Publicidade

Publicidade
03/10/2011 - 10:30

Destruir uma corrida e destruir uma carreira

Compartilhe: Twitter

FELIPE PARANHOS [@felipeparanhos]

A notícia do início da semana veio do site oficial da F1. Durante o GP de Cingapura, Rob Smedley, engenheiro de Felipe Massa, pediu via rádio ao seu piloto para que destruísse a corrida de Lewis Hamilton. “Segure o Hamilton o máximo que você puder. Destrua a corrida dele o máximo que você puder. Vai, garoto”, foram as frases proferidas por Rob.

Há duas maneiras de interpretar os dizeres de Smedley. A primeira é a de que Felipe estava instruído a prejudicar Hamilton, a de ver a Ferrari como a eterna vilã que torna o esporte indigno. Para quem pensa assim, a semana será um prato cheio. A imprensa inglesa deve atacar sem dó as palavras do engenheiro do time de Maranello, até porque, no fundo, muitos na ilha esperavam um acontecimento para tentar reabilitar forçosamente Lewis do fracasso em 2011.

A outra forma de entender o que aconteceu é a que prefiro. Não sou um ouvinte atento de todas as comunicações de rádio, mas vejo a instrução do engenheiro como um incentivo. Segura o cara, não dá mole, acaba com a corrida dele! Não tem nada de mais, o que gera discussão inútil é o “destrói” — e, se formos analisar do ponto de vista semântico, destruir e “acabar com” têm o mesmo sentido.

Só que, e sempre tem um “só que”, o vazamento dessa comunicação põe por terra o que foi dito sobre Hamilton naquela corrida. E tira totalmente o sentido da revolta de Massa, que foi tirar satisfações com Lewis enquanto o piloto concedia entrevista ao vivo.

(Aliás, aqui na minha terra, bater no braço do outro, reclamar e em seguida dar as costas não é lá muito coisa de macho. Mas tudo bem, cada um se revolta de um jeito. Fecha parêntese)

Voltando ao que disse e correndo o risco de minha argumentação se perder pela digressão, digo: se Massa estava sendo orientado a pilotar defensivamente e segurar o ímpeto de um muito mais rápido Hamilton, o que ele esperava? Numa pista de rua em que as ultrapassagens são difíceis, ele queria que o rival, mais rápido, ficasse esperando um erro dele para passar?

Ora, se o piloto da frente era instruído para pilotar defensivamente — e era isso que Massa fazia —, ele não pode reclamar do fato de Hamilton ter tentado dar um jeito de ultrapassar e, por isso, acabar quebrando a própria asa e furando o pneu do carro de Felipe. Depois, Massa ajudou a linchar Hamilton, que apanha pelo que fez e pelo que não fez. E não trouxe nada de bom para a sua própria carreira.

Tá ficando feio, xará.

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags: , , , , ,

Ver todas as notas

93 comentários para “Destruir uma corrida e destruir uma carreira”

  1. juliodiaz disse:

    Tá ficano muito feio pra ele….

  2. Andre Carvalho disse:

    menos minha gente, esta até parecendo o F. G. exagerado
    e sem respeito pelos leitores.

    • Felipe Paranhos disse:

      Pô, ainda lançou o “sem respeito pelos leitores”. Só por causa do texto? Nem tinha liberado comentário ainda…

  3. Marcelo disse:

    O que vocês queriam, que o Massa deixasse o Hamilton passar ? Felipe (o Paranhos, não o Massa), você está andando muito com o FG e ficando com o mesmo ranço que ele tem dos pilotos brasileiros.

    • Felipe Paranhos disse:

      hahaha, não. Não tenho ranço de brasileiro, Marcelo. Não sei das outras pessoas. Mas é tanto trabalho, tanto piloto, tanta coisa pra prestar atenção que a coisa que menos eu presto atenção é na nacionalidade do cara. F1 pra mim é trabalho, não é torcida ou algo que me faça preferir um a outro.

  4. Cesar disse:

    Aonde tem Alonso tem truta. Primeiro o Nelsinho teve que ajudar o “Sr. Alonso” que sabia de tudo, mas mesmo assim a Ferrari contratou o “Sr. Alonso”, agora pediram pro Massa destruir a corrida do Hamilton, o que não é diferente do que fez o Nelsinho, que por sinal foi o único que falou das sujeiras da F1.

  5. Fernando disse:

    Bom dia, definir tudo em uma palavra:

    c a r a t e r

  6. Pietro Perizzollo disse:

    tem uma palavra que define bem esse texto, sensacionalismo

    • Felipe Paranhos disse:

      Tu não sabe nem o que é sensacionalismo, pelo visto. E deve gostar de um monte de coisa que é sensacionalista.

  7. Luciano Silveira disse:

    “Ora, se o piloto da frente era instruído para pilotar defensivamente — e era isso que Massa fazia —, ele não pode reclamar do fato de Hamilton ter tentado dar um jeito de ultrapassar e, por isso, acabar quebrando a própria asa e furando o pneu do carro de Felipe.”

    Você só pode estar BRINCANDO comigo. Ou seja: se eu defendo LEGALMENTE a posição, porque rente de alguém e sou mais lento, e o cara de trás BATE em mim, EU sou o culpado??????????????????????????

