Publicidade

Publicidade

13/09/2011 - 12:50

Button garante o título de galã da temporada 2011

Compartilhe: Twitter

JULIANA TESSER [@JulianaTesser]

Ele pode até não levar o bicampeonato da F1 em 2011, mas já garantiu o título de galã da temporada. Jenson Button derrotou adversários como David Beckham, meia do Los Angeles Galaxy, Príncipe Harry, Orlando Bloom, o Will Turner da série ‘Piratas do Caribe’, e o seu próprio companheiro de McLaren Lewis Hamilton, e foi eleito o ‘Britânico mais bonito’ pela marca de jeans ‘Wizard’.

Button fazia parte de uma lista de 30 nomes que foi submetida à votação do público. Mais de 1.500 mulheres votaram e escolheram sua ordem de preferência.

“Um perfil bonito é, sem dúvida, uma obra divina, mas uma boa aparência é responsabilidade do homem”, explicou Sally Allen, da ‘Wizard’. “Jenson Button tem um charme natural que o colocou na pole-position do GP da Beleza deste ano”, completou.

Ao lado de Button na primeira fila está o ator Richard Armitage. Colin Firth, que ganhou o Oscar por sua atuação em ‘O Discurso do Rei’, ficou em terceiro, seguido pelo ator Clive Owen e pelo jogador David Beckham. Jude Law é o sexto, seguido pelo 007 Daniel Craig. O músico e apresentador de TV Peter André ficou em oitavo, com o jogador de críquete Alastair Cook em nono. O Príncipe Harry encerra o rol dos dez primeiros do ‘grid’.

A 11ª posição da lista é ocupada pelo músico John Barrowman, com Henry Cavill, da série ‘The Tudors’ em 12º. O comediante Russel Brand aparece em 13º, à frente de Lewis Hamilton. Os atores Bradley Walsh e Gerard Butler aparecem na sequência, seguidos pelo jornalista Zac Goldsmith. O campeão olímpico James Cracknell ficou em 18º, seguido por Hugh Grant. Orlando Bloom ficou com a 20ª e última colocação.

A ‘Wizard também elaborou uma lista das mulheres mais bonitas do mundo. O ranking publicado em maio traz Nicole Scherzinger, cantora e namorada de Hamilton, na liderança, seguida pela atriz indiana Freida Pinto e por Penélope Cruz. Keira Knightley ficou com o quarto lugar, com Michelle Pfeifer em quinto e Angelina Jolie em sexto. Halle Berry foi a sétima, seguida pela modelo israelense Bar Rafaeli. A Duquesa Catherine de Cambrige ficou com a nona colocação, com Sophia Loren fechando o top-10 feminino.

Autor: - Categoria(s): F1, Sem categoria Tags: , ,
25/08/2011 - 17:30

De onde vem?

Compartilhe: Twitter

EVELYN GUIMARÃES [@eveguimaraes]

Como já se sabe, Bruno Senna será titular na Lotus Renault nas etapas da Bélgica e da Itália. O que não se sabe é se o brasileiro continua ou não até o fim da temporada. Romain Grosjean, também reserva da equipe francesa e atualmente com uma mão na taça na GP2, pode figurar como um duro adversário para as pretensões de Bruno no restante da temporada, especialmente porque conta também com a simpatia do chefe Eric Boullier. Mas o que parece certo mesmo é que Nick Heidfeld não volta mais. Sacado sem dó do time, o alemão já tratou de buscar seus direitos na justiça.

E diante de uma eventual disputa pela vaga de titular, Senna poderia contar com o forte apoio do empresário Eike Batista. Nesta quinta-feira (25), surgiu a notícia de que Batista será um dos patrocinadores do piloto na Renault na F1. A informação foi dada pelo colunista de ‘O Globo’ Ancelmo Gois, sem dizer, entretanto, que empresas poderiam apoiar o brasileiro, visto a gama de opções pertencentes ao bilionário mineiro.

O BloGP, porém, apurou que não há nada ainda neste sentido e que não há também um comprometimento por parte de Senna em termos de patrocínio com a Renault neste momento. Mas o sobrinho de Ayrton Senna estaria disposto, desde que diante de um contrato duradouro, ajudar a equipe francesa no contato com as empresas brasileiras, na tentativa de assegurar um lugar em 2012.

