Publicidade

Publicidade

Arquivo da Categoria Rali

04/01/2011 - 09:22

Hummer salvo por um… Fiat 147

Compartilhe: Twitter

FERNANDO SILVA [@Fernando_Silva7]

O Rali Dacar é pródigo em histórias curiosas. E a edição de 2011 mal começou, mas já garantiu um episódio sensacional.

No caminho entre Córdoba e San Miguel de Tucumán, Robby Gordon perdeu o controle de seu imponente Hummer, que ao bater em uma enorme rocha, teve a suspensão dianteira danificada, ficando sem condições de trafegar, por estar preso à grande pedra. O norte-americano, que vinha numa boa oitava colocação, perdeu mais de 40 minutos tentando, sem sucesso, recolocar o veículo de volta à pista.

Para a sorte de Gordon, apareceu um prestativo espectador argentino, que colocou seu Fiat 147, da mesma cor do Hummer, à disposição para desatolar o carro do norte-americano. Ex-piloto da Indy e agora na Nascar, Robby manobrou o 147, que, com muita competência, conseguiu remover o milionário veículo laranja do local. 

Gordon finalmente conseguiu chegar a Tucumán, terminando a segunda especial do Dacar em 47º. E ele só continua na prova graças à ajuda salvadora do guerreiro Fiat 147.

Autor: - Categoria(s): Rali Tags: , , ,
06/08/2010 - 13:25

Rali da Solidariedade

Compartilhe: Twitter

FERNANDO SILVA

Paralelamente à realização do Rali dos Sertões — no qual o Grande Prêmio fará a cobertura “in loco” a partir da próxima segunda-feira (9) —, acontecerá outra luta pela vitória, só que muito mais importante, fora do âmbito esportivo. Enquanto a competição rola solta pelo território brasileiro, um amplo programa de responsabilidade social será promovido pela organização do evento em conjunto com o Instituto Brasil Solidário. 

Há dez anos, a parceria leva educação, saúde, esportes, cultura e ensinamentos sobre o meio ambiente para as cidades que abrigam a segunda maior competição cross-country do planeta. A luta é para amenizar algumas das necessidades do povo sertanejo que vive em uma realidade difícil, mas que ainda parece ser distante para muitos.

Na 18ª edição do Sertões, a ação terá início no próximo domingo (8), dois dias antes da largada em Goiânia. As atividades sociais começarão nas também goianas Caldas Novas e Rio Quente e tem seu término previsto para Aparecida do Rio Negro (TO), no dia 14, após a caravana passar ainda por Trindade (GO) e também por Alto Paraíso de Goiás e Ponte Alta, no Tocantins.

As atividades sempre são realizadas nas principais escolas das cidades que fazem parte do trajeto do Sertões. Entretanto, não se trata apenas de uma ação passageira, ao contrário. Luis Salvatore, diretor de projetos do IBS afirmou que o principal foco está na continuidade dos trabalhos. “O Sertões é o berço de muitas ações e parcerias de sucesso, e temos muito orgulho em poder continuar com um programa cada vez mais sólido nas cidades que integram o percurso da prova.”

Entre as ações previstas pela parceria estão a montagem de uma biblioteca completa com acervo de 700 livros, doação de material esportivo, oficinas de artes, pintura, atividades de lazer voltadas ao público infantil, atendimento médico, odontológico e oftalmológico, palestras educativas. Tudo com o objetivo de amenizar as necessidades da população sertaneja à beira do Rali dos Sertões. Várias empresas tem apoiado o trabalho de responsabilidade social.

Para quem quiser acompanhar a realização dos superprimes de Goiânia e Palmas (TO), o ingresso poderá ser trocado por dois quilos de alimentos não perecíveis. Na capital de Goiás, a troca poderá ser feita no stand da Organização de Voluntários de Goiás (OVG), no Flamboyant Shopping, onde também estará reunido todo o staff técnico da prova. Já em Tocantins, o posto de troca funcionará na concessionária Marca Motors, entre os dias 9 e 14 de agosto, sempre em horário comercial. As doações serão revertidas para o Conselho Central Imaculada Conceição de Palmas (Vicentinos) e Associação Sementes do Verbo.

Autor: - Categoria(s): Rali Tags:
03/01/2010 - 10:37

O Dacar

Compartilhe: Twitter


Roma vence a primeira etapa: começo surpreendente

Sempre fui um fã do Rali Dacar. Desde pequeno, a mística de uma prova que cobria o deserto do Saara — que vivia povoando a minha então juvenil MENTE desde que minha tia me deu um ALMANAQUE ABRIL 1983 em 1993 (exatamente) — sempre foi arrebatadora. E adorava ver as na época incipientes informações que surgiam sobre o rali, e não deixava de alugar o HAVOC para conferir os acidentes mais trash assim que eles chegavam na saudosa VIDEOSUL, aqui na esquina de casa, meses depois.

O tempo foi passando, a tv a cabo foi chegando e eu pude acompanhar cada vez mais de perto o evento. E claro que, com a chegada ao Grande Prêmio, fiquei ainda mais envolvido com Dacar. Até dei azar no meu primeiro ano, já que cancelaram a edição de 2008, e em 2009 eu tive férias nas primeiras semanas do ano. Mas neste ano estou por dentro de tudo, e fico realmente animado de poder acompanhar.

Porém, trabalhar com o Dacar é algo complicado. Claro que começo CORROÍDO de inveja pelo fato de UM CERTO EX-COLEGA de GP estar lá, mas também por diversos outros fatores. As informações são bastante precárias, e o fato de o rali acontecer na Argentina e no Chile, com horários que não nos favorecem, também complica a vida.

Isso ficou comprovado com o acidente de ontem. O Vicaria me avisou que havia acontecido um acidente, via msn, no exato momento em que tanto a Luana quanto eu já tínhamos encerrado as atividades do dia — eu estava desligando o computador… Mas fui atrás da informação, obviamente, e vi em sites argentinos que uma das pessoas atingidas havia falecido. Algo que não aparece até agora no site do Dacar, e só foi tratado pela organização neste domingo.

Enfim: um pouco de historinha de bastidores para vocês. E fica a torcida para que o rali proporcione apenas belas disputas e fotos fodonas, mas nenhum outro acidente grave.

Abraços,
Francisco Luz

Autor: - Categoria(s): Rali Tags: ,
Voltar ao topo