Publicidade

Publicidade

31/07/2009 - 10:38

Perguntar não ofende

Compartilhe: Twitter

A pedido da Ferrari, teste de Michael Schumacher com a F60 foi liberado pela Fota. Se a Toro Rosso pedisse liberação para um teste do Jaime Alguersuari, as equipes fariam o mesmo?

Marcus Lellis

Autor: - Categoria(s): F1 Tags: , , , , , , , ,
25/06/2009 - 11:17

O comentário definitivo sobre a crise entre FIA e Fota

Compartilhe: Twitter

(Antes de ela acabar, obviamente):

Um abraço,
Francisco Luz

Autor: - Categoria(s): F1 Tags: , , ,
24/06/2009 - 09:23

Na troca entre FIA e Fota, Mosley é quem perdeu mais

Compartilhe: Twitter

Habemus paz. FIA e Fota anunciaram que chegaram a um acordo nesta quarta-feira (24). O racha da categoria não durou mais do que uma semana. A F1 continuará como está. E o acerto só foi possível porque Max Mosley e equipes decidiram fazer uma troca simples.

Está claro: a Fota cedeu de um lado, aceitando a redução de gastos, e Mosley cedeu do outro, aceitando sair de cena de vez, não concorrendo à reeleição à presidência da FIA em outubro.

Simples, mesmo. Você faz isso, que eu faço aquilo. Todo mundo ganha e perde. Mas quem perdeu mais?

Minha opinião: depois de 12 rounds, Mosley perdeu por pontos. Foi obrigado a se retirar. E Ferrari, McLaren e demais seguem no jogo.

Atualização: na correria, disse que as equipes aceitaram o teto de £ 40 mi. Interpretei mal os diversos textos que li antes de escrever essa nota. Mas o velho Max disse que as equipes aceitaram reduzir os gastos e devem chegar a um orçamento parecido ao do início dos anos 90 nas próximas temporadas. Ou seja, os times também foram obrigados a engolir um pouco do seu orgulho.

Marcus Lellis

Autor: - Categoria(s): F1 Tags: , , , , , , ,
19/06/2009 - 05:45

It's the end of the world as we know it

Compartilhe: Twitter

Uma quinta-feira de folga. Necessária, depois de uma noite de cabeça inchada por conta disso.

Ir dormir às 5h30, depois de finalmente arrumar um tempo (por conta do maldito jogo, que VAMOS VIRAR NO BEIRA-RIO) para assistir ao dvd do NOFX comprado há duas semanas; acordar ao meio-dia; ir para o outro trabalho; voltar para casa; terminar em 20 minutos um trabalho que vale o semestre na faculdade; ir para a aula; passar na namorada; voltar para casa ver quem terá a responsabilidade de tirar teu rival da Libertadores; acompanhar a repercussão.

E então, só então, ler os emails e voltar à internet. E aí o mundo caiu.

Não há muito o que dizer. A perplexidade é total aqui nas bandas sulinas do Grande Prêmio. E, por isso, vou publicar a única coisa em que pensei quando comecei a ler o comunicado da Fota, ainda no email e sem saber o que ele continha de verdade:

VENCEREMOS (e aqui falo da Copa do Brasil),
Francisco Luz

Autor: - Categoria(s): F1 Tags: , , ,
18/06/2009 - 20:40

Rompeu

Compartilhe: Twitter

Lembra do que eu falei aí embaixo? Como diria Sandra de Sá, joga fora no lixo.

Atualização às 0h12 desta sexta-feira: pensei, pensei, pensei e nada. Não há nada sólido para dizer, por ora. Eu continuo achando que um campeonato de montadoras não vingaria, seria como a Cart, que levou as principais equipes da IRL, mas as viu voltar aos braços de Tony George. A coisa parece séria, mas eu ainda considero o que o A.Nother sugeriu: pode ser um blefe final da Fota.

[Felipe Paranhos]

Autor: - Categoria(s): F1 Tags: , , , , ,
17/06/2009 - 20:06

Por pontos

Compartilhe: Twitter

FIA e Fota vão dando as mãos depois da luta. Não tenho nada mais qualificado pra dizer do que o que o Francisco já escreveu aqui ou o Victor . Mas nos últimos segundos dos último round, a FIA acertou bons golpes e só espera o gongo soar para comemorar sua vitória.

Como num duelo entre pugilistas rivais, a pouco original metáfora da luta de boxe responde algumas perguntas: ao menos na minha opinião, a questão Quem é maior? As Equipes ou a marca F1? deve ser sepultada.