Autor: - Categoria(s): F1 Tags: , , ,
04/08/2011 - 14:55

Primeiras impressões

Compartilhe: Twitter

EVELYN GUIMARÃES [@eveguimaraes]
de Interlagos

No começo da tarde desta quinta-feira (4), Jacques Villeneuve teve a pista de Interlagos só para si, como forma de se preparar para a Corrida do Milhão e, principalmente, para conhecer o carro da categoria brasileira.

O piloto, que fez o banco na quarta-feira, não andou muito pelo circuito. Percorria de duas a três voltas a cada saída, durante as duas horas de treinos a que teve direito. Villeneuve, na verdade, acabou ficando a maior parte do tempo nos boxes, conversando com os engenheiros e mecânicos. O canadense se mostrou bastante interessado e preocupado com os pequenos ajustes.

Considerando as primeiras impressões, o campeão de 1997 achou o Stock Car pouco potente, embora tenha gostado do carro. Achou fácil de pilotar, mas disse que ainda vai precisar de mais tempo de pista. O piloto também lembrou o carro da Nascar e disse que a visibilidade é parecida.

Jacques ainda declarou que não gostou muito da chicane e que não vê muita razão para que ela seja usada. Além disso, disse que muita gente vai cortar a pista naquele ponto.

Autor: - Categoria(s): Stock Car Tags: , ,
04/07/2011 - 17:04

As palavras da JL

Compartilhe: Twitter

JULIANA TESSER [@JulianaTesser]
de São Paulo

Na tarde desta segunda-feira (4) o Grande Prêmio entrou em contato com Zeca Giaffone, diretor da JL, a empresa que é responsável pelos carros e motores utilizados na Stock Car, para obter mais informações sobre o que teria causado o incêndio no carro de Tuka Rocha na etapa do Rio de Janeiro, realizada ontem (3) no autódromo de Jacarepaguá.

Zeca afirmou que no final do dia de hoje a JL emitirá um comunicado à imprensa falando sobre os resultados da investigação. Giaffone não quis adiantar nenhuma informação, mas quando perguntado se foi surpreendido pela velocidade e as proporções do incêndio no carro da Vogel disse que um estudo mais aprofundado ainda será necessário.

“Na verdade a gente tem que entender certinho o que pegou fogo para saber o motivo de ter pegado tanto fogo daquele jeito”, afirmou o diretor da JL. “Então sem a gente ter um estudo legal, sem saber exatamente o que ocorreu, é difícil falar qualquer coisa”, finalizou.

Autor: - Categoria(s): Stock Car Tags: , , ,
28/04/2011 - 19:29

Bem lento ainda

Compartilhe: Twitter

EVELYN GUIMARÃES [@eveguimaraes]
do Anhembi

 Como as atividades de pista começam só no sábado pela manhã, o trabalho das equipes ainda caminha de devagar nas garagens improvisadas no pavilhão do Anhembi. Ainda há muitas caixas espalhadas pelos boxes e poucos mecânicos circulam pelas instalações. As equipes mais adiantadas, aliás, são aos três maiores: Ganassi, Penske e Andretti. A KV, de Tony Kanaan, também está bem organizada. Mas nada que assombre os olhos. O trabalho ainda é lento.

Porém, alguns times se limitaram apenas a montar os carros e outros sequer começaram a organizar os equipamentos, como é o caso da AFS, onde corre Raphael Matos. O staff nem chegou a São Paulo ainda. Nesta sexta, véspera dos primeiros treinos, os trabalhos devem se intensificar nas áreas de boxes. Enquanto, ficam algumas imagens das garagens.

Autor: - Categoria(s): F-Indy Tags: ,
24/04/2011 - 14:06

A importância do resultado de Oulton para as pretensões de título de Felipe Nasr

Compartilhe: Twitter

FELIPE GIACOMELLI [@daewlz],
de Brasília

Felipe Nasr já deixou de ser uma promessa e se tornou uma realidade para o automobilismo brasileiro ao menos em se tratando de F3. Depois de quatro provas da F3 Inglesa, o brasiliense é o líder do campeonato, com 66 pontos, 21 a mais que Jazeman Jaafar, o segundo colocado.

Com o bom desempenho nas primeiras quatro corridas, quando Nasr venceu duas vezes e terminou em segundo nas outras duas, já é possível pensar em título para o piloto da Carlin. Os resultados pré-feriado de Páscoa, na rodada de Oulton, serviram para comprovar que o piloto de apenas 18 anos está no caminho certo para a conquista.

Não que o resultado em Monza não tenha sido impressionante. Mas as duas vitórias, além do segundo lugar, apenas reforçaram que Nasr é um piloto muito acima da média em pistas de alta velocidade, principalmente quando tem a disposição um equipamento de ponta como é o da Carlin.

