium ou coisa parecida. Mas parece que não.

Autor: - Categoria(s): F1, Virtual Tags: , , , , , , ,

Ver todas as notas

31 comentários para “Promessa de diversão pura”

  1. Você diz que o jogo será grátis. Isso seria muito bom, mas sei lá, com Bernie Ecclestone envolvido, tenho dúvidas

    • Felipe Paranhos disse:

      Browser games normalmente são de graça, a não ser que tenha usuário premium, o que acontece em alguns jogos. Na maioria deles, aliás. Mas acredito que o F1 Online seja um jogo para popularizar mais a série F1, e assim não faria sentido custar caro.

  2. Parece sem graça, simuladores são muito mais legais, se não gosta é por que não pilota bem e só anda lá atraz ;D. E F1 2010 não é simulador, é arcade. Só pelo fato do jogo permitir o acerto no setup do carro não significa que ele seja simulador. Forte Abrass

    • Felipe Paranhos disse:

      Quem disse que F1 2010 é simulador? Eu não disse isso. Mas eu discordo que seja arcade. Arcade é Need for Speed. F1 2010, 2011, 2012 e todos os de série serão um híbrido. Realismo visual com elementos de simulação que você pode tirar ou não, “arcadeando” o jogo, ou vice-versa. Mas não disse que F1 2010 é simulador.

      Eu sou crítico a essa exaltação de simuladores, rFactor, GTR, iRacing e afins, como se todo o resto não prestasse. E acho babaca isso de “se não gosta, é porque não pilota bem”. A menos que a pessoa não tenha talento algum pra jogos de corrida, é tudo uma questão de tempo para se dedicar. Eu andei quatro meses, sem treinar, nas categorias mais fracas do F1BC, sempre ali no meio do pelotão. Parei porque vi que, trabalhando, estudando e tendo vida social, não conseguiria treinar. Eu tinha companheiros de equipe que davam cerca de 800 voltas num circuito antes de chegar na classificação, procurando o melhor acerto. Eu tinha tempo pra 30. Enfim.

    • Haha compreendo. Com certeza exige muito tempo de dedicação nos simuladores pra que se ande na frente. Achei bacana o conceito do híbrido, não é muito simulador, nem muito arcade. E o fato de alguns acharem que você disse que F1 2011 é simulador foi por causa da seguinte frase, “F1 2011, que é totalmente baseado no realismo.”.Apenas um equivoco de interpretação da galera e meu ;). Valeu abraço!

    • Felipe Paranhos disse:

      Saquei o mal-entendido, desculpe se ficou estranho. O que eu quis dizer é que é totalmente baseado no realismo, não que seja totalmente realista. O que quero dizer é que ele não tem essa coisa da diversão tão escancarada. Por mais que a série F1 não seja totalmente realista (jogos e simuladores nunca chegarão a tal ponto), ela é baseada na qualidade mais perfeita possível dos gráficos, das representações das pistas e tal.

  3. Davi Ribeiro disse:

    A série F1 tenta ser simulador e, ao mesmo tempo, agradar aqueles jogadores causais de arcade. Não consegue. O jogo foi lançado com vários erros e, já foi comprovado que é muito fácil mesmo com todos os helps desabilitados. Não dá para comparar com a simulação do R-Factor ou mesmo do Gran Turismo.

  4. Bruno disse:

    Eu ainda gosto do bom e velho rFactor…Não acho o primor da simulação, mas dentre os disponíveis e que permita jogar online, é o melhor…

    iRacing tem que pagar, e caro e não é tão assim melhor que o rFactor, fora que tem poucos mods…

    Meu sonho mesmo era que o Indycar Racing 2 pegasse online…Se ainda desse por rede local, o Hamachi resolvia isso,.

    • Felipe Paranhos disse:

      hahaha, aí, sim! Melhor jogo. Virei viciado em jogo de corrida por ele. Editar os pilotos, o nome das equipes, dos motores… Curtia demais.

  5. Anderson Dias disse:

    Concordo Felipe, que em muitos “jogos” a busca pela simulação tem deixado os jogos mais difíceis, acho inaceitável você comprar um videogame -caro- e ter que comprar um volante para jogar bem o seu jogo de corrida preferido, pois ele está mais real e o controle convencional não te dá o feeling necessário. Não é o fato de jogar bem ou mal…é o simples fato de ter tempo para “se dedicar” para jogar um pouco melhor…Quando eu tinha 14 anos não entendia isso, hoje com 23 trabalhando, estudando, escrevendo para um site…agora eu entendo…Bons tempos o de GranTurismo2!!!!!

  6. Felipe Menhem disse:

    Paranhos,

    Na lista de top-view game totalmente divertido tem (ou tinha) também o GeneRally.

    Abraço!

  7. Gabriel Souza disse:

    Bem-vindo de volta, Felipe!

    Pelas imagens, parece que será diversão pura mesmo!
    Coitadas das empresas que tiverem em seus quadros funcionários que curtem F1…

    Abraço!