Sempre achei muito estranha a possibilidade de uma nova categoria assim, de um dia pro outro. Ah, então saímos da F1 e vamos fundar a Grand Prix World Championship, diria a Fota. Sim, e vão correr onde? Imagino que um campeonato de montadoras teria de ser grande. 15 datas em 2010 nos grandes circuitos, muitos com seus calendários já comprometidos pelos próximos anos? E que patrocinadores sustentariam uma temporada do tamanho da F1 por um campeonato que poderia definhar no fim do ano?

Ridícula me pareceu também a hipótese de ver a Ferrari disputando a Le Mans Series. Grande troca. Ver a Ferrari nas 24h ou nas 500 Milhas seria ótimo. Mas alguém imaginaria uma marca do tamanho dos italianos competindo regularmente em uma categoria com menos visibilidade?

Falar depois de ver as coisas se materializarem é fácil, evidentemente. Mas, no acordão que se avizinha, com um teto orçamentário maior e algumas das exigências da Fota aceitas, a FIA sai mais forte. E, como alguém aqui falou, a entidade das equipes deve se tornar apenas um representante para negociações financeiras com tio Bernardinho.

[Felipe Paranhos]

Autor: - Categoria(s): F1 Tags: , , , ,
16/06/2009 - 13:38

Todo poder aos sovietes

Compartilhe: Twitter

Eu sei, vocês não aguentam mais esse assunto, e podem acreditar que eu também não. Mas é que agora estou realmente vislumbrando a nova ordem mundial — e, bem, ela não me parece nada ALVISSAREIRA.

Pois, se não bastasse eu ter que contar com a perspectiva de duas vezes mais trabalho (GRECIN 2000 agradece a ajuda de Mosley e cia.), eu realmente comecei a simpatizar com a causa governista. E me surpreendi com isso.

Mas não consigo ver nada absurdo nas alegações mostradas por Mosley na bíblia escrita nesta manhã pela FIA. A Fota não está disposta a cooperar e, se queria mesmo criar uma nova categoria, que criasse. Essa MUMUNHA toda está realmente enchendo o saco, e estou dando toda a razão do mundo ao Marquês de Sade da Place de la Concórde.

E, se a coisa realmente descambar para aquilo que ninguém quer — a divisão da F1, a criação de uma nova categoria, Ferrari de um lado e a FIA do outro –, começo a achar, e a TORCER, para que os federados ganhem essa parada. Os motivos estão bem claros, e até agora não vi nenhum contraponto que tenha sido tão claro e cristalino quanto este.

Um abraço,
Francisco Luz

Autor: - Categoria(s): F1 Tags: , , ,
12/06/2009 - 17:09

O dia dos namorados, solteiros, FIA, Fota…

Compartilhe: Twitter

Que dia! E eu esperava que fosse histórico, que a Ferrari anunciasse oficialmente que estava fora da F1… mas a novela continuou. Fazer o quê?

Como nem tudo é automobilismo, novela lembra par romântico. Hoje é dia 12 de junho, Dia dos Namorados. Dou duas dicas para a data que já está pela metade quando escrevo essa nota.

A primeira é um blog: www.diariodesolteiro.com.br. Deu para sacar qual é a ideia? Bem legal. Porque é muito bom ser solteiro, apesar de tudo.

A segunda é uma música para celebrar o dia. A melhor banda do mundo: U2. A canção não é With Or Without You, meio lugar-comum (mas que é fantástica sempre). Não se encaixa com o dia. Vamos com aquela que deve ser a canção de amor mais bonita do U2. Até porque é simples e direta: All I Want Is You (não consigo colocar o embed, Chico, me ajuda!). 

Aproveitem. Feliz Dia dos Namorados!

Marcus Lellis

Autor: - Categoria(s): F1, Geral, Música Tags: , , , , , ,
12/06/2009 - 13:25

A confiança de Lola, Lotus e Superfund

Compartilhe: Twitter

E a novela não acabou. Está mais longa do que a histórica “Redenção”.

Pois bem, além dos comunicados da Ferrari, Red Bull e Toro Rosso, dizendo que não mudaram suas posições, e da Campos, USF1 e a surpreendente Manor, falando que estão vibrando por entrarem na F1, também vimos as notas de Superfund, Lola e Lotus. A única que falou abertamente em decepção foi a Lotus. As outras nem se mostraram muito preocupadas. Mas as três estão com a mesma posição: vão esperar a próxima sexta-feira para ver o que vai acontecer na interminável briga entre FIA e Fota.