Prova dessa superioridade vem da temporada 2010, quando o brasileiro estreou na categoria. Na ocasião, os dois melhores resultados de Felipe foram a vitória em Rockingham e o segundo lugar em Spa-Francorchamps. Pistas, essas, onde é possível acelerar.

Só que em autódromos mais travados, o desempenho de Nasr era irregular. No mesmo Oulton Park, em 2010, o brasileiro abandonou duas das três provas e terminou a outra apenas na 14ª colocação. A situação não melhorou muito durante a pré-temporada do atual campeonato. No único dia de treinos no local, o piloto da Carlin foi apenas o sétimo mais rápido, ficando 0s8 atrás do líder Scott Pye.

No entanto, Felipe parece ter conseguido dar a volta por cima e não só conseguiu a segunda colocação na corrida do sábado como também irá largar na pole-position no domingo. Mesmo que sair na frente não signifique vitória, para quem quer ser campeão, regularidade é algo extremamente importante.

Aliás, até o momento, o desempenho de Nasr é bastante parecido com o que lhe rendeu o título da F-BMW europeia em 2009. Na ocasião, o piloto terminou em primeiro ou segundo em todas as corridas, menos na rodada da Inglaterra (curioso não?) quando foi o oitavo depois de ter problemas no câmbio.

Se na F-BMW o brasileiro não teve um adversário direto na briga pelo título, já que viveu a expectativa de uma eventual desclassificação ou não de Michael Christensen, o então vice-líder, na F3 Inglesa parece que Felipe terá uma batalha doméstica. Isso porque, depois das quatro corridas, é Lucas Foresti quem se apresenta como principal rival.

O piloto da Fortec venceu em Oulton, foi segundo em Monza e só não teve outros bons resultados na Itália pois se envolveu em acidentes que comprometeram-lhe as corridas. Tomando como base a pré-temporada, é possível dizer que o desempenho de Lucas é surpreendente.

Aliás, surpreendente para quem acompanha a categoria a distância. Para Felipe, o rendimento do compatriota não deve ser novidade. Curiosamente, os dois se conhecem há muito tempo. Além de ambos terem nascido em Brasília, os dois foram contemporâneos no kart e estrearam juntos nos monopostos, na etapa de Interlagos da F-BMW Americas de 2008, correndo pela equipe de Amir Nasr.

Na ocasião, mesmo fazendo a primeira prova da carreira, Felipe conquistou um quinto e um terceiro lugares, impressionou e garantiu a temporada 2009 no certame europeu, quando viria a ser campeão. Lucas, por sua vez, terminou duas vezes na décima posição e seguiu na F3 Sul-americana antes de reencontrar o rival no campeonato britânico.

Autor: - Categoria(s): F3 Tags: ,
01/03/2011 - 18:51

O folclórico Bernie

Compartilhe: Twitter

Luana Marino

Não é de hoje (aliás, levando em conta as oito décadas de vida, não é de hoje mesmo) que Bernie Ecclestone coleciona pérolas quando o assunto são as regras da F1. Na temporada de 2002, se bem lembro, quando Schumacher ganhava tudo mesmo se largasse em último, o dirigente sugeriu revezamento de pilotos com a intenção de que, através de um sorteio, cada equipe soubesse na hora com qual dupla ia trabalhar no fim de semana. Ano passado, Ecclestone pensou em criar atalhos nas pistas para melhorar “a emoção das corridas” – justificativa clássica, que já virou clichê. Agora, Bernie resolveu resgatar a polêmica do sistema de medalhas e ainda lançou sua mais nova sugestão para deixar as corridas “mais divertidas”: o botão de chuva, que seria acionado pelos controladores da prova para deixar o asfalto molhado.

As ideias são tão absurdas que beiram o cômico. Quando se lê algo desse tipo, a primeira coisa que se pensa é “esse homem já passou da hora de se aposentar”. Felizmente, ao menos por enquanto, as ideias de Bernie servem apenas para termos manchetes e comentarmos a, digamos, excentricidade do mandachuva da F1. Agora, sem querer defender a mente fértil do inglês, me pergunto como será a F1 sem essas ideias malucas de Ecclestone.