  8. Pedro disse:

    Felipe,

    Concordo com você. Acho que dentro do jogo tem que haver a possibilidade tanto pra quem curte uma simulação quanto pra quem não leva tão a sério esse troço. Realmente, pra quem não tem tempo e não está disposto a passar horas melhorando o setup do carro, o jogo arcade vale a pena. Daí as ajudas, de direção, establidade, a opção de quicksetup. Quem fatura uma grana são os pilotos, pros demais é só diversão. Tem games ou mods, por exemplo, que são um saco. Haja paciência – e tempo!!!!

    Acho que dá pra atender todos os públicos, numa boa.

    Um abraço,

    Pedro

  9. Pedro disse:

    Eu acho que falta um jogo management decente pra F1. No estilo do Football Manager.

    Eu joguei o GPM e o GPM2 lááááá atrás e era bem legalzinho, mas depois disso só vi um outro meio porco (Grand Prix World).

    Outra coisa que a FIA poderia fazer: um imenso jogo online com várias categorias e tendo a possibilidade do piloto fazer carreira.

    Seria um projeto monstruoso, mas seria muito legal. Um MMORPG de corrida com a chancela da FIA e as categorias. Com a possibilidade de comprar pacotes de expansão do tipo “F1” e “WTCC”. Tipo WoW. Bacana demais.

    Ok, viajei na maionese. Mas o manager seria legal.

    • Felipe Paranhos disse:

      haha, realmente. Eles não fariam, mas seria ótimo. Eu joguei GPM e GPM2 também, muito legais. Cheguei a jogar o F1 Manager, também, da EA, lá pra 1999, mas o jogo era cheio de problemas e bugs, não valia a pena, apesar da grande expectativa. Tem uma outra opção bem legal, Pedro, de manager de F1, mas não me lembro agora. Saiu em 2010, não é oficial, mas é tudo editável, bem tranquilo. Tenho em casa, quando voltar atualizo o comentário com o nome.

  10. Rafael Morandini disse:

    Acho muito legal criarem um jogo onde você ja chega pilotando sem perder horas preparando o carro. Qdo eu era mais novo gostava muito do Super Monaco GP II (Senna), tomara que seja tipo ele, mas com graficos mais elaborados !

  11. André disse:

    Tem gosto pra tudo meus queridos. Relaxem! E se divirtam onde acharem mais cabível. Sobre os simuladores, Felipe, não vejo problemas em treinar só 30 voltas, desde que faça uma corrida segura e seja prudente, eu acho que ainda assim vale a pena andar no meio do pelotão, é divertido, mesmo que tenha dificuldade em buscar resultado pela falta de treino. Cada um cria seu objetivo… aí os que treinaram 800 voltas vão atrás da vitória, você pode ir atrás de um top 10, etc. Ainda acho que tem espaço pra viciados e casuais mesmo juntos nos simuladores!

  12. Sergio Luiz disse:

    É por isso que existe jogos Simuladores e Jogos Arcades .
    Tem que ter o jogo para os 2 tipos , eu sou Piloto Virtual , participo de campeonatos onde os propios pilotos da Stock Car participam tambem ….nao vejo seu comentario como real , onde voce diz que muitos dos jogos estao voltados para a simulação ……. jogos de corrida que realmente fazem a simulação de um carro de verdade sao poucos , a grande maioria sao arcades .
    Acho que vc nao deveria criticar os jogos que estao saindo como simulação , porque sao esses jogos que todos fãs de automobilismo , sonhou em ter um dia .Quem nunca quis ser um piloto de verdade , mas faltou Grana ? faltou PAItrocinio ? Esses jogos vem suprir todos esses anos de frustração ….. Quando corro no Campeonato da GTRBrasil com os Pilotos de Verdade da Stock Car , eu me sinto um verdadeiro piloto ! Quem tem tempo para ficar horas acertando o carro e treinando , o simulador nao poderia ser melhor …..para quem nao tem tempo nem saco para isso , pode escolher os outros jogos como Mario Kart e brincar .

    São esses jogos que separam os Homens das Criancinhas….. simples assim !!

    • Felipe Paranhos disse:

      Aí a palhaçada: “Jogos que separam os homens das criancinhas”. Eu poderia enumerar alguns equívocos no que você diz, mas vou ficar só em um, que é comum à maioria dos pilotos virtuais: não saber o que é um jogo arcade. Need for Speed, Midnight Club, esses jogos em que você só acelera, freia e não quebra carro, isso é arcade: o nome é uma alusão aos jogos de fliperama, arcades, lembra?, que eram bem casuais, pra se divertir com amigos. No quesito simulação, o que existe são jogos com diversos graus de simulação. F1 2010 tem um grau, uma vez que você acerta o carro e os acertos têm diferença no rendimento, uma batida pode acabar com sua corrida etc. rFactor, a série GTR, iRacing têm outro grau de simulação, muito maior, já que, sem ajudas, é muito mais difícil controlar um carro, precisa de adaptação e tal, além de que há diversos MODs com carros de potências e configurações muito diferentes. Pode-se chamar esse, sim, de simulador propriamente dito.