Os comunicados dessas equipes me dão a impressão de que Max Mosley não vai arredar pé. O que me parece contraditório, já que o presidente da FIA mandou uma carta para a Fota praticamente implorando o perdão dos atuais times da F1. Superfund, Lola e Lotus estão muito confiantes… do tipo “se sobrar uma brecha, eu pego, mesmo”. Essas escuderias estão aguardando pela desistência de alguém, como se Mosley já tivesse avisado que vai acabar sobrando alguns lugares.

Essa não é a lista definitiva, coisa que está clara até pelos inúmeros asteriscos. Tratemos como provisória. Porque eu acho que vai mudar. E muito!

Marcus Lellis

Autor: - Categoria(s): F1 Tags: , , , , , , , ,
09/06/2009 - 17:38

A F1 está um porre

Compartilhe: Twitter

Vou dar mais corda à discussão proposta pelo Francisco.

Entrei no Grande Prêmio no 1º de outubro de 2007. Animado, eufórico, oh, que legal!, vou cobrir a F1. Um esporte que sempre gostei muito, já tinha acordado cedo em inúmeras manhãs de domingo para ver as corridas, com ou sem o Ayrton Senna (porque é sabido que muitas pessoas se destimularam com a morte dele, eu não). Achei que seria fantástico fazer parte desse universo.

Um ano, oito meses e oito dias depois, esse castelo de areia foi por água abaixo, devastado por uma maré alta. Essas novelas que tomam conta da F1 nos últimos tempos conseguem acabar com a paciência de qualquer um. A recente exibida todos os dias pelo GP, a batalha entre Fota e FIA, é apenas um dos exemplos. Vamos tentar enumerar as que aconteceram desde que entrei no site:

– Saída do Alonso da McLaren. Vai embora? Não vai? Rescindiu o contrato. Não, ele renovou… enfim, foi embora, depois de uns 300 anos.

– Futuro do Alonso. Ferrari? BMW Sauber? Toro Rosso? Honda? Renault? Foi uma baita ladainha que durou cerca de um mês. O pior é que ele foi para Renault. Depois de quatro corridas ruins em 2008, a mesma história voltou. Até hoje vivem especulando sobre o futuro do espanhol.

– Abandono da Honda. Vai vazar? Vai resistir? É a crise? São os maus resultados? Depois de confirmada a saída, foram uns três meses para saber quem seria o bendito comprador do espólio, isso se a equipe fosse salva.

– Aposentadoria de Barrichello? Vai correr na Stock? Na Indy? Ficar, ele não fica. Entra o Bruno Senna. Não, o Senna sobrou. Fica, mesmo, o Rubens. Outra novela que foi de novembro a março.

Bem, lembrei dessas. Mas aposto que têm outras nesse período (não cheguei a pegar a novela da espionagem, mas também teve essa). Sabe, em certas horas, isso enche o saco, mesmo. Nós, jornalistas, corremos atrás de histórias. Acho que mais importante do que uma notícia é a história. Isso porque o sentido de notícia foi banalizado, principalmente com o advento da internet. Para falar o português politicamente incorreto, qualquer merda é notícia. Uma história boa é diferente.

Queremos histórias boas, novas e interessantes. Sempre é legal ver uma briguinha aqui, uma dúvida ali. Mas desde que tudo seja resolvido em uma semana. Quando isso se estende, quando os personagens começam a se contradizer, quando falam que uma situação vai acontecer e isso tudo muda em dois minutos, não tem um ser humano que suporte.

Sei que em todo lugar é assim, futebol adora uma novela, teve a do atacante Kleber no início do ano, sobre qual time ficaria com ele. Mesmo assim, a F1 supera qualquer esporte.

Outro dia, falei que cobrir a Stock Car era chato. Só que a F1 tá superando seus limites. A F1 está um porre! (Entendam o que falei, ESTÁ um porre, não É um porre) Com pilotos que só falam o óbvio, uma puta dificuldade para conseguir uma palavra deles, muita arrogância junta em um mesmo lugar.

Por favor, Bernie Ecclestone, Max Mosley e afins, acabem com essa ladainha de inscrições e nos tragam novas histórias. Vamos melhorar a F1 que já foi muito mais legal um dia.

Enquanto isso… viva a MotoGP!

Marcus Lellis

Autor: - Categoria(s): F1 Tags: , , , , , , , , , , ,
Voltar ao topo