Publicidade

Publicidade

12/01/2011 - 13:09

Certeira

Compartilhe: Twitter

Felipe Paranhos

Em tempos de escassez de patrocínio, casos como esse chamam a atenção. A Certina, fabricante suíça de relógios, renovou o contrato com a Sauber. A empresa apóia o time de Peter Sauber desde 2005-2006, na entrada da BMW.

Pegou os tempos de sucesso, a primeira pole, a primeira vitória do time. E foi o único patrocinador fixo que ficou na equipe para o período de escassez, com a saída da montadora suíça alemã no fim de 2009. Todo mundo pulou fora, o carro da Sauber ficou totalmente branco, uns Burger Kings da vida apareceram ao longo do ano, mas a Certina ficou — primeiro nos retrovisores, depois nos capacetes.

Agora, a Sauber dá passo importante para se reerguer com a contratação do telefonicamente endinheirado Sergio Pérez. E a Certina continua lá, apoiando uma equipe suíça como ela, angariando simpatia por sua marca.

Caso raro.

Autor: - Categoria(s): F1 Tags: , , , ,
Voltar ao topo