Publicidade

Publicidade
06/09/2011 - 14:32

A primeira

Compartilhe: Twitter

FERNANDO SILVA [@Fernando_Silva7]
de Sumaré

Sempre gostei de assistir as corridas em Monza (pela TV, diga-se… ainda não estive presente lá, ainda), como sempre curti também acompanhar uma boa prova na chuva. E naquele setembro de 2008, o cenário era perfeito para o GP da Itália. Choveu muito naquele fim de semana, e isso certamente foi determinante para mudar toda uma ‘ordem natural’ das coisas, como dizem.

Quase um ano antes, no GP do Japão, que era disputado em Fuji, Sebastian Vettel fazia brilhante prova e poderia ter vencido a primeira na F1, logo em sua primeira temporada completa pela Toro Rosso. O alemão, no entanto, perdeu o ponto da frenagem quando estava em terceiro e encheu a traseira do carro de Mark Webber, vejam só. Foi o fim de corrida para Seb, mas ficou evidente sua capacidade no molhado.

Meses depois, mais maduro e um pouco mais experiente, Vettel teve um fim de semana praticamente perfeito no GP da itália. O alemão surpreendeu o mundo da F1 ao conquistar a pole em Monza até com certa tranquilidade. O STR2 estava muito bem acertado no molhado, tanto que Sébastien Bourdais classificou-se em quarto, mas poderia ter conquistado grid ainda melhor.

Veio o domingão, dia da corrida. Bourdais, que sempre foi bom piloto, deu um azar danado e ficou parado no grid antes da volta de apresentação. Em contrapartida, Vettel fez uma corrida suprema, liderando praticamente todas as voltas da corrida — exceto entre os giros 19 e 22, quando fez sua parada para troca de pneus e Heikki Kovalainen aproveitou para assumir a ponta —, e venceu com maestria sua primeira corrida na F1.

Foi mesmo o rito de passagem de Vettel, que deixou de ser promessa para se tornar um dos principais pilotos da F1. Tanto que no ano seguinte, o tedesco foi promovido para a Red Bull, e o restante da história todos conhecemos: mais jovem campeão da história e a caminho de ser também o mais novo bicampeão. Questão de tempo.

Acho que essa vitória de Vettel é a primeira que vem à mente quando me perguntam qual é foi a corrida mais marcante que eu já assisti. Claro que eu me recordo de outras, como a vitória de Rubens Barrichello na Alemanha em 2000, a despedida de Michael Schumacher em no GP da Itália de 2006, como também aquele final sensacional do GP do Brasil de 2008.

Mas por todas as dificuldades de Monza e por estar no comando da pequena Toro Rosso (que era Minardi), esse GP da Itália de 2008 é seguramente o meu preferido.

Autor: - Categoria(s): F1 Tags: , , , , , , ,

Ver todas as notas

12 comentários para “A primeira”

  1. Tem gente que o destino é ganhar como Sebastian Vettel e Michael Shumacher e outros é perder como Felipe Massa e Rubens Barrichello.

  2. Marcelo disse:

    “Pela idade é um monstrinho, desde que chegou não jogou nada fora”

    E ainda tem gente que duvida da capacidade do jovem alemão, mas Vettel não começou a carreira por cima na Mclaren ou Ferrari, já com chances de disputar o título como Lewis em 2007 ou Alonso em 2010. Aos 19 anos Vettel começou por baixo no GP USA 07, quando substituiu o titular Kubica. Na ocasião, Vettel Largou em 7º, terminou em 8º, marcando primeiro ponto na F1, pra quem nunca tinha feito uma corrida na vida, Vettel foi muito bem, o BMW-Sauber era um bom carro e o novato mostrou serviço logo de cara. Na Toro Rosso ainda em 07, com um carro pouco competitivo Vettel não pode fazer muita coisa nas 4 primeiras corridas, mas isso mudou radicalmente a partir do momento que Newey projetou um novo carro mais ao estilo de pilotagem do alemão. Pra quem diz que Vettel não sabe ultrapassar, no JPN largou em 8º e fazia grande corrida na chuva, ultrapassando vários carros, mas acabou se envolvendo em um confusão provocada por Lewis que vinha atrás do safet-car, Vettel acabou abandonando a prova. Na corrida seguinte na China largou em 17º(punido,perdeu 5 posições no grid), na corrida foi outro show, novamente passando vários carros chegando em 4º. A marca Red Bull sabia que Vettel era fora de série, e toda equipe se concentrou no alemão, a equipe RBR era a matriz, mas o foco ficou todo em cima de Vettel na Toro. Em 2008 o novato foi muito bem, 8º no mundial de pilotos, venceu brilhantemente o GP de Monza, fez pole e venceu na chuva, sem depender de abandonos ou quebras dos rivais, fazia história vencendo nessa pista com motor Ferrari, sem correr pela equipe do mesmo nome, até aqui seu companheiro de equipe Bourdais, não existiu.

