Publicidade

Publicidade

Arquivo da Categoria A1GP

18/01/2011 - 14:05

Mais sobre a A10 World Series

Compartilhe: Twitter

Felipe Paranhos

Sabe a A10 World Series, aquela categoria que está para ser lançada oficialmente e parece ter herdado os carros da A1GP, powered by Ferrari? Então, continua lançando pequenos teasers naquele site estilo internet-1996.

A informação da vez, confiável ou não, é a de que a temporada (2011?) terá 20 corridas e 10 etapas em regiões do mundo: África, Ásia, América Central (!), Europa, Oceania, Oriente Médio e…

América do Sul.

Destes locais, a A1GP passou por África (África do Sul), Ásia (China, Indonésia, Malásia), Europa (Alemanha, República Tcheca, Inglaterra, Holanda, Portugal), Oceania (Austrália e Nova Zelândia) e Oriente Médio (Dubai)

As novidades, seriam, portanto, América Central e América do Sul — duas subdivisões do continente. Fui falar com João Paulo Borgonove, nosso CEGPNA (Consultor Especial Grande Prêmio para Nerdices Automobilísticas) e dono do Blog do Borgo, e ele me disse que há um circuito na Costa Rica, La Guacima.

Levando em conta que o site não é lá essas coisas, não duvido que eles estejam contando o México, que fica na América do Norte, como América Central. Se isso for fato, a grande novidade seria apenas a América do Sul. Argentina ou Brasil.

Autor: - Categoria(s): A10 World Series, A1GP Tags: , , ,
13/01/2011 - 10:08

Mais uma

Compartilhe: Twitter

Felipe Paranhos

Como se já houvesse poucas categorias de fórmula, haverá mais uma em 2011: é a A10 World Series, que será apresentada nesta sexta-feira (14). O site, ainda meio tosco, está como teaser, somente com uma bandeira quadriculada e o logo do campeonato.

O visual e alguns indícios apontam para um renascimento da A1GP. No ano passado, os carros e os equipamentos da categoria foram comprados por um grupo de investidores britânicos, que pretendiam iniciar o primeiro campeonato no final de 2010. Além disso, a capa do site dá alguns poucos detalhes técnicos do carro: motor V10, 600 bhp — exatamente as especificações dos carros Ferrari da A1.

O nome A10 World Series foi registrado pela Teamcraft Motorsport, que, salvo engano, foi uma equipe do automobilismo europeu. O time esteve na F3000 Europeia (Pastor Maldonado passou por lá), comandou alguns times na própria A1GP e, no fim de 2009, anunciou participação na F3 Inglesa. Acabou não entrando.

Não tem cara de que vai ser muita coisa. Vejamos.

Autor: - Categoria(s): A1GP Tags: , ,
30/03/2010 - 12:40

Vai um carro aí?

Compartilhe: Twitter

Felipe Paranhos

Nesta terça-feira (30), ou seja, exatamente hoje, a A1GP faria seis anos. A A1 acabou, todos sabem, embora Tony Teixeira não tenha sido digno para escrever um comunicado de despedida. Na surdina, estão vendendo todo o equipamento e os direitos da categoria, caso algum ricaço se interesse. Mas é TODO o equipamento, mesmo.

Os vinte carros com chancela Ferrari, usados na última temporada da A1, estão no pacote à venda, junto com as peças sobressalentes, modelos em escala para túnel de vento e motores reserva. Caso o interesse seja em carros mais antigos, há também 14 carros da Lola, aqueles construídos em 2005 e utilizados nos três primeiros campeonatos. Estes carros, porém, estão sendo usados na AutoGP, a antiga F3000 Europeia.

Vão junto também tendas para as equipes, suportes e abrigos para pneus, além de cases e carrinhos para transporte das peças e monitores para o pitwall. Sem esquecer do safety-car e do carro médico, um Maserati Quattroporte Sport GT Semi-Auto 4 Door e uma Ferrari 599GTB Semi-Auto Coupe.