    E se dizem jornalistas de automobilismo…. Minha nossa senhora….

    • Felipe Paranhos disse:

      Não disse que Massa é culpado. Claro que não. Me aponte onde tem isso. Disse que isso exime o Hamilton de culpa, no sentido de que, por mais que ele tenha errado, não houve uma culpa ali. O acidente passa a ser normal, de corrida.

  8. Sajuuk disse:

    @Felipe Paranhos
    Lendo os comentarios eu digo que eu não sou minoria.

  9. Sajuuk disse:

    Massa tem todo o direito de reclamar pois com o DRS + Kers o hamilton ia passar fácil mesmo com o massa pilotando defensivamente mas hamilton preferiu forçar a barra.

  10. Marcelo disse:

    A orientação de Rob Smedley era para Felipe fazer exatamente o que Schumacher fez em Monza, apenas DEFENDER a posição custe o que custar, com isso “destruiria” a corrida de Hamilton, o problema é que Lewis é muito AFOBADO. Se observar bem Schumacher mesmo fora de forma ainda é respeitado na pista, quando tem equipamento BÃO, todos sabem que é “osso” ultrapassar, por isso Lewis pegou “leve” em Monza, preferiu CHORAMINGAR pelo rádio pedindo ajuda para o pai(FIA), e deu certo, Schumacher na volta 26 deixou Lewis passar sem maiores esforços para defender a posição, e Schummy ainda estava com os pneus em bom estado. Felipe e a Ferrari não fizeram nada de mais, o fato de “segurar” Lewis para favorecer Alonso é o de menos, isso sempre aconteceu na F1, Berger fez isso VÁRIAS vezes para ajudar Senna, era uma ajuda “involuntária”, coisa de corrida…se Senna e Alonso estão a frente, paciência. Querendo ou não Berger e Massa tem que fazer o “dele”, defender sua posição. A orientação de Rob Smedley não tem nada haver com o erro de Hamilton, o inglês errou e ponto final, foi simplemente AFOBADO! Outra coisa importante, a mídia INGLESA, sempre vai atacar a Ferrari que é italiana(sempre fizeram isso com Schumacher), é uma forma bem PORCA de sempre jogar a culpa nos outros e se fazer de vítima. Hamilton tem APRONTADO muito em 2011, já merece uma punição mais pesada, como exclusão de uma corrida. Ele não precisa mudar a forma de pilotar, basta ser apenas mais CUIDADOSO, não estragando corrida dos rivais,. e a lista de confusões com rivais é bem grande.

    Alonso-MAL
    Massa-MON
    Mandonado-MON
    Button-CAN
    Kobayashi-ITA
    Massa-CIN

    A mídia inglesa MARRON sempre quer fazer Lewis de vítima, defendendo seu estilo de pilotar, mas Hamilton esta fazendo papel de IDIOTA! Esta mais preocupado em ser ESTRELA que piloto de Formula 1. E o mais hilário, a Mclaren esta fazendo um FORTE MARKETING querendo cada vez mais colocar Lewis como o NOVO Senna, por isso vivem lembrando o estilo agressivo do brasileiro. Lewis esta até conseguindo lembrar o Senna, mas aquele Senna da temporada de 1989, onde fez um monte de besteiras na pista, a diferença é que Senna não estragava a corrida de ninguém. Esse ano de 89 Senna fez uma temporada MEDONHA, em muitas ocasiões foi afobado(parecia mais um novato), tanto que levou esse apelido(piloto afobado) enquanto Prost virou “professor”…

  11. fernando amaral disse:

    concordo quase total com seu ponto de vista, em especial a constatação que Massa estava defensivo, Lewis mais rápido (o que, na minha opinião de espectador, é natural, comparando os dois pilotos) e a trombada o mais provável mesmo, sendo a disputa em pista de rua.

    discordo da questão da ‘macheza’: Massa tentou conversar com Lewis antes, este não deu a mínima, o brasileiro foi e armou com o inglês na frente das cameras de TV – pra ‘otimizar’ a demonização do inglês, isso é verdade.
    o q me fez lembrar de Massa dizendo ‘va cagare’ a Alonso em Nurburgring sei lá quando, na ante-sala do pódio, na frente da TV também – ali foi o espanhol que disse uma ironia sobre a conduta de Massa na pista, este tinha perdido a posição de todo jeito, daí a resposta esquentada.
    e ainda outra lembrança: massa uma vez ‘ultrapassou’ Hamilton, nalguma coorida na Ásia, 2007 ou 2008, simplesmente entrando reto na curva e se atirando sobre a lateral do carro do inglês; não tiveram que ir pros boxes, mas a falta de refinamento, pra dizer o mínimo, foi gritante.

  12. João disse:

    O Massa exagerou na reclamação. Seria melhor se tivesse ficado calado.

