Publicidade

Publicidade

16/07/2010 - 12:09

Dennis, o Pimentinha

Compartilhe: Twitter

JOÃO PAULO BORGONOVE

Eddie Jordan, ex-chefe de equipe e dono da Jordan, hoje trabalha na BBC, rede de TV britânica que cobre a F1. Jordan, todo pimpão, foi entrevistar Christian Horner, chefe de equipe da Red Bull, durante o GP da Inglaterra, em Silverstone, ao vivo, quando sua comunicação falha e, com isso, atrapalha a entrevista.

Ao fundo, sorridente, aparece Ron Dennis, mandatário da McLaren, mexendo em algo pouco antes da falha que atrapalhou Jordan. O dirigente cortou o cabo de comunicação. Resultado: Jordan pretende processar Dennis pelos danos causados pela traquinagem, segundo o tablóide inglês “The Sun”.

Ron Dennis teria procurado a direção da BBC, mas nenhum pedido de desculpas formal foi emitido.

Não sei qual é a relação de ambos – se são amigos ou não -, mas acho que brincadeira tem hora, principalmente se isso prejudica o trabalho de alguém. Ok, reclamamos que a F1 está chata e tal, mas tudo tem limite, creio. Mas uma coisa fica: eu não sabia desse lado “brincalhão” de Ron Dennis.

Autor: - Categoria(s): F1 Tags: , , , ,
23/11/2009 - 11:44

Jordan: Schumacher volta à F1 pela Mercedes

Compartilhe: Twitter

Eddie Jordan, primeiro a cravar as negociações de Schumacher com a Mercedes, voltou a falar do assunto.

[Nota escrita por Luana Marino]

Por mais que a Mercedes negue qualquer tipo de contato e Ross Brawn diga que ter Michael Schumacher no time é um “sonho da imprensa”, os rumores sobre a volta do alemão à F1 não param. Agora, foi a vez de Eddie Jordan manifestar sua opinião, afirmando que acredita na possível volta do heptacampeão à categoria.

“Eu acredito que vai acontecer”, disse Jordan ao “The Sun”. “Tudo começou com uma reunião entre Michael, Ross Brawn e o diretor-executivo da Daimler, Dieter Zetsche, no GP de Abu Dhabi”, lembrou o ex-dirigente, hoje comentarista.

Jordan ressaltou ainda que Schumacher pode pedir uma liberação a Luca di Montezemolo para correr na Mercedes, já que tem contrato com a Ferrari. “Michael gosta da ideia de dirigir um Mercedes preparado por Ross. É uma ideia de dar água na boca”, concluiu.

Autor: - Categoria(s): F1 Tags: , ,
Voltar ao topo