    Em 2009 ao lado de Webber já na RBR Vettel conseguiu:

    8 pódios
    4 Poles
    4 Vitórias
    3 M.Voltas

    Ousado, Vettel acabou tirando o vice de Rubens que só conseguiu:

    6 pódios
    1 Pole
    2 Vitórias
    2 M.Voltas

    Lembrando que no meio da temporada Button afirmou que sua preocupação era com os pilotos da RBR, sem se preocupar com Rubens, e não adianta a pachecada fica brava, Rubinho não fez um campeonato pra ser campeão. Um certo Flávio Gomes já afirmava após o GP da Turquia que Rubens não tinha mais chance de título, detalhe, ainda faltava 10 corridas pra terminar a temporada:

    Vídeo: Gomes comenta Rubinho e o GP da Turquia.
    http://tvig.ig.com.br/esporte/automobilismo/rubinho+e+o+gp+da+turquia-8a49800e2b4a9e15012b4b9272b70d5e.html

    Vettel tirou o vice de Rubens e só tinha participado de 43 corridas na F1, começou o ano com relativa experiência, cometia alguns erros, o que é até normal em início de carreira. Rubinho com 17 anos de F1, com um baita foguete nas 7 primeiras provas tinha que enfiar Button no bolso e ser campeão, de quebra calar os críticos. Não deu, Rubens “tomou” do companheiro de equipe e pior, “tomou” de um alemão novato, imagina a cara do Schumacher…

    Em 2010 Vettel entre quebras(quando era líder)e acidentes em uma disputa acirrada pelo título, com Alonso Bicampeão o melhor piloto do grid, Lewis já campeão considerado o novo show man da F1, Button um campeão cada vez mais se firmando entre os melhores, e Webber que mostrou FORTE oposição dentro e fora das pistas. Na reta final pelo título, Vettel na BEL cometeu um erro grave batendo em Button, em seguida sofria forte pressão da mídia, principalmente de um certo Galvão Bueno:

    “Vettel não merece estar entre os 5 dedos da mão, entre os 5 melhores de todos os tempos”

    Galvão anos atrás também disse que Schumacher só ia dar prejuízo na F1, com Hakkinen e Alonso disse a mesma coisa. Questionado por muito, Vettel se impõe a pressão na reta final virando o jogo, ganhou o campeonato impedindo o tri de Alonso, o que seria uma DESGRAÇA para a RBR, em Abu Dhabi Vettel fazia história como o mais novo campeão da F1.

    Em 2011 o alemão não dá chance para os rivais, fazendo um grande trabalho com a equipe dominando fácil o campeonato, cometeu pequenos erros, mas sem jogar nenhuma corrida fora, e quando a equipe erra nos boxes, ou os pneus não ajudam como no caso da BEL, é Vettel quem faz a diferença salvando a equipe.

    Perceberam algo, Vettel entre 2007 e 2011 não jogou nenhuma oportunidade fora, mesmo assim é criticado…

    Hamilton começou em equipe de ponta em 07, e quando precisou mostrar força mental, jogou o título no lixo!

    Lewis foi campeão em 08 “raspando” em cima de Massa que até então nunca tinha sido campeão. Vettel em 2010 bateu um Bicampeão, dois campeões e um companheiro de equipe que foi “osso”.

    Em 2010 na reta final ainda com chances de ser campeão, Lewis se envolve em dois acidentes(CIN/ITA), o que praticamente o elimina de conquistar do título.

    Em 2011 ninguém é páreo para Vettel, mas Hamilton se mostra inconstante, se envolve em vários acidentes, seu companheiro Button, é só pressão na tabela, raramente erra, fazendo grandes corridas.

    Mclaren no campeonato de construtores esta longe da Ferrari, mas nem isso impede que Alonso fique na frente dos maclarianos no mundial de pilotos, é outro piloto que não joga nada fora.

    Mundinho muito estranho este, Vettel é Veloz, constante e cerebral! Lewis se mostra veloz, arrojado e afobado, mesmo assim leva maior crédito. Só tem um detalhe, Vettel já ofuscou Lewis na F1, já pode celebrar o bicampeonato, e também pode ser considerado o melhor do grid ao lado de espanhol.