  13. Marcio disse:

    Quando Senna jogou deliberadamente o carro na traseira do carro de Prost na primeira curva em Suzuka, no Japão, qual foi a opinião no meio? Ele estragou a carreira dele por isso? Não, ganhou o campeonato. Cobram muita coisa do Massa. Será que é por falta de resultados? Se ele tivesse sido campeão em 2008 depois daquela roubalheira em que Hamilton descontou uma diferença de 17 segundos na ultima volta, ultrapassando um carro que ia a sua frente e triando o titulo do Massa, teriam mais respeito por ele?

  14. Sanguanel disse:

    Então pelo visto o Hamilton nao tem culpa no acidente uma vez que o Massa defendeu sua posição e não facilitou a ultrapassagem, é isso? E queriam o que? Que ele encostasse pro hamilton passar? Pior ainda é falar em fim de carreira por causa de uma frase infeliz dita por seu engenheiro. E antes que alguem diga, não, não sou fã do Massa, pelo contrario, vibrei quando o Hamilton ganhou o titulo do Massa em interlagos mas não sou de misturar as coisas. O que aconteceu foi simples, o Hamilton errou e acertou o Massa, por isso foi punido. Não precisa de maldade para ser punido no automobilismo.

    • Felipe Paranhos disse:

      Talvez eu tenha me expressado mal em relação a destruir uma carreira. O que eu quis dizer é que aquela presepada quando o Hamilton dava entrevista dá força para os que lincham o Lewis pelo que ele faz e pelo que ele não faz. Minha crítica ao Felipe é somente aí. Quando pilotava defensivamente, estava em sua função. O que eu digo é que qualquer outro cara no lugar do piloto da McLaren ia tentar passar do jeito que desse, uma vez que era mais rápido e que Cingapura é uma pista difícil de ultrapassar. Mas Lewis errou, claro.

    • sanguanel disse:

      Perfeito Felipe, havia entendido de outra maneira o que voce disse sobre destruir uma carreira, talvez até por falta de atenção e te peço desculpas.
      Só continuo não concordando com o fato de que o Massa estar pilotando defensivamente isenta o Hamilton de culpa. Todo piloto quando esta sendo atacado pilota dessa maneira e é isso que se espera de um piloto de ponta. Quem vem atras tem mais que tentar a ultrapassagem mas tem que saber tambem que se errar corre risco de ser punido.
      Obrigado pelo respeito na sua resposta, pois muitos aqui sabem que em outros blogs aqui do GP só o fato de não concordar com o que esta sendo dito ja é motivo para ser ofendido.

    • Felipe Paranhos disse:

      Valeu, garoto. É isso aí, temos de discordar com respeito. Muitas vezes vocês me fazem mudar de ideia, e isso é legal pra caramba. Abraço!

  15. Rui Rodrigues disse:

    Quer dizer que,se um cara guia defensivamente,quem vêm atras pode bater? Fica isento? A culpa é do outro? Ah!,fala sério.
    Textinho mais idiota.
    E,para completar,ainda diz que o Massa não é lá dos mais machos porquê cutucou o Hamilton e foi embora.
    Credo,que visão mais estúpida das coisas.Quanta babaquice.

    • Felipe Paranhos disse:

      Rui, em momento nenhum eu disse que o Massa teve culpa de nada. Hamilton errou, mas qualquer cara, naquela situação, tentaria de qualquer jeito parar de perder tempo atrás da Ferrari. Qualquer cara se exporia ao erro.

  16. GGoncalves disse:

    O Massa já era, foi destruido pela mola do carro do Rubens, é uma pena ele só correu em 2008 e naquele ano ainda ganhou em SPA no tapete. Na hora do acidente achei estranho, pois o Hamilton estava passando todo mundo ali, parece que o massa “abriu” a asa lateral deixando o carro bem mais largo, mas agora tudo se esclarece, não entendi a raiva dele se estava tudo programado, essa foi pior que a da Alemanha.

  17. Roberto disse:

    O Felipe deveria encontrar uma maneira de ser rápido como o Alonso é, assim não teria estes problemas. Simples assim.

  18. GGoncalves disse:

    O melhor piloto de 2011 é Vetel, campeao antecipado, com o carro que tem larga na frente, faz o simples. Agora o Show fica por conta do Ingles inclusive as polemicas. Se todos os pilotos fossem como o Buton a F1 não seria um espetaculo. No Canada ele fuzilou Hamilton e Alonso, mesmo assim não foi sequer comentado, nem mesmo pelos comissários, pois teriam que dar a vitoria ao Vetel. Nem para polemica o cara serve. Vamos lá Carl Lwis encerra a carreira do Massa.

  19. Helenilson disse:

    Só não entendo as pessoas quererem levar para o lado de que a Ferrari pediu isso ao Massa para ele ajudar o Alonso. O Hamilton e o Alonso estão brigando pelo título? a convenhamos né? Só se estão brigando para ser quem vai ser o vice, o terceiro, o quarto do mundial…

  20. Torcedor Atento disse:

    Para ajudar o Pietro e para vc Felipe Paranhos que respondeu com muita educação para um “JORNALISTA”
    Sensacionalismo é geralmente o nome dado a um tipo de postura editorial adotada regular ou esporadicamente por determinados meios de comunicação, que se caracteriza pelo uso exagerado de determinadas expreções

Os comentários do texto estão encerrados.

Voltar ao topo