David Hampson, executivo do serviço de avaliação da GoIndustry DoveBid, empresa responsável pela avaliação e  pela venda dos ativos, explicou como podem ser feitas as propostas. “As ofertas estão sendo aceitas para o pacote completo dos ativos, incluindo os direitos de propriedade intelectual dos logotipos e marcas da categoria A1 GP.”

Caso você seja filho do Eike Batista ou tenha sido sorteado recentemente pela Mega-Sena, é só mandar email para A1GP@go-dove.com.

Autor: - Categoria(s): A1GP Tags: , , , , ,
26/01/2010 - 14:05

Acabou

Compartilhe: Twitter

56567793

Felipe Paranhos

Não tem história. Conforme dito por Victor Martins em seu blog, citando o Las Provincias, Tony Teixeira deve ser anunciado como o novo parceiro de Adrián Campos na equipe deste último na F1. O português substituirá José Ramon Carabante — e o “Meta” vai sair do nome da Campos.

Acontecendo isso, acabou a A1GP — no caminho do que eu tinha palpitado aqui. A menos que algo muito surpreendente aconteça, a categoria morreu na falta de grana para se manter. Convencer a Ferrari a fazer os carros foi ótima ideia; se filiar à IMG Sports Media, importante empresa de marketing esportivo, também. Mas nada disso parece ter sido suficiente para sustentar o conceito de Copa do Mundo do automobilismo.

Em novembro, já não havia mais área de mídia no site da A1GP — as fotos de divulgação ficavam por parte de uma agência de notícias, o que inclui pagamento, claro. Hoje, notei que o site da categoria está fora do ar.

É, acho que teremos Campos A1.

Mas ele levaria € 20 milhões. E tiraria de onde, afinal?

Autor: - Categoria(s): A1GP, F1 Tags: , , ,
06/11/2009 - 02:14

O (provável) fim

Compartilhe: Twitter

A1GP


Felipe Paranhos

É, eu estava errado. No início de outubro, lá no Twitter (@felipeparanhos), disse que não acreditava na falência da A1GP, porque a categoria havia se associado a uma das mais importantes empresas de  marketing esportivo do mundo, a IMG Sports Media. Pela lógica, a firma, que tem como clientes a Le Mans Series, o V8 Supercars, a Nascar e a Williams, além de representar Jackie Stewart e Danica Patrick, não entraria em furada.

Mas, ao que tudo indica, entrou. A primeira atitude da parceria foi ampliar o calendário de seis para nove provas. A categoria, inclusive, faria uma corrida no Brasil. O dia 14 de março já era esperado por nós do Grande Prêmio: F1 no Bahrein,  Indy no Rio e A1GP em Interlagos. Com uma destas três (talvez duas?) já não conto.

Oito dias antes da corrida que abriria a temporada 2009/2010, em Surfers Paradise, a A1 soltou comunicado cancelando a etapa australiana. Não daria tempo para levar os carros da Europa para a Oceania. Na verdade, não havia tempo porque os carros ficaram presos pela justiça britânica como garantia para dívidas. E Tony Teixeira, dono da categoria, só conseguiu a liberação em cima da hora. Evidentemente, isso não estava na nota oficial.

Eis que hoje a Autosport noticia que as etapas de China e Malásia também estão canceladas. O pacote de recuperação financeira da A1, anunciado com pompa em setembro, não se materializou. Como diria Márcio Braga, acabou o dinheiro. Até os carros perderam seu lugar de “morada”: o contrato com o hangar onde ficavam guardados terminou.

Eu sou um admirador desse automobilismo alternativo à F1. Sendo ao vivo, vejo qualquer coisa (idiossincrasia besta). E confesso: gosto da A1, dos seus pilotos malucos, de ultrapassagens como do Paquistão sobre os Estados Unidos. E a ideia de Copa das Nações é sensacional.

Mas acho que acabou. O site de imagens da categoria já foi desativado, os contatos são mais difíceis… Já foi, creio.

Autor: - Categoria(s): A1GP Tags: ,
Voltar ao topo