Publicidade

Publicidade

23/12/2010 - 23:05

Parabéns, Lotus Racing

Compartilhe: Twitter

Felipe Paranhos

Só escrevo nas folgas quando algo me chama muito a atenção. É o caso deste vídeo. Não é novidade que eu acho a Lotus (do Tony Fernandes, a outra é um mero aluguel) uma equipe séria, que merece evoluir muito na F1. Mas vendo este vídeo de encerramento da primeira temporada do time, cheguei à mesma conclusão que um dos usuários do YouTube que comentou na página: o Fernandes deveria mandar a Lotus Renault às favas, mudar o nome pra, sei lá, Flower GP e seguir seu caminho.  É bom que cria uma motivação interna na equipe: vencer, ainda que no futuro, a Lotus oportunista.

Voltando a falar do vídeo, impressionante lembrar como a equipe saiu do nada [não à toa Kova mostrou descrença quando chegou em Hingham pela primeira vez], fez um carro em quatro meses mesmo tendo sido a última das equipes a ser confirmada, foi a melhor das novatas e, além disso tudo, estabelece um programa de jovens interessante, fazendo uma equipe B na GP2.

“Obrigado por todo o apoio. Nós vamos deixar vocês orgulhosos”, disse Fernandes a fãs agora no fim do ano.

Parabéns, Lotus Racing.

Autor: - Categoria(s): F1 Tags: , , , ,
19/11/2010 - 12:07

Lotus Cars 1×0 Lotus Racing

Compartilhe: Twitter

Felipe Paranhos [@felipeparanhos]

O shakedown do novo carro da GP2, que aconteceu na última quinta-feira (18), revelou o resultado de uma disputa que tem deixado marcas no automobilismo em 2010. A disputa Lotus Cars x Lotus Racing na principal categoria de acesso à F1 culminou com a vantagem da ART, vinculada à montadora malaia Proton, sobre a Air Asia, de propriedade de Tony Fernandes e idealizada para ser a equipe B da Lotus Racing da F1.

O carro da Lotus ART, pilotado pelo mexicano Esteban Gutiérrez, está pintado em verde, com a listra amarela passando pelo centro do carro. O carro de Johnny Cecotto Jr, por sua vez, teve a pintura quase imaculadamente branca, apenas com a inscrição ‘Team Air Asia’ e o nome de um patrocinador.

Parece claro que a Proton levou esta disputa. A provável associação com a Renault vai tirar da atual Lotus as cores e referências à escuderia de Colin Chapman. A lógica é a de que o time de Tony Fernandes na F1, assim, leve o nome da companhia aérea, assim como na GP2.

Na semana que vem, as equipes da GP2 vão fazer seu último teste do ano, mas com os carros usados em 2010. O treino vai ser usado para experimentar novatos, como fez a F1 dias atrás. Jolyon Palmer, da F2, vai andar de ART e Addax. Pal Varhaug, da GP3, vai de iSport. Armaan Ebrahim deve correr de Arden.

Autor: - Categoria(s): F1, GP2 Tags: , , , , , , ,
Voltar ao topo