Publicidade

Publicidade

05/05/2010 - 18:12

Os EUA nas mãos de Rossi

Compartilhe: Twitter

Felipe Paranhos

Não acredito na chegada de nenhum piloto norte-americano na F1 em 2011 ou 2012.  Não os já consolidados, ao menos. Primeiro porque os melhores da Indy são de fora: Franchitti, Dixon, Tony, Helio… Segundo porque não investem direito nas divisões de base. JR Hildebrand, que venceu a Indy Lights com todas as suas corridas ganhas em circuitos mistos, não tem onde correr.

O único cara que pode chegar à F1, ainda que no futuro, estreia neste fim de semana na GP3. É Alexander Rossi, de somente 18 anos, mas com o título da F-BMW Américas e a vitória da final mundial da F-BMW em 2008. Quarto colocado na última temporada da F-Master, correu a GP2 Ásia no início do ano pela Ocean e pela Meritus.

O menino parece bom. Trilha cedo um caminho ousado e estreia na GP3 com uma ótima equipe, a ART, que domina o automobilismo europeu de base. Além disso, foi bem nos treinos coletivos, mostrando rápida adaptação ao novo carro. Já pintou favorito para o campeonato.

Autor: - Categoria(s): F1, GP3 Tags: , , , , ,
Voltar ao topo