Bernie é um personagem de todo esse “show”, como o próprio mundo da F1 adora frisar. Ele sabe que qualquer declaração sua repercute no mundo. É algo folclórico, que faz parte de tudo aquilo que vemos quinzenalmente. Numa comparação bem superficial, é como falar de Galvão Bueno. Todo mundo critica o narrador mais famoso do Brasil, questionando seu posicionamento quando o assunto são os atletas brasileiros, dizendo que já passou da hora de ele se aposentar. Agora, dá para imaginar transmissões esportivas da Globo sem as pérolas de Galvão? Pode ser insuportável para muitos, mas já virou uma figura folclórica.

Ecclestone é mestre em falar sandices (a das medalhas, para mim, foi o auge da criatividade do dirigente) e especialista em criar manchetes com declarações polêmicas. A biografia recém-lançada fala por si só, causando furor na mídia europeia antes mesmo do lançamento. O dirigente soltou o verbo para cima dos desafetos.

Há quem diga que o velho Bernie já está ficando gagá. Mas, sinceramente, se julgarmos as manchetes, ele é esperto até demais.

Autor: - Categoria(s): F1 Tags:
05/12/2010 - 18:50

Notas, notas (2)

Compartilhe: Twitter

CURITIBA | Ainda sobre a formação das equipes para 2011.

– A Itaipava continua no ano que vem com David Muffato e Luciano Burti. A equipe ainda é que não está definida. Muffato, inclusive, também conversa para fazer o GT Brasil para conciliar os dois campeonatos, especialmente por conta do apoio da cervejaria.

– Nonô Figueiredo vai permanecer na Cosan Mobil Super.

– Allam Khodair deve anunciar nesta semana a equipe que vai defender no ano que vem, mas a Blausiegel vai junto com ele.

– Na equipe de Amir Nasr tudo ainda é incerto. O time tem a preferência da Crystal e espera para ver a definição do grid em 2011.

Autor: - Categoria(s): Stock Car Tags: , , ,
04/12/2010 - 19:20

Notas, notas

Compartilhe: Twitter

CURITIBA |  A Stock Car encerra a temporada em Curitiba neste final de semana ainda em meio a uma decisão de título que envolve quatro pilotos. Apesar de toda a expectativa para a definição do campeão, a categoria também vive os rumores das tradicionais mudanças nas duplas de pilotos das equipes. As duas grandes estão definidas: Red Bull permanece com Cacá Bueno e Daniel Serra, assim como a RC, que vai de Ricardo Maurício e Max Wilson em 2011.

A outra equipe de Andreas Mattheis também já está fechada, mesmo com a perda do patrocínio de anos da Medley. Alceu Feldmann e Popó Bueno serão os pilotos do time, que terá um forte patrocinador nos dois carros.  A Full Time, para onde foi a gigante farmacêutica, já oficializou Xandinho Negrão e Marcos Gomes. Quem sobrou foi Allam Khodair, que ainda não definiu o futuro, apesar do apoio de tempos da Blausiegel. Outro que ainda não fechou contrato para 2011 é Thiago Camilo.

O pole da etapa de Curitiba ainda não sabe se continua na Vogel, equipe que defende há sete temporadas. Thiago ficou fora do playoff neste ano e já estuda proposta de outras escuderia.  A própria equipe, nas palavras de Camilo, também mantém conversas com outros pilotos. Ainda entre as equipes de ponta, Átila Abreu parece garantido na AMG.

Outra notícia do fim de semana é de Ricardo Zonta. Mesmo sem a definição do recurso que impôs da punição em Campo Grande, assegurou participação na temporada do ano que vem. O julgamento do recurso acontece no dia 20 de dezembro. Mas há vagas interessantes em aberto. Na RCM, o outro time de Rosinei Campos, existe o lugar deixado por Feldmann. Amanhã tem mais!

Autor: - Categoria(s): Stock Car Tags: , ,
22/10/2010 - 17:56

Vale a pena

Compartilhe: Twitter

FELIPE GIACOMELLI

A partir deste sábado (23), dois carros de F1 pertencentes ao acervo de Emerson Fittipaldi – ambos da Copersucar, a equipe do piloto brasileiro no final dos anos 1970 – estarão em exibição em um empreendimento da Italy & France Montblanc, no bairro do Tatuapé, em São Paulo.

Além dos dois modelos de F1, também estará exposto um exemplar único do Pontiac TransAM, que foi o pace-car nas 500 Milhas de Indianápolis de 1989, vencida pelo piloto brasileiro.

Os carros ficarão expostos até o dia 7 de novembro, dia do GP do Brasil de F1, sempre das 9h até as 19h. Na Rua Emílio Mallet, 367, no bairro do Tatuapé Nobre.  Vale a pena.

Autor: - Categoria(s): F1 Tags: , ,
Voltar ao topo