    Hamilton é arrojado como foi Mansell(estilo show man), mas pra administrar campeonato lembra muito o compatriota, verdadeiro fiasco. Vettel vai na mesma balada de Schumacher no passado, no momento só Alonso pode parar Vettel.

    Coulthard comentou que, no futuro Vettel pode ser tornar o MELHOR piloto de todos os tempos na F1, se vencer mais campeonatos como 2010 e dominar outros, a Alemanha pode ter no futuro, o MAIOR(Schumacher) e o MELHOR(Vettel) de todos os tempos!

    Melhor não duvidar…

    Imagina a cara do Galvão…

    • João disse:

      Concordo em número, gênero e grau. Faço das suas as minhas palavras. Parabéns pelo comentário.

  3. fernando disse:

    quem fez o video se enganou com a data, nao pode ser 13 setembro de 2009, pois em 2009 ele já fazia parte da redbull.

  4. Alexandre Schulz disse:

    Foi marcante por ser a primeira vitória do Vettel, mas mais ainda, pelo menos para mim, por ouvir novamente os hinos da Alemanha e da Itália no pódio de novo, como nos velhos tempos…

  5. CLODOALDO disse:

    a alemanha ja tem um substituto pro schumacher e nos para o rubinho buaaaaaaaaaaa

    • Ronaldo Alvez disse:

      Temos sim!
      Em gênero, número e grau!
      Massa!!!
      hahaha

  6. Leandro disse:

    Que podium hein! Vettel, Button e Kubica!

  7. Marcelo disse:

    Bom dia a todos.

    Acho que vc está exagerando um pouco em relação à Vettel, pois ele não é essa Coca-cola toda. Hamilton já teve 2 bons anos ( consecutivos ) sem títulos, por cometimento de erros bobos, mas acredito que ano que vem voltara mais forte, psicologicamente e aí serádifícil segurá-lo, pois em termos de velocidade e arrojo, bate Vettel facil. Na corrida do vídeo acima, Vettel venceu , mas o Show foi de Hamilton que largou em 14º , por um erro de estratégia da McLaren, que mandou tarde o piloto inglês à pista, chegando em 7º, ultrapassando ninguém menos que Raikonen, Kubica e Alonso, só pra citar os melhores pilotos. Caso vc faça um paralelo mais direto entre Hamilton e Vettel , ou seja , duelo entre os dois disputando a mesma posição, verá que o ingês quase sempre levou a melhor. Quanto a Alonso, é sim um ótimo piloto, mas só faz alguma coisa tendo companheiros de equipe medianos , como Massa , Trulli, Nesinho Piquet, Romain Grosjean, Fisichela etc. Quando Pegou Hamilton pela frente, e ja era bi-campeão heis !, Ficou atrás no campeonato, pegou o banquinho e saiu, pois não aceita ser o segundo dentro da equipe. Hamilton já dividiu a equipe com dois CAMPEÕES mundiais e sempre bateu todos.Assim, vc como , acho, especialista em automobilismo está cometendo um grave erro ao dizer que um piloto de 25 anos , campeão mundial, é um fiasco. Vettel está na crista da onda agora pois tem carro sobrando e um companheiro de equipe mediano, mas lembresse que em 2010 quase foi batido por esse companheiro de equipe e , também cometeu erros grotescos , como em Spa e na Turquia. Hamilton talvez já tenha passado do limite em errar, mas isso, administrar bem uma corrida ele pode aprender, pois velocidade e arrojo ele tem pra vender a quem quer que seja. Vamos ver ano que vem , se Ferrari e Mclaren conseguirem , desde o começo do ano, fazer frente à Red bull se Vettel vai conseguir mais um título. Aí vai mostrar , relamente que é muito bom, mas sem um carro sobrando, duvido que consiga o que tem conseguido este ano. Mais uma coisa , Caso Hamilton consiga mais 3 ou 4 títulos, acho que seria saudável para vc , fazer um comentário relembrando este, para que todos aprendam a não julgar , definitivamente, os profissionais , em qualquer área, em tão pouco tempo.

    Abraço.

  8. Billy disse:

    Para mim, já é um dos melhores da história, o melhor atual. Não vai tardar a, nesse ritmo, pulverizar todos os recordes de Schumacher. Quem é que vence com Toro Rosso se não for muito acima da média?

  9. Renato Ide disse:

    E foi muito legal também ver o Berger no podium para receber o prêmio de construtor!!

Os comentários do texto estão encerrados.

Voltar ao topo