Publicidade

Publicidade

03/05/2010 - 09:46

Por outro ângulo

Compartilhe: Twitter

Ivan Samarin, “atropelado” por Ricardo Teixeira, se mostrou muito satisfeito com o acontecido

Felipe Paranhos

O Felipe Giacomelli, nosso blogueiro no World of Motorsport e repórter do GP para a Nascar, falou nos comentários do post aí embaixo que a gente secou o Ricardo Teixeira e a carreira dele decolou literalmente na corrida 2 da etapa de Marrakech da F2, ontem. Postei até o vídeo do acidente no site ontem. A zica que me persegue, entretanto, é outra. Tô com uma maldição que só conto a vocês daqui a uma semana, por aí. ;)

No fim do domingo, a F2 colocou no YouTube o incidente pelo ponto de vista do britânico Paul Rees, que vinha logo à frente do que aconteceu. Deve ser assustador de repente ver um carro voando por cima de você, ainda que longe. Vejam.

Autor: - Categoria(s): F2 Tags: , , , , , ,
02/05/2010 - 12:42

O melhor (resultado)

Compartilhe: Twitter

Felipe Paranhos

Estamos todos nós acostumados a acompanhar os fora-de-série, os pilotos top, aqueles que vencem, que sobem no pódio. Ontem, na F2, me chamou a atenção o resultado de um piloto do qual já fiz muita gozação na redação do GP.

Ricardo Teixeira, apesar do nome de lembranças infelizes para os brasileiros, é o maior piloto angolano da história. Talvez porque tenha sido o único a chegar às grandes categorias do automobilismo europeu. Mas, nelas, seus resultados são muito fraquinhos.

Ontem, nas ruas de Marrakech, beneficiado por uma corrida cheia de acidentes, Teixeira levou seu carro — o mais bonito da F2 — ao quinto lugar. Nada de mais para a maioria. Só que, em seus cinco anos de carreira na Europa, este foi seu melhor resultado. Foram 72 corridas na F3 Inglesa, duas na F3 Alemã, as etapas de 2007 e 2008 da F3 Masters, quatro corridas na GP2 Ásia e 18 na GP2. Na terceira prova pela F2, veio o ápice da carreira.

Fiquei compadecido.

Autor: - Categoria(s): F2 Tags: , , , ,
Voltar ao topo