      O que difere um cara que joga F1 2010 e ganha um campeonato contra o computador de um cara que pega um carro no GTR e dá duro no Cacá Bueno é, sobretudo, uma coisa: tempo. O tempo que o cara se dedica àquilo. Como eu disse ali em cima, a menos que o candidato a piloto virtual não tenha a menor noção de jogo de corrida, se ele se dedicar, fica competitivo.

  13. Luciano Silveira disse:

    Po, chamar F1 2011 da COdemasters de “simulador” é complicado né…

    Simulador é um LFS, rFactor (por mais que eu odeio a engine dele), iRacing.

    Codemasters é bonitinho, mas ordinário. Pouquinho acima de um arcade….

    • Felipe Paranhos disse:

      Mas eu não chamei F1 2011 de simulador… Onde você viu isso?

  14. foca disse:

    Concordo, não dá ora se alugar com tanto ajuste fino, é coisa pra moleque com as contas pagas. Particularmente gosto muito do GT Legends e do Race.

  15. JULIANO COMMANDER disse:

    sou louco por esses jogos, ja joguei dezenas, os melhores foam F1rem, do F1PORTAL, e GPOnline, o Alexandrov… mas tem outros bonzinhos tbm!

    mas eu sinto saudades do GPWpro e do F1manager para PC… esse ultimo da EA tinha potencial, se fosse aprimorado seria um best seller, mas a E$A o esqueceu e nem atualizações lançou!

    enfim.. que venha esse oficial da FOM

  16. Eduardo disse:

    Vc falou tudo. Os jogos simulados não estão ficando chatos, eles já ficaram chatos.

    Saudade da época do Sonic 2. Era colocar o código e se divertir como supersonic por todo o jogo.

  17. Fernando disse:

    concordo com o piloto virtual ali “Jogos que separam homens de criancinhas” As criancinhas tem tempo de ficar o dia todo jogando. Os homens tem empregos de verdade e jogam nos fins de semana pra se divertir. Simples assim

  18. João Carlos disse:

    ” Parei porque vi que, trabalhando, estudando e tendo vida social, não conseguiria treinar” Cara pelo que vc falar os pilotos virtuais ou são adolescente ou são vagabundos, ou são nerds, etc.. nada a ver. Sou casado, pai de familia, formado, trabalho em dois lugares e ainda tenho meu proprio negócio. No AV ajudo a gerenciar uma das maiores equipes virtuais e uma da maiores ligas de Nascar do Brasil. Ahh e piloto tb. Não tenho tanto tempo assim pra me dedicar e nem precisa de tanto. Tenho dois vice campeonatos so este ano nas mais importantes ligas nacionais do momento. Tudo isso andando de MOMO quebrado heuheuhe se brincar ate consigo um patrocinio para ter um G27 este ano rsrs

    Valew.. e cuidado com o que escreve rsr mesmo sendo opinativo os textos as vezes não mostram a real intenção/emoção do que se quer passar.

    • Felipe Paranhos disse:

      Cara, eu falei de MIM. EU VI que desse jeito não conseguiria treinar. Não falei nada de pilotos virtuais, não coloque palavras em minha boca.

  19. Sergio Luiz disse:

    Pois é …..os que nao tem capacidade e não entendem de ajustes de carro preferem jogar Mario Kart ! pois bem , como falei no comentario anterior : tem que ter os 2 tipos de jogos para agradar a todos ….. Para quem gosta de treinar , treinar , treinar , ajustar o carro , mexer , fuçar , ver os programas na Telemetria etc …… existem os simuladores ( GTR Evolution ) Legends , GTR2 , iRacing etc…. / Para quem nao tem saco para tudo isso , existe os outros jogos arcades !! Qual é o problema ?? Cada um com os seus gostos …… Eu trabalho de segunda a sabado , sou casado , tenho 1 filho e ainda sim eu tenho como diversao correr em Simuladores ….. eu nao critiquei em nenhum momento os pilotos que nao tem saco para tudo isso !!
    o que eu nao posso admitir , e ver vcs que não gostam de simuladores , virem aqui , criticar os que gostam !!!! Ou dizer que os Simuladores sao chatos !! São chatos para voces que nao tem saco e ou nao sabem batalufas de nada sobre ajuste dos carros ou nao tem Braço para competir no Simulador ….. tudo bem e daí ?? Joguem os que vcs gostam e pronto ……sejam felizes meus amigos ….cada um no seu quadrado !!

    • Felipe Paranhos disse:

      Sergio, acho que você não entendeu onde eu te critiquei. Você fala uma coisa no início e depois se contradiz. Se você diz que tem que ter os dois tipos de jogos, é que tem gente que não gosta de arcade e tem gente que não gosta de simulador, certo? Só que depois você fala claramente que quem acha chato simulador é que não sabe nada de acerto de carro ou não tem braço pra correr. A pessoa não pode simplesmente não gostar, preferir mais diversão e menos competição? É o velho argumento de alguns, eu disse alguns, pilotos virtuais que se julgam superiores aos que não correm ou aos que gostam, sei lá, de Need for Speed. Eu digo: cada um no seu quadrado. Você diz a mesma coisa, mas não parece pensar assim. E dá a entender que o seu quadrado é bem melhor que o do outro.

Os comentários do texto estão encerrados.

Voltar ao topo